COMENTÁRIOS DA LIÇÃO 12: O CONFLITO CÓSMICO SOBRE O CARÁTER DE DEUS – (14 a 21/12/2013)

 “A família humana transgrediu a lei de Deus e lhe desafiou a vontade. Essa lei revela ao mundo os atributos do caráter de Deus, e nem um jota ou til se pôde mudar dela para justificar a humanidade em sua condição caída. Mas Deus deu a homens e mulheres evidências inequívocas de que os ama, e de que a justiça é o fundamento de Seu trono e a evidência de Seu amor. Ele executou a penalidade da transgressão, mas permitiu que recaísse sobre um Substituto, Seu próprio Filho unigênito”.
Cristo Triunfante, MM 2002, 278.
Mihály_Zichy_Lucifer_1887

VERSO ÁUREO: “E ouvi outro do altar, que dizia: Na verdade, ó Senhor Deus Todo-Poderoso, verdadeiros e justos são os teus juízos.” Apocalipse 16:7

Há dois erros básicos quando o assunto é a conflito espiritual. a) Excesso de ênfase. Há aqueles que para cada pecado, conflito e problema põem a culpa nos demônios que devem ser então expulsos. b) Escassez de ênfase. Outros ignoram completamente a esfera espiritual, e o fato de que a Bíblia nos instrui que nossa batalha é contra forças espirituais. Efésios 6:10-12 declara: “No demais, irmãos meus, fortalecei-vos no Senhor e na força do seu poder. Revesti-vos de toda a armadura de Deus, para que possais estar firmes contra as astutas ciladas do diabo. Porque não temos que lutar contra a carne e o sangue, mas, sim, contra os principados, contra as potestades, contra os príncipes das trevas deste século, contra as hostes espirituais da maldade, nos lugares celestiais.”

Este texto ensina-nos algumas verdades cruciais: a) O diabo existe e está vivo. b) Podemos ser fortes apenas no poder do Senhor Jesus. c) A nossa batalha é contra forças espirituais do mal presentes no mundo.

No meio desta guerra, quais os segredos para o sucesso espiritual? Primeiro, confiemos no poder de Deus e não na nossa própria força. Segundo, repreendamos Satanás, em nome de Jesus, não em nosso próprio poder. Terceiro, devemos proteger-nos com a completa armadura de Deus. Quarto, engajemo-nos na guerra com a espada do Espírito: a Palavra de Deus. Por último, devemos lembrar-nos que mesmo estando na batalha espiritual contra Satanás e seus demônios, nem todo o pecado ou problema é um demônio que deva ser repreendido. Com paciência e sabedoria, Deus vai ajudar-nos a resolver tais dificuldades. “Mas em todas estas coisas somos mais do que vencedores, por aquele que nos amou”. Romanos 8:37.

A lição desta semana vai mostrar que o caráter de Deus será reivindicado em três aspectos muito importantes: 1) O pecado existe, causou um problema enorme na vida dos filhos de Deus, mas Deus vai dar um final nessa história, para que o pecado nunca mais reapareça. Ver Naum 1:9 e Apoc. 22:3 b) Revelar que o caráter de Deus é, antes de tudo, cheio de amor e misericórdias para com o pecador, e só após a recusa do pecador em aceitar tal salvação é que Deus age através da Sua justiça. Com certeza, amor e justiça podem conviver juntas. c) Satanás é mentiroso e falso, e ele age de forma contrária a vontade de Deus. Ele finalmente será destruído, no julgamento final, após os mil anos. Amém?

DOMINGO (15 de dezembro) REVOLTA NO SANTUÁRIO CELESTIAL – Na história do Universo nunca houve e nem haverá traição maior. A criatura que representava a mais magnificente obra de seu Criador ressentiu-se de que sua glória era apenas emprestada, de que o papel que lhe estava destinado era o de, tão-somente, refletir a infinita majestade do Deus que lhe deu o fôlego da vida. Dessa maneira, nasceu no coração de Lúcifer o desprezível impulso da rebelião. Esse impulso originou a insurreição angélica que foi a mais terrível sedição na história em todos os tempos. Tudo isso aconteceu no santuário que está no céu.

Lúcifer começou a sua campanha política celestial. Atacou Deus e colocou dúvidas sobre o Seu caráter. Lúcifer e todos os anjos, bem como os outros seres inteligentes criados sabiam, por revelação, que o caráter de Deus é cheio de amor mais justiça. Um terço dos anjos deu ouvidos ao Lúcifer, revoltaram-se contra o governo de Deus e foram lançados para a terra.

A lição de hoje traz dois textos elucidativos sobre a revolução que houve no céu. De Isaías 14 e Ezequiel 28 emerge um quadro relativamente extenso de Satanás antes de sua rebelião. Lúcifer: essa palavra vem de uma raiz hebraica que significa “brilhar”, sendo usada unicamente como título para referir-se à estrela de maior brilho e cujo resplendor mais resiste ao nascimento do Sol.

A pessoa de Lúcifer. Ele foi o ser mais exaltado de toda a criação. Ver Ez 28:13-15, a mais grandiosa das obras de Deus, um ser celestial radiante, que refletia da maneira mais perfeita o esplendor de seu Criador. O nome Lúcifer tornou-se amplamente usado como título para Satanás antes de sua rebelião porque é o equivalente latino dessa palavra. Na realidade, é difícil saber, com certeza, se o termo foi empregado com o sentido de nome próprio ou de expressão descritiva.

O seu lugar: Ezequiel afirmou que esse anjo exaltado estava “no Éden, jardim de Deus”. Ver Ez 28:13. Aqui, a referência não é ao Éden terreno que Satanás invadiu para tentar a humanidade, mas à sala do trono em que Deus habita em absoluta majestade e perfeita pureza. Ver Isaías 6 e Ez 1. Ezequiel 28 também chama esse lugar de “monte santo de Deus”, onde Lúcifer andava “no brilho das pedras” v. 14. Essas descrições não são apropriadas ao Éden terreno, mas adequadas à sala do trono de Deus, conforme representações em outros lugares da Escritura.

A sua posição: Satanás é denominado “querubim da guarda ungido”. Ez 28:14. Querubins representam a mais alta graduação da autoridade angélica, sendo seu papel guardar simbolicamente o trono de Deus. Compare os querubins esculpidos flanqueando a arca da aliança, no trono de Deus e no tabernáculo ou templo. Ver Êxodo 25.18-22; Hb 9:5; Gn 3:24 e Ez 10:1-22. Lúcifer foi ungido, consagrado, por sentença deliberada de Deus. Ez. 28:14 diz: “te estabeleci” para a tarefa santa de guardar o trono do todo-glorioso Criador.

Mesmo assim houve a tal revolta. Veja este texto: “E houve batalha no céu; Miguel e os seus anjos batalhavam contra o dragão, e batalhavam o dragão e os seus anjos; mas não prevaleceram, nem mais o seu lugar se achou nos céus. E foi precipitado o grande dragão, a antiga serpente, chamado Diabo, e Satanás, que engana todo o mundo; ele foi precipitado na terra, e os seus anjos foram lançados com ele.” Apocalipse 12:7-9

SEGUNDA-FEIRA (16 de dezembro) AS ACUSAÇÕES – As acusações contra Deus começaram no céu e continuaram na terra. Depois de Lúcifer ter sido lançado para a terra ele continuou a guerra contra o governo de Deus.

Qual foi a primeira coisa que Satanás lançou na mente de Adão e Eva? Foi a dúvida. Veja este texto: “Ora, a serpente era mais astuta que todas as alimárias do campo que o Senhor Deus tinha feito. E esta disse à mulher: É assim que Deus disse: Não comereis de toda a árvore do jardim? Gênesis 3:1. Quando alguém quer prejudicar a reputação do outro basta lançar dúvidas a respeito da sua moral. Para construir necessitamos de uma vida, mas para destruir, até que se prove o contrário, basta lançar dúvidas.

Qual foi o outro problema que Satanás causou? Foi contrariar aquilo que Deus tinha falado. Veja este texto: “Então a serpente disse à mulher: Certamente não morrereis” Gênesis 3:4. Quando alguém questiona a autoridade do outro é porque, supostamente, tem algo melhor para oferecer. Deus tinha dito que se comessem do fruto proibido morreriam, mas o inimigo disse que viveriam. Infelizmente a maioria das pessoas, hoje em dia, em suas várias religiões dão ouvidos à essa maldita voz. Deus disse que morreriam, e morremos mesmo. Morremos fisicamente, pois todos morrem e ficamos inconscientes na morte. Deus tem a verdade. As pessoas tornarão a viver somente depois da ressurreição.

Que outra coisa sugeriu Satanás? Que Adão e Eva seriam como Deus. Veja este texto: “Porque Deus sabe que no dia em que dele comerdes se abrirão os vossos olhos, e sereis como Deus, sabendo o bem e o mal.” Gênesis 3:5. Nessa frase há um pouco de verdade, pois nossos pais apenas conheciam o bem. Mas que vantagem tiveram eles e nós? É claro que eles foram vencidos pela curiosidade. Mas hoje que conhecemos os dois lados, com certeza, nem Adão e Eva e nem nós, não desejaríamos conhecer o mal, não é?

Os ataques de Satanás são sempre, de alguma forma, contra o caráter de Deus. As acusações aqui na terra são feitas no sentido de levar as pessoas a duvidar do amor de Deus em amar e proteger os Seus filhos. O diabo não se cansa de acusar os filhos de Deus. Veja estes textos: “Por isso alegrai-vos, ó céus, e vós que neles habitais. Ai dos que habitam na terra e no mar; porque o diabo desceu a vós, e tem grande ira, sabendo que já tem pouco tempo.” Apocalipse 12:12.

“E foi precipitado o grande dragão, a antiga serpente, chamado o Diabo, e Satanás, que engana todo o mundo; ele foi precipitado na terra, e os seus anjos foram lançados com ele.” Apocalipse 12:9. Hoje Satanás acusa Deus de que as pessoas O seguem somente porque são abençoadas, mas que se fossem colocadas em situações de dificuldades, abandonariam Deus. Ele fez essa acusação a Deus quanto ao patriarca Jó. Ver Jó 1:1-6. O Diabo também acusa os filhos de Deus de alguns pecados. Ver o episódio do sumo-sacerdote Josué em Zacarias 3:1-5. A cruz de Cristo é a resposta para as acusações do Diabo.

TERÇA-FEIRA (17 de dezembro) A VINDICAÇÃO (COMPROVAÇÃO) NA CRUZ – Embora o Diabo tente os filhos de Deus, a cruz é o centro da história da salvação. Nela, tudo a respeito de Deus revelou-se para a salvação do ser humano. Na cruz, o caráter de Deus foi vindicado. Vindicar é reclamar legalmente aquilo que é, por direito, de uma pessoa. Deus criou o homem para a salvação, mas com a entrada do pecado o planeta foi maculado; e foi necessário a morte do próprio Deus para que o homem voltasse a ter o direito da salvação.

Logo após a entrada do pecado Deus tomou as devidas providências para que o ser humano obtivesse o direito à salvação. Deus providenciou a morte de animais que apontavam para Jesus.

Veja a primeira promessa da morte de Jesus: “E porei inimizade entre ti e a mulher, e entre a tua semente e a sua semente; esta te ferirá a cabeça, e tu lhe ferirás o calcanhar.” Gênesis 3:15. Não só os sacrifícios de animais instituídos por Deus, como também as profecias relacionadas com Cristo tiveram o seu belíssimo cumprimento. Ninguém questiona o nascimento de Cristo e Sua consequente morte. A história da humanidade até está dividida em duas eras; antes e depois de Cristo, e a história não mente.

O carácter de Deus, envolvendo o seu amor e justiça, revelou-Se maravilhosamente aquando da morte de Jesus. Veja esses textos: “Jesus respondeu, e disse-lhe: Se tu conheceras o dom de Deus, e quem é o que te diz: Dá-me de beber, tu lhe pedirias, e ele te daria água viva.” João 4:10

“Mas agora se manifestou sem a lei a justiça de Deus, tendo o testemunho da lei e dos profetas. Isto é, a justiça de Deus pela fé em Jesus Cristo para todos e sobre todos os que crêem; porque não há diferença. Porque todos pecaram e destituídos estão da glória de Deus. Sendo justificados gratuitamente pela sua graça, pela redenção que há em Cristo Jesus. Ao qual Deus propôs para propiciação pela fé no seu sangue, para demonstrar a sua justiça pela remissão dos pecados dantes cometidos, sob a paciência de Deus. Para demonstração da sua justiça neste tempo presente, para que ele seja justo e justificador daquele que tem fé em Jesus.” Romanos 3:21-26

QUARTA-FEIRA (18 de dezembro) A VINDICAÇÃO NO JUÍZO – Somente em uma casa ou país, sem ordem, é que as pessoas cometem erros e não são julgadas. O juízo está inserido nas famílias, sociedades e governos que são decentes e sérios. Como o governo de Deus é de ordem, Ele também julga os Seus filhos. Deus julga porque vai conceder a eternidade para os Seus filhos que aceitarem a salvação. A lição de hoje tenta mostrar que o Julgamento de Deus é justo e cheio de amor, ao mesmo tempo.

Todas as igrejas aceitam que haja um dia do juízo, e a igreja Adventista também. Mas nós classificamos o juízo em três fases diferentes.
1) Pré-advento. Este juízo começou em 22 de outubro de 1844 e terminará com o fechamento da porta da graça. Neste juízo serão julgadas apenas as pessoas que serão salvas e levadas para o céu aquando da volta de Cristo. Ver Daniel 7 e Apocalipse 14.
2) Juízo Milenar. Este juízo ocorrerá no céu quando os salvos estiverem lá depois da volta de Cristo. Os salvos também tomarão parte neste julgamento. Este julgamento será para os perdidos. Será um juízo de comprovação apenas, pois os perdidos não terão mais chances de salvação.
3) Juízo final. Este juízo acontecerá depois dos mil anos e será a destruição final de todos os perdidos, dos demônios e de Satanás. Ver Apocalipse 20:1-10

Nos registros celestiais há 3 livros; o da vida, o da morte e o memorial. Veja este texto. “O livro da vida contém os nomes de todos os que já entraram para o serviço de Deus. … “Há um memorial escrito diante” de Deus, no qual estão registradas as boas ações dos “que temem ao Senhor, e para os que se lembram do Seu nome.” Malaquias 3:16. … Há também um relatório dos pecados dos homens”. O Grande Conflito, 480 e 481.

A natureza dos livros celestiais é desconhecida para nós, mas eles dão uma clara ideia de que as decisões favoráveis ou desfavoráveis, a uma pessoa, são baseadas em evidência fatuais e objetivas. É por causa da natureza objetiva do juízo que a justiça de Deus será reconhecida por todos. Todas as pessoas, salvas ou perdidas, incluindo Satanás, reconhecerão o amor e justiça de Deus. Veja este texto: “Quem te não temerá, ó Senhor, e não magnificará o teu nome? Porque só tu és santo; por isso todas as nações virão, e se prostrarão diante de ti, porque os teus juízos são manifestos.” Apocalipse 15:4

Vejas nos textos para hoje a respeito do carácter de Deus e como Ele julga a humanidade:

“Dizei entre os gentios que o Senhor reina. O mundo também se firmará para que se não abale; julgará os povos com retidão.” Salmos 96:10

“Ante a face do Senhor, porque vem, porque vem a julgar a terra; julgará o mundo com justiça e os povos com a sua verdade.” Salmos 96:13

“Desde agora, a coroa da justiça me está guardada, a qual o Senhor, justo juiz, me dará naquele dia; e não somente a mim, mas também a todos os que amarem a sua vinda.” II Timóteo 4:8

“E ouvi o anjo das águas, que dizia: Justo és tu, ó Senhor, que és, e que eras, e hás de ser, porque julgaste estas coisas.” Apocalipse 16:5

“E ouvi outro do altar, que dizia: Na verdade, ó Senhor Deus Todo-Poderoso, verdadeiros e justos são os teus juízos.” Apocalipse 16:7

“Porque verdadeiros e justos são os seus juízos, pois julgou a grande prostituta, que havia corrompido a terra com a sua fornicação, e das mãos dela vingou o sangue dos seus servos.” Apocalipse 19:2

QUINTA-FEIRA (19 de dezembro) O ESPETÁCULO CÓSMICO – O inimigo das nossas almas muito fez para transformar este mundo em uma miséria, afastando muitas pessoas para bem longe de Deus. Os seus estragos têm uma repercussão universal, e não apenas ao nível da terra. O transcurso da vida de Satanás pode ser classificado em 4 fases:

A) No céu. Como vimos na lição de domingo o espetáculo cósmico teve o seu início no céu. Todos os anjos do céu ficaram sabendo da queda de Lúcifer e seus anjos, e houve tristeza no céu.

B) Na cruz de Cristo. Quando Jesus morreu Satanás teve a sua sentença de morte decretada. Veja este texto: “E ouvi uma grande voz no céu, que dizia: Agora é chegada a salvação, e a força, e o reino do nosso Deus, e o poder do seu Cristo; porque já o acusador de nossos irmãos é derrubado, o qual diante do nosso Deus os acusava de dia e de noite. E eles o venceram pelo sangue do Cordeiro e pela palavra do seu testemunho; e não amaram as suas vidas até à morte. Por isso alegrai-vos, ó céus, e vós que neles habitais. Ai dos que habitam na terra e no mar; porque o diabo desceu a vós, e tem grande ira, sabendo que já tem pouco tempo.” Apocalipse 12:10-12.

C) Na vida dos cativos pelos pecados. A lição de hoje aposta no aspecto de que todos os filhos de Deus são chamados para serem um espetáculo ao mundo para derrotar as obras de Satanás, levando a salvação aos cativos em seus pecados. Veja estes textos: “Assim resplandeça a vossa luz diante dos homens, para que vejam as vossas boas obras e glorifiquem a vosso Pai, que está nos céus.” Mateus 5:16

“Porque tenho para mim, que Deus a nós, apóstolos, nos pôs por últimos, como condenados à morte; pois somos feitos espetáculo ao mundo, aos anjos, e aos homens.” I Coríntios 4:9

Todos são chamados para levar o evangelho aos perdidos. Antes de levarmos o evangelho é necessário ocorrer uma transformação na nossa vida. Necessitamos estar ligados à videira verdadeira; que é Cristo, para produzirmos frutos para o reino de Deus.

D) No juízo executivo ou pós-milenar. Depois de mais de 6 mil anos de pecado e degeneração, por fim será desmascarado para o universo o grande enganador, Satanás. No princípio a argumentação dele era que a obediência a lei de Deus não era necessária. Na terra, ele obteve vitória sobre Adão e Eva e o argumento volveu-se para a impossibilidade do ser humano guardar a lei de Deus. Hoje Satanás afirma tenazmente que ser humano algum pode guardar a santa lei, e muitos hoje se tem colocado firmemente ao seu lado dentro de nossa amada igreja, afirmando que o ser humano somente deixará de pecar quando Cristo voltar. Podemos e devemos deixar Jesus viver em nós e por nós para que não mais vivamos na prática de pecados conhecidos. No fim dos mil anos o diabo será totalmente desmascarado onde ficará claro, para todo o universo, que seus pecados e acusações contra o carácter de Deus eram falsos. Ele também reconhecerá que Deus tinha razão. Ele será destruído para sempre!

SEXTA-FEIRA (20 de dezembro) LEITURA ADICIONAL– Durante as três fases do juízo de Deus, Ele justifica-Se diante de todo o universo que o Seu amor e poder triunfam sobre o mal.

A missão de Jesus não era julgar, mas salvar. Veja este texto: “Deus enviou o Seu Filho ao mundo, não para que condenasse o mundo, mas para que o mundo fosse salvo por Ele”. João 3:17. Perante o Sinédrio Jesus declarou: “Quem ouve a minha palavra, e crê naquele que me enviou, tem a vida eterna, e não entrará em condenação, mas passou da morte para a vida”. João 5:24. Como a maioria das pessoas rejeitaram a salvação, Ele já começou o juízo em 1844. Se você vive com Jesus não precisa temer o juízo, pois não será condenado. Os seus pecados, que já foram confessados, já foram apagados dos registros celestes e não entrará em condenação. Veja este maravilhoso texto: “ Porque serei misericordioso para com suas iniquidades, E de seus pecados e de suas prevaricações não me lembrarei mais.” Hebreus 8:12. Amém?

Veja estes textos:“Os princípios do caráter de Deus eram o fundamento da educação mantida constantemente diante dos anjos celestiais. Esses princípios eram bondade, misericórdia e amor. A luz manifesta devia ser reconhecida e livremente aceita por todos os que ocupavam um cargo de confiança e autoridade. Deviam aceitar os princípios divinos e convencer a todos os que se encontravam a serviço de Deus, mediante a apresentação da verdade, justiça e bondade, de que esse era o único poder a ser usado. Nunca deveria ser adotada a força”. Cristo Triunfante, MM 2002, 13.

 

Anúncios

, , , , , , , , , , , , , ,

  1. Deixe um comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

  • ” Bem-aventurado aquele que lê, e os que ouvem as palavras desta profecia, e guardam as coisas que nela estão escritas; porque o tempo está próximo.” Apocalipse 1:3

  • “Não desprezeis as profecias; julgai todas as coisas, retende o que é bom.” 1 Tessalonicenses 5:20-21.

  • "Conservai-vos a vós mesmos no amor de Deus, esperando a misericórdia de nosso Senhor Jesus Cristo para a vida eterna.
    E apiedai-vos de alguns, usando de discernimento;
    E salvai alguns com temor, arrebatando-os do fogo, odiando até a túnica manchada da carne."
    Judas 1:21-23

%d blogueiros gostam disto: