ARMAS PARA A VITÓRIA – RESUMO E COMENTÁRIOS DA LIÇÃO 7 – (10 a 17/11/2012)

Há necessidade das armas para enfrentar o Grande Conflito : ” Deve haver um severo conflito entre aqueles que são leais a Deus e aqueles que desprezam Sua lei. A igreja tem unido as mãos com o mundo. A reverência à lei de Deus tem sido subvertida….Cada pessoa está sendo provada. Há somente dois lados. De qual lado você está ?” (Review and Herald, 6/2/1900)

VERSO ÁUREO: “Portanto, tomai toda a armadura de Deus, para que possais resistir no dia mau e, depois de terdes vencido tudo, permanecer inabaláveis.” Efésios 6:13

INTRODUÇÃO – O cristão não pode negar a existência do diabo. Ele existe e é muito forte, mas Jesus é muito mais poderoso do que ele. E se estivermos vestidos com as vestes da salvação, estaremos protegidos contra os ataques deste inimigo insidioso. Estamos em um campo de batalha aberto. O conflito envolve dois poderes espirituais, Cristo e Satanás, e os combates são travados na mente de cada ser humano em torno de ideias que trazem características de certo ou de errado, de bom ou de mau, de justiça ou de pecado. Neste contexto, as armas também são espirituais com características de verdade, justiça, obediência, da parte de Cristo; ou engano, injustiça, desobediência, da parte de Satanás.

Cabe a você fazer a sua parte. Como Cristo já venceu Satanás, a promessa segura é: “Resisti ao Diabo, e ele fugirá de vós.” Tiago 4:7. Para resistir aos ataques sutis de Satanás você precisa lançar mão de todas as poderosas armas de ataque e de resistência às investidas do inimigo. É sobre estas armas e seu poder de destruição de todo o mal e de vitória sobre toda a tentação do diabo, que Paulo orienta os filhos de Deus. O equipamento tem que estar completo, pois qualquer abertura pode ser fatal para você, será atingido e derrotado pelo inimigo.
Veja este pensamento: “É expressamente declarado que Satanás trabalha nos filhos da desobediência, não somente tendo acesso à mente deles, mas operando por meio de sua influência, consciente e inconsciente, para atrair outros à mesma desobediência. Se os anjos maus têm tal poder sobre os filhos dos homens em sua desobediência, quão maior poder têm os anjos bons sobre aqueles que estão se esforçando para serem obedientes! Quando pomos em Jesus Cristo a confiança, operando a obediência para a justiça, anjos de Deus operam em nosso coração para a justiça.” Mensagens Escolhidas vol.1, 94

DOMINGO (11 de novembro) A NECESSIDADE DE USAR A ARMADURA –Perceba que a luta está relacionada com o indivíduo e não apenas ao grupo. A palavra reavivamento já começa a ficar desgastada, pois está sendo usada com mais frequência nestes dias. Mas ela nunca ficará fora de moda se eu a aplicar para mim. Assim como o reavivamento e a reforma devem começar comigo e não com os outros; também a luta espiritual, contra as hostes inimigas, é minha e não da igreja. Isto é; deve começar comigo. Necessito reservar momentos preciosos para manter uma comunhão pessoal com Deus através da Sua Palavra e orações; além, é claro de ter estes momentos com a família e irmãos da igreja.

Este é o texto principal da semana: “Estai, pois, firmes, tendo cingidos os vossos lombos com a verdade, e vestida a couraça da justiça. E calçados os pés na preparação do evangelho da paz. Tomando sobretudo o escudo da fé, com o qual podereis apagar todos os dardos inflamados do maligno. Tomai também o capacete da salvação, e a espada do Espírito, que é a palavra de Deus.” Efésios 6:14-17.

Se faltar uma única arma na nossa vida podemos ser atingidos pelos dardos inflamados do inimigo. O conflito entre Cristo e Satanás é espiritual e envolve cada ser humano. As batalhas desenvolvem-se na mente, onde os dois poderes procuram estabelecer o seu domínio. É importante observar como Cristo e Satanás atuam para alcançar a mente e obter o domínio.

Veja este texto: “Deus apenas podia empregar meios que fossem coerentes com a verdade e justiça. Satanás podia usar o que Deus não podia; a lisonja e o engano. Procurou falsificar a Palavra de Deus, e de maneira errônea figurou Seu plano de governo, pretendendo que Deus não era justo ao impor leis aos anjos; que, exigindo submissão e obediência de Suas criaturas, estava simplesmente a procurar a exaltação de Si mesrmo.” Patriarcas e Profetas, 24. Porque esta guerra é desleal, precisamos mesmo estar vestidos com as vestes da salvação. Porque a guerra é contra um inimigo astuto e perseverante, precisamos estar atentos e agarrados nas mãos poderosas de Cristo.

Veja este texto: “Porque as armas da nossa milícia não são carnais, mas sim poderosas em Deus para destruição das fortalezas. Destruindo os conselhos, e toda a altivez que se levanta contra o conhecimento de Deus, e levando cativo todo o entendimento à obediência de Cristo.” II Coríntios 10:4-5

SEGUNDA- FEIRA (12 de novembro)– CINTO DA VERDADE, COURAÇA DA JUSTIÇA – Os filhos de Deus têm sete poderosas armas para enfrentar o inimigo. Armas de defesa e de ataque. O cinto da verdade é para manter firme a couraça da justiça. Para dar clareza aos seus argumentos, Paulo costumava usar figuras, as mais adequadas. Em uma outra ocasião ele comparou a vida do crente com a vida de um atleta.

Que papel desempenhava a couraça e o cinto no soldado? A couraça protegia as partes superiores mais vulneráveis do corpo humano. O cinto era uma das peças mais importantes. Ele circundava o corpo, unindo todas as peças que eram vestidas e conferindo firmeza e mobilidade para o soldado.

Uma das poderosas armas de defesa do cristão é a justiça de Deus. Veja que o seguinte texto, entre outros, resume bem o poder das duas armas de hoje: “A tua justiça é eterna, e a tua lei é a verdade.” Sal. 119:142. Enquanto que o inimigo quis destruir a lei de Deus, que é justa, boa e eterna, todos aqueles que a obedecem estão protegidos.

A justiça de Deus está codificada em Sua lei e ampliada em Sua Palavra. A justiça e a verdade são atributos do caráter de Deus, de Jesus e do Espírito Santo. Portanto, quem se reveste dessas poderosas armas espirituais, enfrenta, sem temor, os mais astutos ataques do inimigo. Jesus venceu Satanás pelo poder da verdade e da justiça: “Está escrito”, era o argumento final de Jesus para qualquer questão.
Veja mais estes textos: “A misericórdia e a verdade se encontraram; a justiça e a paz se beijaram.” Salmos 85:10. Aqui está a expressão perfeira do carácter de Deus.

“Porque noutro tempo éreis trevas, mas agora sois luz no Senhor; andai como filhos da luz. Porque o fruto do Espírito está em toda a bondade, e justiça e verdade. Aprovando o que é agradável ao Senhor.” Efésios 5:8-10

TERÇA-FEIRA (13 de novembro) – PREPARAÇÃO E ESCUDO DA FÉ – Os pés precisam estar calçados com a prontidão do evangelho da paz. Uma das mãos segura o escudo da fé, para defender-se das setas inflamadas do maligno.

No que concerne ao primeiro ponto, nosso dever é nunca darmos “folga” para nossos “pés” espirituais, ou seja; onde quer que estejamos, devemos estar em comunhão com Jesus para a pregação do evangelho. Dediquemos mais tempo então à prática da Palavra de Deus em nossas vidas. Deixemos de apenas lembrar das passagens bíblicas e vamos passar a vivenciá-las, e tê-las em nosso dia a dia. Assim como não podemos deixar os calçados em casa e precisamos sempre usá-los, assim também devemos estar preparados para darmos a razão da nossa fé, pois não sabemos em que situação estaremos envolvidos.

“Antes, santificai ao Senhor Deus em vossos corações; e estai sempre preparados para responder com mansidão e temor a qualquer que vos pedir a razão da esperança que há em vós,” I Ped 3:13

Para enfrentar os conceitos de rebelião contra os princípios de Seu reino eterno, Deus revelou a mensagem libertadora do evangelho da paz. O evangelho traz as boas novas do amor e do perdão, oferecendo a paz que é uma dádiva de Deus por meio de Cristo Jesus. A paz oferecida por Cristo torna-se uma sandália que conduz os pés dos que a recebem, para anunciar a mensagem de salvação para todos os oprimidos do diabo.

Outra arma disponível para cada cristão e a qual Paulo confere destaque, é o escudo da fé. “A fé vem pela pregação, e a pregação, pela palavra de Cristo.” Rom. 10:17. É claro que o tipo de fé que nos livra dos ataques do inimigo é aquela fé operante viva e eficaz. A fé apenas teórica não tem valor.

Nas guerras entre os povos antigos, o escudo protegia o combatente contra as setas perigosas do inimigo. Estas eram incendiadas e o escudo livrava o alvejado de seu poder destruidor. No conflito espiritual em que estamos envolvidos, a fé viva e operante é o escudo que neutraliza e destrói todas as filosofias ardilosas de Satanás para corromper a verdade, a justiça, o amor e todos os atributos do caráter de Deus.

QUARTA-FEIRA (14 de novembro) O CAPACETE E A ESPADA – Nosso cérebro tem cerca de 100 bilhões de neurónios que estão conectados por mais de 40 mil conexões individuais. Há mais de dois trilhões de conexões individuais. O cérebro humano tem apenas 2% do peso do corpo, mas consome próximo de 20% das calorias consumidas.

O único meio que Deus tem para Se comunicar com Seus filhos é através da mente. O diabo tem também só uma entrada para tocar e estragar sua vida, a mente.

O capacete era uma arma de defesa para proteger a cabeça. Transportando o capacete para a aplicação espiritual, entendemos ser a proteção da mente contra os ataques de Satanás. Em verdade, a mente é a sede da alma.

Paulo fala do capacete como a esperança da salvação: “Mas nós, que somos do dia, sejamos sóbrios, vestindo-nos da couraça da fé e do amor, e tendo por capacete a esperança da salvação.” I Tessalonicenses 5:8

Onde as pessoas têm colocado a sua esperança? Num casamento promissor, em um emprego ou na sua saúde? Como arma de ataque, usamos a espada do Espírito para destruir todos os sofismas dos enganos de Satanás. Se a nossa mente está protegida com o capacete da salvação, saberemos usar com destreza a espada do Espírito que é a Palavra de Deus. Disse Jesus: “Sua boca fala do que está cheio o coração.” Luc. 6:45. Neste conflito, Deus usa o capacete da salvação, oferecendo-o gratuitamente àqueles dominados pelo poder do pecado, para que abandonem o seu modo de pensar e busquem compreender o modo divino de pensar.

Qual deve ser a nossa atitude neste conflito espiritual? “Destruindo os conselhos, e toda a altivez que se levanta contra o conhecimento de Deus, e levando cativo todo o entendimento à obediência de Cristo.” II Coríntios 10:5

“Quanto ao mais, irmãos, tudo o que é verdadeiro, tudo o que é honesto, tudo o que é justo, tudo o que é puro, tudo o que é amável, tudo o que é de boa fama, se há alguma virtude, e se há algum louvor, nisso pensai.” Filipenses 4:8

QUINTA-FEIRA (15 de novembro) ORANDO SEMPRE – A oração é a mais poderosa arma contra as hostes do diabo.

Veja estas citações:

“Ao som da fervorosa oração, todo exército de Satanás treme.” T Igreja, vol 1, 346

“A oração e a fé farão o que nenhum poder na Terra conseguirá realizar.” CBV, 509

“Nossa posição diante de Deus depende não da quantidade de luz que temos recebido, mas do uso que fazemos da que possuímos.” DTN, 237 Temos usado a arma da oração?

“Sujeitai-vos, pois, a Deus, resisti ao diabo, e ele fugirá de vós.” Tiago 4:7

“Confessai as vossas culpas uns aos outros, e orai uns pelos outros, para que sareis. A oração feita por um justo pode muito em seus efeitos.” Tiago 5:16

“Sobretudo não devemos negligenciar a oração secreta, pois ela é a vida da alma… Orai em vosso aposento particular; e enquanto seguis vossos afazeres diários elevai muitas vezes o coração a Deus. Era assim que Enoque andava com Deus. Essas orações silenciosas sobem para o trono da graça qual precioso incenso. Satanás não pode vencer aquele cujo coração deste modo se firma em Deus.” Caminho a Cristo, 95 e 96.

Quantos minutos diários você ora a Deus? Para um exército conduzir com êxito uma campanha militar, necessita de um eficiente apoio de retaguarda. Sem este apoio, a vanguarda não recebendo os suprimentos necessários, fica sem condições de continuar o combate ao inimigo. A oração faz este papel de mobilizar o coração de Deus. Podemos até desenvolver um bom conhecimento da verdade, como couraça da justiça, ou, manejar com habilidade a espada do Espírito, possuindo um conhecimento acadêmico da Palavra, mas se não estivermos ligados com a retaguarda espiritual, através da oração, certamente seremos derrotados pelo inimigo.

SEXTA-FEIRA (16 de novembro) – “A igreja é hoje militante. Enfrentamos agora um mundo em trevas de meia-noite, quase inteiramente entregue à idolatria. Mas aproxima-se o dia em que a batalha terá sido ferida e ganha a vitória. A vontade de Deus deve ser feita na terra como o é no céu. Então as nações não possuirão outra lei senão a do Céu. Juntas, constituirão uma família feliz, unida, trajada das vestes de louvor e ações de graça, as vestes da justiça de Cristo. A natureza toda, em sua inexcedível beleza, oferecerá a Deus um constante tributo de louvor e adoração. O mundo será inundado da luz do Céu. Os anos transcorrerão em alegria. A luz da lua será como a do Sol, e a deste sete vezes mais brilhante do que hoje é. Ante esse cenário as estrelas da alva cantarão juntamente, e os filhos de Deus exultarão de alegria, ao Se unirem Deus e Cristo para proclamar: “Não mais haverá pecado, também não haverá morte.”
Tal é a cena que me é apresentada. A igreja, porém, deve combater e combaterá os inimigos visíveis e invisíveis. Estão a postos forças satânicas sob forma humana. Homens se têm confederado para oporem-se aos exércitos do Senhor. Essas confederações continuarão até que Cristo deixe Seu lugar de intercessor diante do propiciatório e envergue as vestes de vingança. Agentes satânicos encontram-se em todas as cidades, ocupados em organizar os grupos que se opõem à lei de Deus. Alguns que professam ser santos e outros declaradamente incrédulos, filiam-se a esses partidos. Não é hora de o povo de Deus mostrar fraqueza. Não podemos deixar de ficar alerta um momento sequer.” Testimonies for the Church, vol 8, 41 e 42.

Em Hebreus 12:1 e 2 é lançado um desafio para todos nós, depois de apresentar uma nuvem de heróis vencedores, para que também você e eu nos tornemos vencedores na guerra contra Satanás e o pecado. Os herdeiros do reino são homens e mulheres que terão vencido o pecado.
Medite neste verso: “Ainda não resististes até ao sangue, combatendo contra o pecado.” Hebreus 12:4.

Pr.Luís Carlos Fonseca
http://temasbblicos.blogspot.com.br
Editado: fabiodeps@gmail.com

Anúncios

, , , , , , , , , , , ,

  1. Deixe um comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

  • ” Bem-aventurado aquele que lê, e os que ouvem as palavras desta profecia, e guardam as coisas que nela estão escritas; porque o tempo está próximo.” Apocalipse 1:3

  • “Não desprezeis as profecias; julgai todas as coisas, retende o que é bom.” 1 Tessalonicenses 5:20-21.

  • "Conservai-vos a vós mesmos no amor de Deus, esperando a misericórdia de nosso Senhor Jesus Cristo para a vida eterna.
    E apiedai-vos de alguns, usando de discernimento;
    E salvai alguns com temor, arrebatando-os do fogo, odiando até a túnica manchada da carne."
    Judas 1:21-23

%d blogueiros gostam disto: