COMENTÁRIO À LIÇÃO 5 – AS BENÇÃOS DOS JUSTOS – (24/01 A 31/01/2015)

Em Provérbios no capítulo 10, claramente nos encaminhamos para a compreensão de que a prosperidade que se aplica em nós, deve ser usada para que possamos cuidar melhor de nossa vida espiritual, ajudar os irmãos em necessidade e promover a justiça. Tudo, porém, não conforme nossos interesses e desejos mundanos recheados de vaidade mas, segundo os ensinos e recomendações do Senhor em Sua palavra.
“Mas ajuntai tesouros no céu, onde nem a traça nem a ferrugem consomem, e onde os ladrões não minam nem roubam.” Mateus 6:20
fabiodeps@gmail.com

Saltério de Canterbury - The Great Canterbury PsalterVERSO ÁUREO: “Bênçãos há sobre a cabeça do justo, mas a violência cobre a boca dos perversos.” Provérbios 10:6.7

INTRODUÇÃO (sábado 24 de janeiro) – Há muitas promessas de Deus em favor dos justos.

Veja mais estas promessas: “A obra do justo conduz à vida, o fruto do perverso, ao pecado.” Provérbios 10:16

“E será que, se ouvires a voz do Senhor teu Deus, tendo cuidado de guardar todos os seus mandamentos que eu hoje te ordeno, o Senhor teu Deus te exaltará sobre todas as nações da terra. E todas estas bênçãos virão sobre ti e te alcançarão, quando ouvires a voz do Senhor teu Deus: Bendito serás na cidade, e bendito serás no campo. Bendito o fruto do teu ventre, e o fruto da tua terra, e o fruto dos teus animais; e as crias das tuas vacas e das tuas ovelhas. Bendito o teu cesto e a tua amassadeira. Bendito serás ao entrares, e bendito serás ao saíres.” Deuteronômio 28:1-6

Por que Deus, às vezes, deixa o ímpio prosperar mais do que o justo? Essa não é uma pergunta nova. É uma pergunta bem antiga, aliás, porque é justamente sobre esse tipo de indagação aflita que o salmista Asafe escreveu o Salmo 73. Diante disso, o salmista perguntava a si mesmo: “Espera aí, o que é que está acontecendo? Como pode ser isso? Como é que o meu vizinho; um incrédulo que até zomba da fé, que se deita a cada noite e se levanta a cada manhã sem nenhum reconhecimento da graça divina, sem qualquer respeito pela Palavra do Senhor vive melhor do que eu que leio a Palavra de Deus, vou aos cultos, intercedo por meus irmãos e ando de acordo com a vontade divina? De acordo com o que lemos no Salmo 73, ao entrar na presença de Deus, o salmista conseguiu enxergar quatro verdades evidentes. a) A prosperidade humana é uma prosperidade relativa. b) As condições humanas são reconhecidamente instáveis. c) Mais cedo ou mais tarde a justiça de Deus acaba se manifestando. d) O nosso maior bem não é algo que Deus nos dá, mas é o próprio Deus que Se dá a nós e concede-nos a vida eterna.

Qual é a maior bênção que o justo pode receber? É a paz por ter os seus pecados perdoados e estar livre de qualquer culpa. A base de nossa fé são as promessas de Deus. Se nos firmarmos nisso seremos abençoados. E a promessa de Deus é para a salvação de toda a nossa casa. Se Deus pode punir uma casa por causa de um membro, então é verdade também que Ele pode abençoar uma casa, por causa de um só membro.

Veja alguns exemplos no Velho Testamento de casas abençoadas por causa de um membro:  A casa de Noé. Ver Gên. 7:1. Por ocasião do dilúvio, o Senhor disse a Noé: “Entra na arca, tu e toda a tua casa, porque reconheço que tens sido justo diante de mim no meio desta geração” . A arca foi preparada para toda a família. A Bíblia diz que Noé era justo, mas em nenhum lugar diz algo assim sobre seus filhos. Mesmo assim, a salvação foi para os filhos e as noras. A casa de Abraão. Ver Gên. 17:12-13. Deus fez uma aliança com Abraão e o sinal da aliança era a circuncisão, por isso mandou circuncidar toda a casa de Abraão, bem como os escravos comprados por ele. Assim, a aliança de Deus com Abraão era estendida à toda a sua casa. A casa de Raabe. Juízes. 2:19 e 6:17, 23. Raabe foi uma prostituta que escondeu os espias de Israel. O sinal da salvação de Raabe, era o fio escarlate na sua janela. Todos os habitantes de Jericó foram mortos, mas os que estavam dentro da sua casa foram salvos. Devemos nos agarrar a esse princípio e reinvindicar a bênção de Deus! Se cremos assim, Deus honrará a nossa fé e salvará a nossa família.

No Novo Testamento temos o exemplo da casa de Zaqueu e não somente sobre indivíduos. Deus adota a casa como unidade de Sua graça. A Casa de Zaqueu. Ver Luc. 19:9. Quando Zaqueu recebeu Jesus, Ele disse que a salvação havia entrado naquela casa. É tempo de começar a pensar na salvação de famílias e casas inteiras e não somente de indivíduos. Ainda que a vida eterna seja individual, Jesus declarou que houve salvação na casa de Zaqueu. A Casa de Cornélio. Ver Atos 10:2 e Atos 11:14. Cornélio era “piedoso e temente a Deus com toda a sua casa, fazia muitas esmolas ao povo e, de contínuo, orava a Deus”, mas ainda não era salvo. O anjo de Deus lhe apareceu e disse para ele ouvir a Pedro, que traria palavras para salvação dele e de toda a sua família.

 

DOMINGO ( 25 de fevereiro) A JUSTIÇA É HOLÍSTICA – Este é o texto para hoje: “Provérbios de Salomão: O filho sábio alegra a seu pai, mas o filho insensato é a tristeza de sua mãe. Os tesouros da impiedade de nada aproveitam; mas a justiça livra da morte. O Senhor não deixa o justo passar fome, mas rechaça a aspiração dos perversos. O que trabalha com mão displicente empobrece, mas a mão dos diligentes enriquece. O que ajunta no verão é filho ajuizado, mas o que dorme na sega é filho que envergonha. Bênçãos há sobre a cabeça do justo, mas a violência cobre a boca dos perversos. A memória do justo é abençoada, mas o nome dos perversos apodrecerá.” Provérbios 10:1-7.

A palavra holística foi criada a partir do termo “holos”, que em grego significa “todo” ou “inteiro”. O ser humano deve ser visto como um todo e nunca em partes. Assim também o cristão deve responder ao convite divino para a salvação de forma total e não parcialmente para ser feliz e consequentemente poder sentir as bênçãos de Deus. A justiça holística deve ser vista sob dois aspectos muito importantes: a) A maneira como obedeço Deus. b) A influência que exerço sobre os outros. No texto de hoje vemos as exigências de Deus em sermos ajuizados e a influência que exercemos sobre os outros, e, como consequência somos abençoados. A maior bênção que o justo pode receber é estar de bem com Deus e com as pessoas a quem mais ama. Ter uma boa profissão, ter posses e viajar para lugares maravilhosos; como resultado das bênçãos financeiras, nem sempre é a melhor coisa para o cristão. Alguns filhos de Deus tem muito mais alegria em ajudar as pessoas do que usufruírem os benefícios materiais desta vida.

O que devo fazer para ajudar os meus queridos a viverem a justiça divina?

1.A) Orar para que conheçam Jesus. Ver João 16:8-9. A oração com jejum são os irmãos gêmeos para quebrar toda a cegueira espiritual que o diabo colocou sobre a nossa casa. Nessa intercessão você deve fazer pelo menos duas coisas: Quebrar toda ação do diabo e pedir que o Espírito convença do pecado.

2.B) Dar bom testemunho. Ver I Ped. 3:1-2. Muitas pessoas não se convertem a Jesus pelo mal testemunho daqueles que o cercam.

3.C) Crer que o Espírito Santo está Trabalhando. A partir do momento em que você começou a orar por estas pessoas o Espírito Santo está trabalhando na vida delas. Você não está vendo mas o Espírito está trabalhando para cumprir a promessa da salvação de toda a sua casa.

4.D) Não veja seus familiares como são, mas como se tornarão. Ver II Cor. 5:16. Há uma promessa de salvação para toda a sua casa, há uma promessa para toda a sua descendência e, nesses dias cremos que muitas famílias serão alcançadas. Veja esta promessa: “Louvai ao Senhor. Bem-aventurado o homem que teme ao Senhor, que em seus mandamentos tem grande prazer! A sua descendência será poderosa na terra; a geração dos retos será abençoada. Bens e riquezas há na sua casa; e a sua justiça permanece para sempre”. Sal. 112.1-3.

 

SEGUNDA-FEIRA (26 de janeiro) A BOCA DO JUSTO – Este é o texto para hoje: “A boca do justo é fonte de vida, mas a violência cobre a boca dos perversos. O ódio excita contendas, mas o amor cobre todos os pecados. Nos lábios do entendido se acha a sabedoria, mas a vara é para as costas do falto de entendimento. Os sábios entesouram a sabedoria; mas a boca do tolo o aproxima da ruína.” Provérbios 10:11-14.

Em Provérbios 18:21 lemos assim: “A língua tem poder sobre a vida e sobre a morte; os que a usam habilmente serão recompensados.” Na Palavra de Deus encontramos diversas instruções e exortações em relação ao uso da língua. Por exemplo: “Desvia de ti a falsidade da boca e afasta de ti a perversidade dos lábios” Prov. 4:24. Uma tradução livre do texto seria: “Não permitas que tua boca fale qualquer inverdade; que teus lábios pronunciem difamação ou engano”. Tudo o que é inverdade, tudo o que torce a verdade e tudo o que engana é mentira. O mais difícil para nós, realmente, é obedecer com a língua, não é mesmo?

A língua do crente deve curar feridas e não provocar dor nas pessoas. Nossa boca é manancial de vida e tem que estar gerando graça na vida do marido, da mulher, dos filhos e de todos os que nos rodeiam. Veja mais um texto: “A boca do sábio é saúde, a boca do justo é fonte de vida”. Provérbios 12:18. Que no abrir de nossa boca as pessoas sejam curadas, não só de suas doenças físicas, mas de seus problemas interiores, de suas lutas e conflitos, porque, às vezes, estes nos debilitam muito mais que os problemas físicos. Não é mesmo? A língua deve levar esperança à alma desanimada. Veja estes textos: “Consoleis os desanimados e sustenteis os fracos” I Tessalonicenses 5:14.

“O Senhor Deus me deu língua de eruditos, para que eu saiba dizer boa palavra ao cansado”. Isaías 50: 4. Você tem feito isso em sua casa, entre os seus queridos, familiares e amigos que ainda não conhecem Jesus?

É impossível pregar o evangelho de Cristo e testemunhar do Seu Reino se não sentimos amor e compaixão pelas pessoas, quer seja o marido, os filhos, a mulher, os irmãos, os vizinhos ou colegas de trabalho. O nosso coração deve ser dirigido por Deus para que a língua possa proferir bênçãos aos outros. Devemos reconhecer que, as vezes, o primeiro grande problema somos nós mesmos e não os outros. Quantas vezes, por causa de palavras duras, cria-se confusão dentro de casa! Não se tem paciência para lidar com as pessoas e para ouvi-las e causa-se muitos problemas em casa, no trabalho, entre amigos ou até na igreja, só porque em vez de abençoar, amaldiçoa-se. Os candidatos à eternidade usam a língua apenas para abençoar, pois o céu é um lugar de profunda paz.

 

TERÇA-FEIRA (27 de janeiro) A ESPERANÇA DO JUSTO – A lição de hoje fala da esperança do justo. O justo tem esperança porque pensa no futuro. Enquanto os perversos pensam apenas nesta vida, os justos depositam a fé na vida futura. Deus é perfeito em projetar-nos para a vida eterna. A Bíblia tem inúmeras promessas que mencionam sobre a vida eterna. Embora esta vida deva ser vivida de forma otimista e alegre, temos que admitir que há muitas injustiças e Deus promete levar os Seus filhos para um lugar onde habita a justiça. Veja estes dois textos: “Se esperamos em Cristo só nesta vida, somos os mais miseráveis de todos os homens.” I Coríntios 15:19

“Mas nós, segundo a sua promessa, aguardamos novos céus e nova terra, em que habita a justiça.” II Pedro 3:13.

O texto sugerido para hoje é Provérbios capítulo 11, que mostra algumas bênçãos que os justos recebem nesta vida e depois recebem a vida eterna. Devido a esperança que o justo tem do futuro reino de Deus ele vive de forma mansa, humilde, honesta e comprometida com o que é direito. A esperança é fundamental para se viver a vida com uma dose razoável de saúde mental. Mesmo o descrente tem que viver com esperança, senão a vida não tem sentido.

Com a crise financeira, no dia 07 de outubro de 2008, os boletins noticiosos relataram um medonho assassínio num condomínio fechado de bom nível, em Los Angeles, na Califórnia, Estados Unidos. Diante de uma profunda crise financeira, que se aproximava, Karthik Rajaram, de 45 anos de idade, matou a tiro seis membros da família, enquanto estes dormiam, e, depois, voltou a arma contra si mesmo, suicidando-se. Rajam escreveu uma nota antes de morrerem dizendo que tinha apenas duas opções: Matar a si próprio, mas a família continuaria a passar por necessidades, sem a sua ajuda, ou matar a todos, e assim aliviar o sofrimento de todos. Ele Escolheu a segunda opção.

No ano 31 d.C; Jesus, o nosso Senhor, esteve no jardim do Calvário, e podia morrer para nos salvar; ou viver, e todos nós estaríamos perdidos. Ele escolheu a primeira opção. Antes de morrer, Jesus esteve no jardim do Getsemani e sofreu para nos salvar. Veja este texto inspirado: “Ao aproximar-se do Getsemani, ficou estranhamente silencioso. Viera muitas vezes neste local para meditar e orar; mas nunca com o coração tão cheio de tristeza como neste noite da Sua agonia…sobre Aquele que não cometeu pecado nenhum, devia ser colocada a iniquidade de todos nós…Sentindo quão terrível é a ira de Deus contra a transgressão, exclama. A minha alma está profundamente triste até a morte.” O D.T.N, 585

Há pessoas que vivem da esperança de um futuro melhor, e ninguém tem o direito de tirar esta esperança das pessoas. Os justos têm a esperança de um mundo melhor, da eternidade. Veja este texto: “Mas a nossa cidade está nos céus, de onde também esperamos o Salvador, o Salvador Jesus Cristo.” Filip. 3:20. Ver também Isaias 65:7, II Pedro 3:13 e Apoc. 21: 2-4.

Uma visão da nova criação, fruto da fé, com certeza trará forças e alívio para vivermos neste mundo de alguma tristeza e sofrimentos, enquanto aguardamos a vida futura.

 

QUARTA-FEIRA (28 de janeiro) A VERDADE DO JUSTO – A lição de hoje faz um contraste entre a honestidade e a mentira. Leia Provérbios capítulo 12. A Bíblia diz em Efésios 4:25 “Pelo que deixai a mentira, e falai a verdade cada um com o seu próximo, pois somos membros uns dos outros.”

O nono mandamento proíbe a mentira. A Bíblia diz em Êxodo 20:16 “Não dirás falso testemunho contra o teu próximo.” Deus detesta a mentira. A Bíblia menciona em Provérbios 12:22 “Os lábios mentirosos são abomináveis ao Senhor; mas os que praticam a verdade são o seu deleite”. Os que mentem são excluídos da presença de Deus. A Bíblia também diz em Salmo 101:7 “O que usa de fraude não habitará em minha casa; o que profere mentiras não estará firme perante os meus olhos”.

Os que são desonestos não serão permitidos entrar na cidade de Deus. A Bíblia diz em Apocalipse 22:15 “Ficarão de fora os cães, os feiticeiros, os adúlteros, os homicidas, os idólatras, e todo o que ama e pratica a mentira.” Os hipócritas são considerados mentirosos. A Bíblia também diz em Tiago 3:14 “Mas, se tendes amargo ciúme e sentimento faccioso em vosso coração, não vos glorieis, nem mintais contra a verdade.”

Deus perdoa o nosso passado e pede santidade. Veja este texto: I João 1:9 “Se confessarmos os nossos pecados, ele é fiel e justo para nos perdoar os pecados e nos purificar de toda injustiça.”

Como vencer a mentira? No homem natural, por fim, a mentira sempre vence: “Vós tendes por pai ao diabo, e quereis satisfazer os desejos de vosso pai… Quando ele profere mentira, fala do que lhe é próprio, porque é mentiroso, e pai da mentira.” João 8:44

Paulo falando com os crentes em Éfeso menciona: “Por isso deixai a mentira, e falai a verdade cada um com o seu próximo…” Efésios 4:25. Jesus ensinou que devemos dizer a verdade: “Seja, porém, o vosso falar: Sim, sim; Não, não; porque o que passa disto é de procedência maligna.” Mateus 5:37

Necessitamos que o Espírito mude o coração. “Mas ele respondeu: As coisas que são impossíveis aos homens são possíveis a Deus.” Lucas 18:27

Precisamos que o Espírito Santo fortaleça a fé. “E logo o pai do menino, clamando, com lágrimas, disse: Eu creio, Senhor! ajuda a minha incredulidade.”  Marcos 9:24

Necessitamos que o Espírito Santo nos ajude a sentir a glória toda satisfatória de Cristo.“Porque Deus, que disse que das trevas resplandecesse a luz, é quem resplandeceu em nossos corações, para iluminação do conhecimento da glória de Deus, na face de Jesus Cristo.” II Coríntios 4:6

O povo de Deus deve aborrecer toda mentira e falsidade; essa deve ser uma das características dos que guardam os mandamentos do Senhor. A verdade fica bem em todo lugar, ela é proveniente de Deus, e deve se destacar principalmente entre aqueles que amam os Seus preceitos. Se dissermos que somos cristãos e não guardamos os seus ensinamentos somos mentirosos. Ver I João 2:4. Existem pessoas que embora sofram em proferir a verdade, mas ela prevalecerá. Ver II Cor 13:8, A recomendação Bíblica é deixar a mentira e falar a verdade cada um ao seu próximo. Ver Zac. 8:16 e Efésios 4:25.

O fruto da luz consiste em justiça e verdade e Paulo enfatizou para os cristãos buscarem o que é verdadeiro. Ver Filip. 4:8. Devemos seguir o exemplo de Cristo, nele não houve engano na sua boca e Ele veio ao mundo para testemunhar da verdade. Ver João 18:37, assim a “nossa palavra deve ser sim, sim, e não, não..” Mat. 5:37, porquanto “ficarão de fora do reino de Deus os que amam e pratica a mentira..” Apoc. 21:27 e 22:15.

 

QUINTA-FEIRA (29 de janeiro) A RECOMPENSA DO JUSTO – A lição de hoje fala-nos do juízo ou da recompensa que cada pessoa vai receber. Provérbios 13 é o texto para hoje e menciona o contrastre entre a recompensa do justo e do ímpio. O justos são comparados a uma luz que não se apaga enquanto os ímpios são comparados a uma lâmpada que se apagará. Veja o texto: “A luz dos justos alegra, mas a candeia dos ímpios se apagará.” Provérbios 13:9. Ver também o verso 22

Qual é a recompensa do justo e quando a recebe? O justo recebe a sua recompensa em dois momentos; nesta vida e na vida eterna. Nesta vida, recebemos a eternidade por antecipação. “Mas, a todos quantos o receberam, deu-lhes o poder de serem feitos filhos de Deus”. João 1:12. Basta reconhecer que Jesus é o eterno Filho de Deus que tornou-Se homem, nascido do poder do Espírito Santo, pela virgem Maria, que não herdou a natureza pecaminosa de Adão, arrepender dos pecados, confessá-los e ser batizado para pertencer ao reino da graça. O reino da graça é concedido no momento da conversão do crente. O reino da glória é aquele que será concedido por ocasião da segunda vinda de Cristo. A recompensa de ser um filho de Deus é imensurável. Como filhos de Deus, fazemos parte de Sua família, a igreja, temos como promessa um lar no céu e recebemos o direito de nos aproximar de Deus em oração como o nosso Pai e de receber as orientações divinas através da Bíblia. Ver  Efésios 2:19; I Pedro 1:3-6 e Romanos 8:15.

Qual será a recompensa dos perdidos? Os perdidos que estiverem vivos vão morrer na volta de Cristo e vão juntar-se com os perdidos mortos; e permanecerão mortos durante mil anos. Depois vão ressuscitar para receberem a recompensa. Veja este texto inspirado: “Ao fim dos mil anos, Cristo volta novamente à Terra. É acompanhado pelo exército dos remidos, e seguido por um cortejo de anjos. Descendo com grande majestade, ordena aos ímpios mortos que ressuscitem para receber a condenação. Surgem estes como um grande exército, inumerável como a areia do mar. Que contraste com aqueles que ressurgiram na primeira ressurreição! Os justos estavam revestidos de imortal juventude e beleza. Os ímpios trazem os traços da doença e da morte”.  O Grande Conflito, 662.

A grande diferença entre a recompensa dos salvos e dos perdidos está no prazo de validade de cada um. A “luz do justo nunca se apagará”. Os perdidos vão viver apenas esta vida, enquanto que os justos vão gozar a vida eterna. Neste mundo mal e perverso, onde cada pessoa já nasce com o desejo de prevalecer sobre os demais, custe o que custar, nós que fazemos parte da Igreja que Deus escolheu para ser a última da história, não podemos deixar que o pecado também nos impregne. Eu e você devemos buscar diariamente a força divina necessária para vencer o mal, e também ajudarmos outros a também o vencer e aceitar Jesus como Salvador de suas vidas.

 

SEXTA-FEIRA (30 de janeiro) LEITURA ADICIONAL DA LIÇÃO: AS BÊNÇÃOS DO JUSTO – A maior bênção do justo é ter o seu nome escrito no livro da vida. Existem oito referências no Novo Testamento ao “livro da vida”, e duas delas se referem especificamente ao livro da vida que pertence ao Cordeiro, Jesus Cristo. Sete das referências aparecem no livro do Apocalipse. Aqueles cujos nomes estão escritos no livro da vida são os que pertencem a Deus, aqueles que alcançaram a vida eterna. Paulo se refere àqueles que têm trabalhado ao seu lado como aqueles cujos nomes estão no livro da vida, ver Filipenses 4:3, mais uma vez identificando o livro da vida como um registro dos nomes dos que alcançaram a salvação eterna.

Da mesma forma, Apocalipse 3:5 refere-se ao livro da vida no qual os nomes dos crentes no Senhor são encontrados. Estes são os que superaram as provações da vida terrena, provando que sua salvação é genuína. Este versículo também deixa claro que quando um nome é escrito no livro da vida, Jesus promete que nunca irá apagá-lo enquanto o crente estiver ligado com Cristo. O Senhor Jesus, o qual está falando às igrejas nesta parte do livro de Apocalipse, promete reconhecer os que pertencem a Ele diante de Seu pai. Por outro lado, Apocalipse 20:15 revela o destino daqueles cujos nomes não estão escritos no livro da vida que será a destruição e morte eterna no lago de fogo e enxofre.

Em Apocalipse 13:8 e 21:27, encontramos as referências ao “livro da vida do Cordeiro”, no qual também estão os nomes de todos aqueles que foram lavados pelo sangue do Cordeiro, Jesus Cristo. O Cordeiro que foi “morto desde a criação do mundo” tem um livro no qual estão escritos todos aqueles que foram redimidos pelo Seu sacrifício. Eles são os que entrarão na Cidade Santa, a Nova Jerusalém, ver Apocalipse 21:10 e que viverão para sempre no novo céu com Deus. Já que o livro da vida é o que registra todos os que têm a vida eterna através do Cordeiro, é claro que o livro da vida e o livro da vida do Cordeiro são a mesma coisa.

A fé que age é aquela que atua em dois ângulos; nos sentidos vertical e horizontal. No vertical compreende a nossa comunhão com Deus; e no horizontal o nosso atendimento ao próximo, que necessita de nós. Cristãos, que são deficientes em manter um relacionamento diário e constante com Jesus, não têm um programa missionário e social. Cada crente necessita viver em função de ajudar o próximo, para isso deve estar inserido em algum programa missionário da igreja.

Muitos cristãos tem falhado em viver perfeitamente de acordo com o padrão que a Bíblia ensina. Nenhum cristão tem vivido de uma forma tão perfeita como Cristo viveu. No entanto, há muitos filhos de Deus que estão, genuinamente, procurando viver a vida cristã e estão dependendo mais e mais do Espírito Santo para convencer-lhes do pecado, mudar suas vidas e para dar-lhes poder para obter a vitória. Têm existido multidões de cristãos que têm vivido suas vidas sem qualquer escândalo. Nenhum cristão é perfeito, portanto, cometer um erro ou não conseguir atingir perfeição nessa vida não é a mesma coisa que ser um hipócrita. “Quem está em pé olhe para que não caia.” “Se alguém pecar temos um advogado…”.

Veja este texto inspirado: “Não é bastante crermos que Jesus não é um impostor, e a religião da Bíblia não é uma fábula artificialmente composta. Podemos crer que o nome de Jesus é o único debaixo dos Céus pelo qual devemos ser salvos, e contudo podemos não torná-Lo pela fé nosso Salvador pessoal. Não é bastante crer na teoria da verdade. Não é bastante fazer profissão de fé em Cristo, e ter nosso nome registrado no rol da igreja. “Aquele que guarda os Seus mandamentos nEle está, e Ele nele. E nisto conhecemos que Ele está em nós: pelo Espírito que nos tem dado.” 1 João 3:24. “E nisto sabemos que O conhecemos: se guardarmos os Seus mandamentos.” 1 João 2:3. Esta é a evidência genuína da conversão. Qualquer que seja nossa profissão, nada valerá se Cristo não for revelado em obras de justiça”. Parábola de Jesus, 167

 

Publicado em:
http//:temasbbiblicos.blogspot por Luís Carlos Fonseca
Edição:
fabiodeps@gmail.com

 

 

Anúncios

, , , , , , , , , , , , ,

  1. Deixe um comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

  • ” Bem-aventurado aquele que lê, e os que ouvem as palavras desta profecia, e guardam as coisas que nela estão escritas; porque o tempo está próximo.” Apocalipse 1:3

  • “Não desprezeis as profecias; julgai todas as coisas, retende o que é bom.” 1 Tessalonicenses 5:20-21.

  • "Conservai-vos a vós mesmos no amor de Deus, esperando a misericórdia de nosso Senhor Jesus Cristo para a vida eterna.
    E apiedai-vos de alguns, usando de discernimento;
    E salvai alguns com temor, arrebatando-os do fogo, odiando até a túnica manchada da carne."
    Judas 1:21-23

%d blogueiros gostam disto: