COMENTÁRIO RESUMIDO À LIÇÃO 2 – 4º TRIMESTRE 2014 – O APERFEIÇOAMENTO DA FÉ – (04 a 11 de outubro)

Escola Sabatina Lição 2 – 4º Trimestre de 2014:
“Não ameis o mundo, nem o que há no mundo. Se alguém ama o mundo, o amor do Pai não está nele. Porque tudo o que há no mundo, a concupiscência da carne, a concupiscência dos olhos e a soberba da vida, não vem do Pai, mas sim do mundo. Ora, o mundo passa, e a sua concupiscência; mas aquele que faz a vontade de Deus, permanece para sempre.”  1 João 2:15-17

rafael -1520

VERSÍCULO – “ fitando os olhos em Jesus, autor e consumador da nossa fé, o qual, pelo gozo que lhe está proposto, suportou a cruz, desprezando a ignomínia, e está assentado à direita do trono de Deus.”  Hebreus 12:2

 Após termos estudado  as generalidades da epístola de Tiago, vamos agora entrar nas recomendações, exortações e correções que ela tem para os seguidores de Cristo. Começamos pela fé .

Ter fé é a reação correta à graça de Deus. E o que justifica o pecador é a fé  no sacrifício expiatório de Jesus Cristo, filho de Deus.
“… isto é, a justiça de Deus pela fé em Jesus Cristo para todos os que crêem; pois não há distinção.  Porque todos pecaram e destituídos estão da glória de Deus; sendo justificados gratuitamente pela sua graça, mediante a redenção que há em Cristo Jesus,…” Romanos 3:22-24

Tiago nos diz que o fato de passarmos por provações , em virtude das mudanças requeridas à vida de cristão, produzirá “perseverança” (Tg 1:3) se passarmos por estas “provações” com “alegria”(Tg1:2). Sendo esta “alegria” sinal de nossa fé e certeza,  em Cristo, na “promessa” de Deus.
“Pois, tantas quantas forem as promessas de Deus, nele está o sim; portanto é por ele o amém, para glória de Deus por nosso intermédio.”  2 Co 1:20

Esta perseverança deve nos acompanhar até o fim de nosso tempo na terra e até o limite de nossa resistência:  “Mas quem perseverar até o fim, esse será salvo” Mateus 24:13

A fé, assim,  aceita com alegria, significa sermos receptivos a tudo quanto Deus nos dá e dedicar a Deus tudo o que a pessoa é e possui.
Ter alegria é saber que após muitas provações encontraremos justiça: “Nós, entretanto, pelo Espírito aguardamos a esperança da justiça que provém da fé.” Gl 5:5

Alegria em podermos encontrar a glória: “a quem Deus quis fazer conhecer quais são as riquezas da glória deste mistério entre os gentios, que é Cristo em vós, a esperança da glória;” Cl 1:27

Alegria na ressurreição : “Porque, se temos sido unidos a ele na semelhança da sua morte, certamente também o seremos na semelhança da sua ressurreição;” Rm 6:5

“Mas agora vou para ti; e isto falo no mundo, para que eles tenham a minha alegria completa em si mesmos” João 17:13

E alegria na vida eterna junto a Deus:  “…na esperança da vida eterna, a qual Deus, que não pode mentir, prometeu antes dos tempos eternos,…” Tito 1:2

A perseverança na fé e a aceitação das provações com a alegria da esperança devem indicar nosso caminho na direção do ideal da perfeição e na busca contínua de um caráter igual ao do Senhor.

Embora sintamos que não podemos alcançar a meta divina, devemos perseverar e confiar no sacrifício de Cristo Jesus para nos justificar  quanto aos pecados.  Vejam este texto bíblico:  “…que nos salvou, e chamou com uma santa vocação, não segundo as nossas obras, mas segundo o seu próprio propósito e a graça que nos foi dada em Cristo Jesus antes dos tempos eternos,  e que agora se manifestou pelo aparecimento de nosso Salvador Cristo Jesus, o qual destruiu a morte, e trouxe à luz a vida e a imortalidade pelo evangelho,…”  2 Timóteo 1:9,10

Tiago nos chama para sentirmos que todo o bem e toda boa dádiva e todo dom perfeito vem de Deus e indicam para o alto, onde devemos fixar nossa mente. Afastar nossos pensamentos do mundo que gera a cobiça, o pecado e a morte. (Tiago 1:12-18).
“A mais alta das torres começa no solo… E as coisas grandes que o SENHOR quer fazer em você aqui na Terra  vão começar pequenas como um grão de areia”

Em Tiago 1 nos versos de 6 a 8 o apóstolo examina a a partir da sabedoria humana. Ter fé como um conhecimento próprio do que pode ocorrer não é fé verdadeira, é previsão, como a que fazemos do tempo, se vai ser bom ou não para determinada atividade. Ter fé verdadeira é crer que qualquer que seja o tempo a tarefa que Deus deseja de você será feita.  Muitos discípulos têm fé em si mesmos e pouca fé em Deus (Mt 17:20) mas Jesus nos ensina que mesmo pouca fé é suficiente para realizar as maiores tarefas (Lc 17:6). “O mais importante não é o tanto de fé, mas se ela é genuína” (CB v5 pg 923)

Os ricos e os pobres: Tiago 1:9-11
O irmão de condição financeira humilde deveria gloriar-se visto que, a sua condição humilde lhe concedia oportunidades maiores de ser testado em provações, tinha mais muitos motivos para se refugiar em Deus, desenvolvendo a perseverança, que resultará na exaltação futura (Hb 10:36 ).

O rico deveria encarar a sua condição de maneira diferente. Deve saber que todo mal vem da cobiça, ela o atrai e seduz (Tg 1:14). Deveria ter em mente a sua fragilidade, visto que o homem nada é.  O homem tem grande tendência a confiar naquilo que pode ver e aparentemente controlar, isto pode lhe ofuscar a visão espiritual de que ele é apenas um mordomo dos bens que Deus lhe destinou para administrar para seus irmãos e para o crescimento da fé em sua comunidade. Para ilustrar a condição dos homens, principalmente os ricos, Tiago lembra a fragilidade da flor.

Como a confirmar a idéia de desapego das coisas, da cobiça do mundo, dos interesses pelas coisas materiais, todos,  pobres e ricos, temos o conselho do apóstolo João para que estejamos em uma  caminhada rumo ao  afastamento do mundo:
“Não ameis o mundo, nem o que há no mundo. Se alguém ama o mundo, o amor do Pai não está nele. Porque tudo o que há no mundo, a concupiscência da carne, a concupiscência dos olhos e a soberba da vida, não vem do Pai, mas sim do mundo. Ora, o mundo passa, e a sua concupiscência; mas aquele que faz a vontade de Deus, permanece para sempre.”  1 João 2:15-17

 

Final, palavras de Ellen White:

“Vi que ninguém  poderia participar do ‘refrigério’ a menos que obtivesse a vitória sobre toda tentação, orgulho, egoísmo, amor ao mundo, e sobre toda má palavra e ação. Deveríamos, portanto, estar-nos aproximando mais e mais do Senhor, e achar-nos fervorosamente à procura daquela preparação necessária para nos habilitar a estar em pé na batalha do dia do Senhor. Lembrem todos que Deus é santo, e que unicamente entes santos poderão morar em Sua presença.”( PE pg71)

 

Fábio de Castro Ferreira

Anúncios

, , , , , , , , , , , , , ,

  1. #1 por Solange Nogueira em 8 de outubro de 2014 - 0:27

    Olá sou grata pelo envio dos comentários, porém preciso fazer uma observaçãoAs imagens usadas, ferem a visão, são imagens católicas e mundanas, cheio de senssualidade.Foge a nossa crença. Sou grataSolange

    Date: Tue, 7 Oct 2014 17:44:45 +0000 To: solange_nog@hotmail.com

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

  • ” Bem-aventurado aquele que lê, e os que ouvem as palavras desta profecia, e guardam as coisas que nela estão escritas; porque o tempo está próximo.” Apocalipse 1:3

  • “Não desprezeis as profecias; julgai todas as coisas, retende o que é bom.” 1 Tessalonicenses 5:20-21.

  • "Conservai-vos a vós mesmos no amor de Deus, esperando a misericórdia de nosso Senhor Jesus Cristo para a vida eterna.
    E apiedai-vos de alguns, usando de discernimento;
    E salvai alguns com temor, arrebatando-os do fogo, odiando até a túnica manchada da carne."
    Judas 1:21-23

%d blogueiros gostam disto: