Como funciona a Igreja: Unidade, Estrutura e Autoridade (parte 2)

Extraído de Artigo Publicado na Revista Adventist World em maio de 2014.

Iasd-OrgNo mês passado, descrevemos brevemente como a Igreja foi organizada e por que isso é importante. No entanto, se não formos cuidadosos, a organização pode se transformar em um fim em si mesma. Jamais devemos nos esquecer de que o propósito da organização é cumprir efetivamente a missão da igreja – levar Cristo a este mundo que agoniza, proclamar Sua mensagem e anunciar Seu breve retorno.
Cristo é o cabeça da igreja. Às vezes, as pessoas pensam que a Associação, a União, ou a Associação Geral sejam a cabeça, mas não são. Todos os que servem em cargos de liderança estão ali para liderar como Cristo liderou, não por ordens autoritárias mas pelo exemplo de bondade e serviço amoroso.

Fundamentados na Bíblia
A organização e as atividades de nossa Igreja estão fundamentadas nos princípios e conselhos da Bíblia e do Espírito de Profecia. “Foi na ordenação dos doze que se deram os primeiros passos na organização da igreja”, lemos no livro Atos dos Apóstolos, p. 18.
À medida que a igreja primitiva cresceu, tornou-se evidente que os apóstolos precisavam de ajuda. “Não é certo negligenciarmos o ministério da palavra de Deus, a fim de servir às mesas”, disseram eles (At 6:2). Assim, foram nomeados os primeiros diáconos (At 6:1-7). Eles deviam ser homens “de boa reputação, cheios do Espírito e de sabedoria” (At 6:3, ARA). Além dos doze discípulos, servindo como líderes espirituais e os diáconos para cuidar das questões mais práticas, a igreja primitiva também ordenou anciãos, como descrito em Atos 14:23. Os anciãos são mencionados também em Atos 11:30 e 15:6, 22. Eles atuavam como líderes espirituais locais.
O modelo que seguiram foi o mesmo que Moisés recebeu de seu sogro. Jetro observou que Moisés liderava sozinho, “desde a manhã até a tarde”, então, o aconselhou: “Você e seu povo ficarão esgotados, pois essa tarefa lhe é pesada demais. Você não pode executá-la sozinho” (Êx 18:17-18). E disse: “escolha dentre todo o povo homens capazes, tementes a Deus, dignos de confiança e inimigos de ganho desonesto. Estabeleça-os como chefes de mil, de cem, de cinquenta e de dez” (v 21). As qualificações desses líderes foram especificadas.
Os “princípios de Jetro” certamente ajudaram a igreja primitiva a crescer. “A organização da igreja em Jerusalém deveria servir como modelo para a organização de igrejas em todos os outros lugares em que mensageiros da verdade conquistassem conversos aoevangelho” (Atos dos Apóstolos, p. 91, 92).

Ordem e Atividade Harmoniosa
Deus dirigiu o estabelecimento e a organização da Igreja Adventista. Embora a Igreja tenha começado com um pequeno grupo de fiéis, rapidamente aumentou para milhares até o ano em que a Associação Geral foi oficialmente organizada, em 1863. À medida que a Igreja cresceu, sua estrutura e organização também cresceu para que “a ordem e a ação harmoniosa se pudessem manter” (Ibid., p. 92).
A razão da existência da Associação Geral, Divisões, Uniões e Associações é oferecer um sistema de serviço, mantendo a ordem e uma ação harmoniosa, enquanto a igreja avança na missão dada por Deus proclamando Sua verdade como revelada na Bíblia (Ap 14) nestes últimos dias.

Sistema Representativo
Como Adventistas do Sétimo Dia, cremos na forma representativa de governo. Nossa igreja não está organizada para que as praxes, ações e atividades sejam “ditadas ou impostas” por algum líder, ou líderes da Associação Geral. Estamos aqui somente para facilitar os desejos coletivos da Igreja de Deus como indicado pelos processos representativos regulares.
Em cada nível constituinte, o processo seleciona delegados que representam seu grupo. Em nível de igreja local, temos a comissão de nomeações. A igreja local vota aceitar ou não os nomes trazidos por essa comissão. Em nível local também temos a comissão da igreja, onde o pastor e oficiais da igreja eleitos discutem itens pertinentes à sua igreja local. Além disso, há reuniões sobre negócios da igreja onde todos os membros podem participar.
Em nível de Associação e União temos reuniões por distrito, onde os delegados se reúnem para discutir e votar itens pertinentes ao avanço da missão da igreja em suas áreas. Em nível de Associação Geral (AG), temos a assembleia da AG a cada cinco anos, onde mais de 2.500 delegados de todo o mundo se reúnem para discutir e votar itens pertinentes à igreja mundial. Entre as assembleias da AG, sua Comissão Executiva se reúne em Concílios Anuais para tratar os negócios da igreja mundial. Mais de 300 representantes de todas as 13 divisões e dos Campos anexos fazem parte dessa comissão. Esses membros representam todos os grupos da Igreja: mulheres, homens, jovens, membros leigos, pastores locais, professores e outros obreiros. A maioria é eleita e recomendada pela comissão executiva de sua Divisão. Todos os líderes de Divisão, presidentes de União, oficiais e diretores de departamentos da AG participam dessa comissão.
Cada nível da Igreja trabalha em harmonia com todos os outros níveis dentro do nosso sistema de serviço. As iniciativas podem vir de qualquer nível e serem avaliadas e discutidas nas comissões. Às vezes, as iniciativas começam no nível mais baixo e se tornam parte das diretrizes. Nosso sistema é muito dinâmico.
Nenhum membro de igreja deve se sentir excluído ou isolado dessa estrutura, como se não tivesse voz. Cada membro de igreja tem voz nessa organização. Não deve se sentir inibido pela posição, mas livre para entrar em contato com seus líderes e compartilhar suas ideias, pensamentos e preocupações.
No artigo do próximo mês, analisaremos o importante papel da igreja local e abordaremos como se realizam as mudanças dentro da Igreja.

Ted N.C. Wilson é presidente mundial da Igreja Adventista do Sétimo Dia.

Anúncios
  1. Deixe um comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

  • ” Bem-aventurado aquele que lê, e os que ouvem as palavras desta profecia, e guardam as coisas que nela estão escritas; porque o tempo está próximo.” Apocalipse 1:3

  • “Não desprezeis as profecias; julgai todas as coisas, retende o que é bom.” 1 Tessalonicenses 5:20-21.

  • "Conservai-vos a vós mesmos no amor de Deus, esperando a misericórdia de nosso Senhor Jesus Cristo para a vida eterna.
    E apiedai-vos de alguns, usando de discernimento;
    E salvai alguns com temor, arrebatando-os do fogo, odiando até a túnica manchada da carne."
    Judas 1:21-23

%d blogueiros gostam disto: