COMENTÁRIOS DA LIÇÃO 8: COM OS RICOS E FAMOSOS – (15 a 22/02/2014)

Em Apocalipse 13 o plano de Satanás com a revelação do Anticristo e a aceitação do seu papel de senhor do mundo levando todos os enganados a se perderem, conta com a ajuda do dinheiro, do poder político e do poder religioso. Paralelamente Jesus , em Mateus 19, confirma o contexto de que nenhuma salvação é possível ao homem, seja por dinheiro, por poder, por obras ou qualquer outra coisa, mas apenas a Graça de Deus pode nos salvar. Colocarmo-nos sob a dependência de Deus com fé, confiando exclusivamente na Sua Graça pelo sangue de Jesus é o único caminho !
Rich&Power

VERSO ÁUREO: “Porque o amor ao dinheiro é a raiz de toda a espécie de males; e nessa cobiça alguns se desviaram da fé, e se traspassaram a si mesmos com muitas dores.” I Timóteo 6:10

INTRODUÇÃO (sábado 15 de fevereiro) – O verso áureo desta semana vem ao encontro das palavras de Jesus: “E, outra vez vos digo que é mais fácil passar um camelo pelo fundo de uma agulha do que entrar um rico no reino de Deus.” Mateus 19:24. Geralmente a fama, o culto ao corpo, o apetite desordenado, o sexo e a sede ao poder acompanham a necessidade que as pessoas têm de desejar e adquirir riquezas. Não há nada de errado em se ter dinheiro ou em ser rico, o problema está em colocar o coração e a vida nas riquezas ou nos meios usados para adquiri-las. Coitado de quem é rico e não sabe usar a riqueza! O dinheiro facilmente vem acompanhado de problemas: A fama, o poder, o prestígio, os falsos amigos, sonegação de impostos, devolução infiel dos dízimos e outras coisas mais.

Jesus, quando esteve na terra, amou, recebeu e concedeu salvação à todas as pessoas que o procuraram. É claro que mais pessoas pobres do que ricas O procuraram. Hoje é a mesa coisa. Jesus está disponível para salvar tanto ricos como pobres. Pessoas ricas podem contribuir, para além dos seus talentos, com o dinheiro e influência. Portanto quanto mais pessoas ricas aceitarem Jesus, melhor será para o reino de Deus.

O dinheiro deve ser a nossa ferramenta e não o nosso dono: A lição desta semana vai tratar de algumas pessoas ricas que abriram o coração para Jesus, foram salvas e úteis para financiar o início do Cristianismo. Muitas pessoas são escravas do dinheiro. Lutam tanto para ter dinheiro que nem têm tempo para gozar da sua prosperidade! O desejo de ter coisas e acumular riquezas domina a vida de muita gente.

Você já ouviu alguém falar sobre as posses de Bill Gates ou outro rico com tom de inveja na voz? O servo de Deus precisa reconhecer que o dinheiro é apenas uma ferramenta que deve ser empregada em boas obras, e não nosso senhor. Uma das táticas mais eficaz do diabo é apagar o zelo do cristão com preocupações financeiras. Veja estes textos: “E o que foi semeado entre espinhos é o que ouve a palavra, mas os cuidados deste mundo, e a sedução das riquezas sufocam a palavra, e fica infrutífera.” Mateus 13:22. Jesus ensinou claramente que nós devemos escolher entre dois senhores: “Ninguém pode servir a dois senhores; porque ou há-de odiar um e amar o outro, ou se dedicará a um e desprezará o outro. Não podeis servir a Deus e a Mamom.” Mateus 6:24

DOMINGO (16 de fevereiro) RICAMENTE ABENÇOADOS – As pessoas não precisam ser ricas para serem felizes. As pessoas que tem saúde, teto, roupas, trabalho, e uma família para amparar-se emocionalmente podem considerar-se felizes. As pessoas que tem tudo isso, e também seguem Jesus e vão à igreja; podem-se considerar ricamente abençoadas. Agora alguém que tenha Jesus, saúde, família e ainda é rica, é muitíssima abençoada por Deus.

Ser rico não é pecado, o grande problema ocorre quando a riqueza sobe à cabeça e a pessoa passa a idolatrar os bens. Quem ama mais as riquezas do que a Deus, decide viver apenas no nível desta vida; e, com esta postura, está dizendo que prefere viver só esta vida e não a vida eterna. Deus, no passado, abençoou muito os Seus filhos e alguns eram muito ricos. Abraão, Isaque, Jacó, José, Mardoqueu, Josias, Josafá e outros que, para além de serem ricos, eram espiritualmente leais a Deus. Esses exemplos mostram que é perfeitamente possível ser rico e ainda temer a Deus.

Que conselhos Deus dá sobre as riquezas e que princípios de Mordomia Cristã estão aí embutidos? “Não digas no teu coração: A minha força, e a fortaleza da minha mão, me adquiriram este poder. Antes te lembrarás do Senhor teu Deus, que ele é o que te dá força para adquirires riqueza; para confirmar a sua aliança, que jurou a teus pais, como se vê neste dia.” Deuteronômio 8:17-18

“Do Senhor é a terra e a sua plenitude, o mundo e aqueles que nele habitam. Porque ele a fundou sobre os mares, e a firmou sobre os rios.” Salmos 24:1-2

“Minha é a prata, e meu é o ouro, disse o Senhor dos Exércitos.” Ageu 2:8

“Trazei todos os dízimos à casa do tesouro, para que haja mantimento na minha casa, e depois fazei prova de mim nisto, diz o Senhor dos Exércitos, se eu não vos abrir as janelas do céu, e não derramar sobre vós uma bênção tal até que não haja lugar suficiente para a recolherdes.” Malaquias 3:10

Para sentir-nos ricamente abençoado por Deus precisamos apenas de aproveitar as oportunidades que a vida nos oferece como; a salvação em Jesus, o conforto e amparo da família, a saúde e o trabalho humilde, mas honesto, que alguns conseguem; e já está. Não é preciso ficar esperando um trabalho grande e nem jogar em loterias ou em outros jogos de sorte ou azar para ganhar dinheiro. A nossa sorte e porção deve ser o Senhor Jesus atuando na nossa vida, pois Ele é a fonte de toda a riqueza.

SEGUNDA-FEIRA (17 de fevereiro) ENCONTRO NOTURNO – A lição de hoje menciona a linda história de Nicodemos que procurou Jesus de noite para não ser visto, pois era muito rico e tinha títulos humanos. Ele era membro do Sinédrio, o mais alto corpo governativo de Roma em Jerusalém, e Jesus era pobre e sem títulos. Nicodemos era rico e sincero. Ele queria, acima da riqueza, ser salvo; mas tinha que vencer duas barreiras: O preconceito e os seus pecados. Nicodemos reuniu forças e foi ter com Jesus na escuridão da noite e em um lugar isolado.

Naquele encontro com Cristo, o Mestre Divino não deu falsas esperanças para Nicodemos. Ele disse: “Na verdade, na verdade te digo que aquele que não nascer de novo, não pode ver o reino de Deus.” João 3:3. Nicodemos estava se fazendo de desentendido; mas, depois Jesus foi mais contundente e disse, olhando nos olhos de Nicodemos: “Não te maravilhes de te ter dito: Necessário vos é nascer de novo.” João 3:7. Nicodemos, na medida em que abriu o coração a Jesus, foi transformado! Amém?

Nicodemos foi o discípulo da última hora. Nicodemos é mencionado novamente quando os fariseus e os principais dos sacerdotes procuram prender Jesus enquanto Ele frequentava a Festa do Tabernáculo em Jerusalém. Ver João 7:45-53. Depois na crucificação de Cristo, quando todos tinham fugido, Nicodemos entrou em cena: “Nicodemos usou cerca de 45 kg de especiarias para preparar o corpo de Jesus para o sepultamento: E foi também Nicodemos (aquele que anteriormente se dirigira de noite a Jesus), levando quase cem arráteis de um composto de mirra e aloés.” João 19:39

Veja este texto: “Depois da ascensão do Senhor, quando os discípulos foram dispersos pela perseguição, Nicodemos tomou ousadamente a dianteira. Empregou sua fortuna na manutenção da igreja infante, que os judeus haviam esperado fosse extirpada com a morte de Cristo. No tempo de perigo aquele que tão cauteloso e duvidoso fora, mostrou-se firme como a rocha, animando a fé dos discípulos, e fornecendo meios para levar avante a obra do evangelho. Foi desdenhado e perseguido pelos que lhe haviam tributado reverência em outros tempos. Tornou-se pobre em bens deste mundo; todavia, não vacilou na fé que tivera seu início naquela conferência noturna com Jesus”. O Desejado de Todas as Nações, 171-177.

TERÇA-FEIRA (18 de fevereiro) RICO E INFAME – A lição de hoje traz o exemplo de Zaqueu que era rico, mas era publicano, e por isso era desprezado pois não gozava de boa reputação. Ele era considerado um ladrão oficializado. Os cobradores de impostos judeus a serviço do império Romano eram chamados de publicanos. Em vários textos da Bíblia essas pessoas eram comparadas aos piores tipos de gente: “Porque, se amardes os que vos amam, que recompensa tendes? Não fazem os publicanos também o mesmo?” Mateus 5:46. Zaqueu pertencia à essa classe infame de pessoas. Além do imposto abusivo que o império romano cobrava, Zaqueu cobrava outra parte para si e ficou rico desta maneira.

Zaqueu estava com a consciência pesada por ter roubado tanto, e arrependeu-se dos seus pecados. Veja esta declaração de verdadeira mudança de vida: “E, tendo Jesus entrado em Jericó, ia passando. E eis que havia ali um homem chamado Zaqueu; e era este um chefe dos publicanos, e era rico. E procurava ver quem era Jesus, e não podia, por causa da multidão, pois era de pequena estatura. E, correndo adiante, subiu a uma figueira-brava para o ver; porque havia de passar por ali. E quando Jesus chegou àquele lugar, olhando para cima, viu-o e disse-lhe: Zaqueu, desce depressa, porque hoje me convém pousar em tua casa. E, apressando-se, desceu, e recebeu-o alegremente. E, vendo todos isto, murmuravam, dizendo que entrara para ser hóspede de um homem pecador. E, levantando-se Zaqueu, disse ao Senhor: Senhor, eis que eu dou aos pobres metade dos meus bens; e, se nalguma coisa tenho defraudado alguém, o restituo quadruplicado. E disse-lhe Jesus: Hoje veio a salvação a esta casa, pois também este é filho de Abraão. Porque o Filho do homem veio buscar e salvar o que se havia perdido.” Lucas 19:1-10

A lição de hoje ensina-me duas coisas importantes: 1) Jesus não tem preconceitos. Ele ama e salva todas as pessoas: “E aconteceu que, estando ele em casa sentado à mesa, chegaram muitos publicanos e pecadores, e sentaram-se juntamente com Jesus e seus discípulos. E os fariseus, vendo isto, disseram aos seus discípulos: Por que come o vosso Mestre com os publicanos e pecadores? Jesus, porém, ouvindo, disse-lhes: Não necessitam de médico os sãos, mas, sim, os doentes.” Mateus 9:10-12

2) Devemos orar em favor dos governantes, mesmo cobrando caros impostos, e não criticá-los: “Admoesto-te, pois, antes de tudo, que se façam deprecações, orações, intercessões, e ações de graças, por todos os homens; pelos reis, e por todos os que estão em eminência, para que tenhamos uma vida quieta e sossegada, em toda a piedade e honestidade; porque isto é bom e agradável diante de Deus nosso Salvador.” I Timóteo 2:1-3

QUARTA-FEIRA (19 de fevereiro) MENSAGEM DOURADA – A lição de hoje fala da mensagem de salvação que é oferecia à todos; mas, especialmente os pobres aceitam, porque não estão tão apegados aos bens materiais. Há um ditado onde diz que são as coisas que nos pertencem que mandam em nós e não somos nós que as controlamos. Isso tem muito de verdade! Eis as advertências de Deus para nós: “Porque, onde estiver o vosso tesouro, ali estará também o vosso coração.” Lucas 12:34

“E outros são os que recebem a semente entre espinhos, os quais ouvem a palavra; mas os cuidados deste mundo, e os enganos das riquezas e as ambições de outras coisas, entrando, sufocam a palavra, e fica infrutífera.” Marcos 4:18-19

“Com o seu braço agiu valorosamente; Dissipou os soberbos no pensamento de seus corações. Depôs dos tronos os poderosos, E elevou os humildes. Encheu de bens os famintos, E despediu vazios os ricos.” Lucas 1:51-53

“Bem-aventurados sereis quando os homens vos odiarem e quando vos separarem, e vos injuriarem, e rejeitarem o vosso nome como mau, por causa do Filho do homem. Folgai nesse dia, exultai; porque eis que é grande o vosso galardão no céu, pois assim faziam os seus pais aos profetas. Mas ai de vós, ricos! Porque já tendes a vossa consolação.” Lucas 6:22-24

“Nenhum servo pode servir dois senhores; porque, ou há-de odiar um e amar o outro, ou se há de chegar a um e desprezar o outro. Não podeis servir a Deus e a Mamom.” Lucas 16:13

A grande verdade é que as pessoas materialistas, quer ricas quer pobres, correm o risco de sacrificar o bem-estar eterno a troco de prazeres temporais. Os valores eternos, para estas pessoas, são trocados pelas coisas materiais e perecíveis. Há pessoas que dizem servir a Cristo; mas, na verdade, estão servindo a mamom que é o deus das coisas materiais. Com certeza há muita gente na ignorância do evangelho da salvação em Cristo, e que devemos levar a advertência dos Céus. Ser rico não é pecado, é situação favorável. Mas apegar-se às riquezas é um problema de alto risco e compromete a vida eterna.

A bíblia faz uma séria advertência contra os ricos e poderosos avarentos: “Eia, pois, agora vós, ricos, chorai e pranteai, por vossas misérias, que sobre vós hão-de vir. As vossas riquezas estão apodrecidas, e as vossas vestes estão comidas de traça. O vosso ouro e a vossa prata se enferrujaram; e a sua ferrugem dareis testemunho contra vós, e comerá como fogo a vossa carne. Entesourastes para os últimos dias.” Tiago 5:1-3

QUINTA-FEIRA (20 de fevereiro) CONDIÇÕES PERIGOSAS – A lição de hoje conta a história do jovem rico que foi ter com Jesus e perguntou quais eram as condições para receber a vida eterna. Jesus deu duas ênfases: Guardar os mandamentos de Deus e desapegar-se das riquezas para atender aos pobres. É bom lembrarmos que esta é uma história real e não uma parábola. Se fosse uma parábola, poderíamos até arrazoar: Jesus estava dando uma lição nos fariseus que diziam que a riqueza era sinal do favor de Deus e pobreza era um sinal de desprezo.

Jesus não foi muito radical quando disse ao jovem: “Disse-lhe Jesus: Se queres ser perfeito, vai, vende tudo o que tens e dá-o aos pobres, e terás um tesouro no céu; e vem, e segue-me.” Mateus 19:21? Afinal é pecado ser rico? Um rico deve ou não vender seus bens, como Jesus determinou para o jovem rico? A questão não é vender ou não vender, e sim, desligar-se de algum deus desse mundo. Especialmente para alguém que quer ser discípulo de Jesus.

Quais são os componentes perigosos que podem tirar o direito das pessoas gozarem a eternidade?

A) Inveja. A inveja corrói o amor do coração. O invejoso não vive o verdadeiro amor. Paulo disse que: “o amor não arde em ciúmes”. Ver I Coríntios, 13:4. Quem diz amar e permanece com o espírito invejoso está enganando-se. O amor não permite a inveja no coração. A inveja é como um câncer na alma que destrói as células do amor. Por isso, Salomão disse: “a inveja é a podridão dos ossos” Prov. 14:30. A inveja precisa ser tratada antes que nos faça escravos da malícia e do egoísmo. A inveja impede que expressemos o amo ao próximo e a Deus. A inveja leva ao egoísmo.

B) Egoísmo. Ao descrever o estado moral em que viveria o mundo dos últimos dias, o apóstolo Paulo utilizou adjetivos pouco nobres. Entre outras características, ele diz que os homens seriam “egoístas”: “Pois os homens serão egoístas, avarentos, jactanciosos, arrogantes, blasfemadores, desobedientes aos pais, ingratos, irreverentes…” II Tim. 3:2. É interessante observar que a palavra grega aqui traduzida por “egoístas” (Philautos) só ocorre neste lugar em toda a Bíblia. Paulo buscou uma palavra especial para descrever quão corrompido estaria o coração do ser humano pouco antes da volta de Jesus. O dicionário define o egoísmo como um “amor-próprio excessivo, que leva o indivíduo a olhar unicamente para os seus interesses, em detrimentos dos alheios”. Ou seja, o egoísta é aquela pessoa que só pensa em si, e que não está nem um pouco preocupada com o sentimento, sofrimento, necessidade, miséria e dor do seu semelhante. O egoísmo conduz à avareza.

C) Avareza. Poucas pessoas admitem ser gananciosas ou invejosas. Mas a Bíblia nos adverte constantemente contra esses pecados. Se o nosso coração está preso a esta vida, somos idólatras, independentemente de quão alto cantemos o nosso amor por Jesus. Jesus disse: “Tende cuidado e guardai-vos de toda e qualquer avareza; porque a vida de um homem não consiste na abundância dos bens que ele possui.” Lucas 12:15.

SEXTA-FEIRA (21 de fevereiro) ESTUDO ADICIONAL DA LIÇÃO – Se seguirmos o exemplo de Cristo, podemos chegar as pessoas, independentemente de serem ricas ou pobres, importantes ou comuns. O certo é que os ricos mais facilmente confiam em si e nas riquezas que os pobres. E esse é o grande problema: em quem a pessoa confia!

Sobre a administração do dinheiro, veja Lucas 16:1-13. No versículo 11 lemos: “Se, pois, não vos tornastes fiéis na aplicação das riquezas de origem injusta, quem vos confiará a verdadeira riqueza?”. Também Tiago 1:17 diz-nos que somos responsáveis por prover nosso próprio sustento. Em I Timóteo 5:8 diz: “Ora, se alguém não tem cuidados dos seus e especialmente dos da própria casa, tem negado a fé e é pior do que o descrente”.

Em suma, o que a Bíblia diz sobre administrar o dinheiro? A resposta pode ser sintetizada em uma única palavra: sabedoria que vem de Deus Nós devemos ser sábios com o nosso dinheiro. Nós devemos economizar dinheiro, mas não acumulá-lo como tesouro. Nós devemos gastar dinheiro, mas com prudência e controle. Nós devemos devolver ao Senhor os dízimos e ofertas, em alegria e sacrifício. Nós devemos usar o nosso dinheiro para ajudar os outros, mas com discernimento e o guiar do Espírito de Deus. Não é errado ser rico, mas é errado amar o dinheiro. Não é errado ser pobre, mas é errado gastar dinheiro em coisas fúteis. A mensagem consistente da Bíblia sobre o administra do dinheiro é ser sábio.

Veja estes textos: Disse-lhe Jesus: Se queres ser perfeito, vai, vende tudo o que tens e dá-o aos pobres, e terás um tesouro no céu; e vem, e segue-me. E o jovem, ouvindo esta palavra, retirou-se triste, porque possuía muitas propriedades.” Mateus 19:21-22

“O convite do Evangelho deve ser dado aos ricos e aos pobres, aos elevados e aos humildes, e precisamos descobrir meios de levar a verdade a novos lugares e a todas as classes de pessoas. … Cristo pregou o evangelho aos pobres, mas não confiou Sua obra a essa classe. Ele trabalhou por todos quantos Lhe ouviam a palavra. Buscava não somente o publicano e o rejeitado, como o rico e o culto fariseu, o nobre judeu e a autoridade romana. Essa é a espécie de obra que eu sempre vejo a ser feita. Nós não devemos esforçar cada tendão e nervo espiritual para trabalhar pelas classes mais baixas, e fazer dessa tarefa o todo e o tudo. Há outros a quem devemos levar ao Mestre, pessoas que necessitam da verdade, que estão levando responsabilidades e que trabalharão com toda a sua santificada habilidade pela alta sociedade como também pelos mais pobres.” Beneficência Social, 257 e 268.

“Quantos têm vindo a Jesus, prontos a investir os seus interesses com os de Deus, e como o jovem rico, desejando herdar a vida eterna. Quando, porém, lhes é apresentado o preço, quando lhes é dito que tem de abandonar tudo, casa, terras, cônjuge e filhos, e não considerar preciosa a sua vida aos seus próprios olhos, afastam-se tristemente. Querem os tesouros do Céu, e a vida comparável à vida de Deus, mas não se mostram dispostos a desistir dos seus tesouros terrenos. Não estão dispostos a render tudo para obter a coroa da vida.” R. H, 19/04 1898

Editado de :
Luís Carlos Fonseca em http://temasbblicos.blogspot.com.br
editado: fabiodeps@gmail.com

Anúncios

, , , , , , , , ,

  1. Deixe um comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

  • ” Bem-aventurado aquele que lê, e os que ouvem as palavras desta profecia, e guardam as coisas que nela estão escritas; porque o tempo está próximo.” Apocalipse 1:3

  • “Não desprezeis as profecias; julgai todas as coisas, retende o que é bom.” 1 Tessalonicenses 5:20-21.

  • "Conservai-vos a vós mesmos no amor de Deus, esperando a misericórdia de nosso Senhor Jesus Cristo para a vida eterna.
    E apiedai-vos de alguns, usando de discernimento;
    E salvai alguns com temor, arrebatando-os do fogo, odiando até a túnica manchada da carne."
    Judas 1:21-23

%d blogueiros gostam disto: