COMENTÁRIOS DA LIÇÃO 5: DISCIPULANDO OS ENFERMOS – (25/01 a 01/02/2014)

“Porquanto um anjo descia em certo tempo ao tanque, e agitava a água; e o primeiro que ali descia, depois do movimento da água, sarava de qualquer enfermidade que tivesse.
E estava ali um homem que, havia trinta e oito anos, se achava enfermo.

E Jesus, vendo este deitado, e sabendo que estava neste estado havia muito tempo, disse-lhe: Queres ficar são?
O enfermo respondeu-lhe: Senhor, não tenho homem algum que, quando a água é agitada, me ponha no tanque; mas, enquanto eu vou, desce outro antes de mim.
Jesus disse-lhe: Levanta-te, toma o teu leito, e anda.Logo aquele homem ficou são; e tomou o seu leito, e andava. E aquele dia era sábado.” (João 5:4-9)

rafael(anjo da cura)P

VERSO ÁUREO: “E veio ter com ele grandes multidões, que traziam coxos, cegos, mudos, aleijados, e outros muitos, e os puseram aos pés de Jesus, e ele os sarou, de tal sorte, que a multidão se maravilhou vendo os mudos a falar, os aleijados sãos, os coxos a andar, e os cegos a ver; e glorificava o Deus de Israel.” Mateus 15:30-31

INTRODUÇÃO (sábado 25 de janeiro) – Jesus, “o Cordeiro de Deus, que tira o pecado do mundo” (João 1:29) exerceu o Seu ministério mostrando ao homem que o caminho da redenção e da vida eterna é o caminho do arrependimento e da fé no sacrifício substitutivo que Ele estava realizando. Para exemplificar como este arrependimento deveria ser praticado e se manifestar nos homens enquanto vivessem no mundo, Ele ministrou em três ações especiais:

1) Na pregação. Ele pregava o evangelho do arrependimento com autoridade: “E, depois que João foi entregue à prisão, veio Jesus para a Galiléia, pregando o evangelho do reino de Deus.” Marcos 1:14.

2) No ensino. Além de pregar; Jesus exercia o magistério e a Sua sala de aulas eram nos sopés dos montes, praças, ruas, sinagogas e onde mais criasse oportunidades: “E aconteceu que, concluindo Jesus este discurso, a multidão se admirou da sua doutrina; porquanto os ensinava como tendo autoridade; e não como os escribas.” Mateus 7:28-29.

3) Na cura física. O ministério da cura demonstrava sua origem divina, pois os milagres que fazia, só Deus poderia realizar. Ver o verso áureo. Durante o ministério de Cristo Ele dedicou mais tempo ao ministério da cura do que nas outras funções.

Hoje as pessoas não têm vivido de acordo com a luz que tem e ficam doentes da mesma maneira que nos tempos de Jesus; e os hospitais estão superlotados. Vemos muitos doentes sofrendo e não sendo atendidos como deveriam. Vemos as filas nos hospitais e as condições de vida das pessoas em péssimas condições, mesmo em meio da abundância. Temos muitos hospitais em todo o mundo, mas estamos realmente empregando todos os recursos possíveis para desenvolver fé nas pessoas e trazê-las para a mensagem de Jesus.? Ou estamos apenas oferecendo carreiras, crescimento de nossa organização na Terra, e um espetáculo mundano de caridade hipócrita?

Os filhos de Deus têm responsabilidade dupla diante dos filhos das trevas: A) De viver os princípios de saúde de acordo com a luz recebida na palavra de Deus e deve fazer um trabalho missionário na área da saúde, levando informações às pessoas sobre as regras simples do viver saudável. Veja este texto: “Se os Adventistas do 7º Dia pusessem em prática o que professam crer, se fossem sinceros reformadores da saúde, seriam realmente um espetáculo ao mundo, aos anjos e aos homens.” Cons. S/ Saúde, 574.

DOMINGO (26 de janeiro) O MESSIAS QUE CURA – Qual era a principal função de Jesus em Seu ministério? Jesus tornava cada ato de cura uma ocasião para implantar princípios divinos na mente e na alma dos seus filhos. Muitos dos que iam ter com Cristo em busca de auxílio, haviam trazido sobre si a enfermidades e Ele não Se recusava em curá-los. Muitos eram curados de sua enfermidade espiritual, como da doença física. A Bíblia menciona sobre várias pessoas que quando curadas tornavam seus verdadeiros discípulos. Veja este texto: “Jesus dedicou mais tempo a curar os enfermos do que pregar. Seus milagres testificavam da vivacidade de Suas palavras, de que não veio destruir, mas a salvar.” A ciência do Bom Viver, 19.

Qual era o grande temor do paralítico de Cafarnaum, aquele que o desceram pelo teto da casa? Que sua paralisia fosse consequência de seus muitos pecados. E o que esse homem mais desejava? Antes de ser curado, ele queria ser perdoado. Ele queria o perdão e a cura, nessa ordem. A cura de Jesus era completa; tirava também os temores das pessoas. Naqueles dias eles criam que a doença era castigo de ser grande pecador. Portanto, os doentes sofriam as consequências da doença e dos pesares do sentimento de culpa, e muitas vezes sem terem culpa, como foi o caso de Jó.

Qual a maior necessidade das pessoas? As pessoas anelam um poder que lhes dê o domínio sobre o pecado, um poder que os liberte da escravidão do mal, que lhes proporcione saúde, vida e paz. Ver Lucas 5:17-20. No caso do paralítico ele encontrou em Cristo tanto a cura da alma como a do corpo. Ele necessitava da saúde da alma antes de poder apreciar a do corpo. Antes de poder ser curada a enfermidade física, Cristo precisava dar alívio a mente, e purificar a alma do pecado. Veja este texto: “A paz que tão-somente Ele pode comunicar restituiria vigor à mente e saúde ao corpo”. A Ciência do Bom Viver, 77

Como Jesus e os discípulos trabalhavam? O Salvador assistia tanto à alma como ao corpo. No caso de Lucas em sua obra médica, ele ministrava aos enfermos, e orava para que o poder restaurador de Deus repousasse sobre os aflitos. Assim era o caminho aberto para a mensagem angélica, pois a libertação do pecado e a cura da doença estavam ligados entre si. Veja este texto sobre a nossa incumbência de anunciar o evangelho da saúde: “E, em qualquer cidade em que entrardes, e vos receberem, comei do que vos for oferecido. E curai os enfermos que nela houver, e dizei-lhes: É chegado a vós o reino de Deus.” Lucas 10:8-9

Ver os textos sugeridos para hoje sobre o ministério de cura de Jesus: Isaías 53:4, Mateus 8:17 e João 9:1-3

SEGUNDA-FEIRA (27 de janeiro) A CURA DO CORPO – A paralisia era uma doença terrível nos tempos bíblicos. Não somente por causa do sofrimento físico, mas pela agonia emocional que seu portador experimentava, tendo que ser ajudado por outros. A alma do paralítico, geralmente, era mais enferma do que o seu corpo. Sua solidão o deixava em estado de permanente tristeza. Jesus sabia, portanto, que a cura daquele homem devia se processar, primeiro, em sua alma, para depois se manifestar em seu corpo. Ver o exemplo da lição em Marcos 2:1-12. Este exemplo mostra que uma mente doente envia mensagens de pessimismo e desânimo para o corpo e este também fica doente.

~

A proposta para o estudo de hoje é que o corpo fica doente e que a cura pode vir, especialmente, através dos seguintes pontos:

1) Repouso adequado. Os adultos devem dormir pelo menos 8 horas diárias, e as crianças pelo menos 9 horas

2) Exercícios físicos. O exercício é vital para a nossa saúde. Veja algumas funções do exercício físico: a) Ajuda a normalizar a pressão sanguínea. b) Permite que mais sangue alcance as partes mais distantes do corpo, mantendo as extremidades aquecidas. c) O exercício libera tanto a tensão física quanto a emocional, e com isso ajuda você a se sentir melhor com a vida. O exercício normalmente é a melhor cura para as preocupações e estresses. d) O exercício proporciona energia elétrica para o cérebro e as células nervosas. Ele promove a saúde ao estimular o sistema imunitário. Quando o corpo é mantido saudável mediante exercícios apropriados, a mente funciona mais criativa e eficientemente. e) O exercício nos dá mais energia, e assim retarda tanto a fadiga física quanto a emocional. f) Ele ajuda na produção cerebral de um químico que faz com que você tenha um sentimento de bem-estar e aumenta sua tolerância à dor. Se você não se exercita regularmente, comece num ritmo tranquilo e aumente gradualmente à medida que for ganhando resistência.

3) Agua. Por ser essencial a cada célula do corpo, devemos beber muita água. O nosso corpo é constituído de, aproximadamente, 70 por cento de água e precisa de cerca de dois litros de água por dia para efetuar todas as suas funções. Algumas dessas funções incluem a circulação sanguínea, a excreção, o transporte de nutrientes e a digestão. Uma pessoa possui, em média, entre 15 a 40 bilhões de células cerebrais. Cada uma delas é constituída de aproximadamente 70-85 por cento de água. Uma quantidade suficiente de água para suprir essas células mantém você mentalmente alerta e ajuda a prevenir a depressão e a irritabilidade.

4) Alimentação saudável e adequada. Na criação, Deus instruiu Adão e Eva a se alimentarem de plantas, grãos e frutas. Ver Gênesis 1:29. Depois que Adão e Eva pecaram, os vegetais foram adicionados à dieta deles. Ver Gênesis 3:18. Depois do dilúvio, o Criador acrescentou a carne “limpa” de alguns animais à dieta alimentar dos seres humanos. Ver Gênesis 7:2, 3; 9:1-6. A carne de animais contém tanto as gorduras saturadas quanto o colesterol, que aumentam o risco de hipertensão, enfarto, ataque cardíaco, câncer, obesidade, diabetes e outras doenças. Nos dias atuais, muitos médicos alertam aqueles que comem carne a incluírem em suas dietas apenas as carnes limpas e bem cozidas, bem como de peixe, e ainda assim, comê-las esporadicamente. Sabemos que devemos adotar a dieta original de Deus e que a dieta vegetariana, tomando os cuidados especiais com os doces, é a melhor opção.

A doença, muitas vezes, é o resultado da condição de pecado, mas não é uma punição por algum pecado. Deus deixou-nos instruções claras que quando são seguidas temos uma boa qualidade de vida e colaboramos com Deus no processo da cura de algumas doenças que possamos ter e prevenimos outras que poderíamos adquirir. Jesus quando curava o doente dizia: “Vai e não peques mais” em outras palavras Jesus dizia: “Vai, e adotes um estilo de vida saudável.”

TERÇA-FEIRA ( 28 de janeiro) A CURA DA MENTE E DO CORPO – A mente e o corpo formam uma unidade e um todo indivisível. Um depende do outro e um afeta o outro. Os pesquisadores contemporâneos têm relutado em documentar uma verdade que a Bíblia estabeleceu há muito tempo: os seres humanos são um todo indivisível. O que normalmente dividem em partes físicas, mentais e espirituais, na verdade são coisas inter-relacionadas e inseparáveis. Em outras palavras, o que afeta a mente, também afeta o corpo. Nossa condição espiritual tem efeitos sobre nossa condição física, e vice-versa. Somos seres inteiros e integrados. Por exemplo, os pesquisadores científicos descobriram em estudos controlados que a gargalhada alegre e feliz produz mudanças maravilhosas no sistema imunitário de uma pessoa. Você, na verdade, pode ajudar seu corpo a lutar melhor contra as doenças sendo uma pessoa feliz! Esses estudos mostram o quão relacionado é o trabalho da mente e do corpo. Milhares de anos atrás, a Palavra de Deus já apontava para essa ligação vital entre a mente e o corpo que só recentemente foi aceita pela teoria médica. Veja este texto: “O coração bem-disposto é remédio eficiente, mas o espírito oprimido resseca os ossos”. Provérbios 17:2

Uma pessoa perseguida por medo ou culpa terá dificuldades em se beneficiar completamente dessas práticas saudáveis que acabamos de descrever. Por outro lado, uma pessoa que desfruta de uma fé ativa em Deus irá experimentar a maior fonte de bem-estar

Veja este outro texto: “Bendize, ó minha alma, ao Senhor, e não te esqueças de nenhum de seus benefícios. Ele é o que perdoa todas as tuas iniquidades, que sara todas as tuas enfermidades, que redime a tua vida da perdição; que te coroa de benignidade e de misericórdia.” Salmos 103:2-4

David Larson, um consultor do Instituto de Saúde Mental do Estados Unidos, fez uma extensa pesquisa sobre a relação entre religião e saúde. Seu estudo demonstrou uma ligação direta entre um cristão praticante e a saúde. Ele se surpreendeu ao descobrir que aqueles que frequentam a igreja vivem mais tempo que os que não frequentam. Os frequentadores de igreja têm um número menor de incidência de ataque do coração, endurecimento das artérias, pressão alta, e outras doenças. Aqueles que têm fé em Deus vivem melhor porque têm menos tendência a ficar depressivos, de se tornarem ou a se envolverem num casamento infeliz. Confiança no poder divino é a base para um bem-estar genuíno e uma vida saudável .

Veja este texto: “A consciência de fazer o que é reto é o melhor remédio para pessoas enfermas do corpo ou do espírito. A bênção especial de Deus que repousa sobre o recebedor é a saúde e o vigor… Aqueles cujas faculdades morais estão afetadas pela doença não são os que representam corretamente a vida cristã ou as belezas da santidade. Eles estão muitas vezes no fogo do fanatismo, na água da fria indiferença ou na escuridão da apatia”. Conselhos Sobre Saúde, 628.

QUARTA-FEIRA (29 de janeiro) A RESSURREIÇÃO E A VIDA – Ninguém gosta de morrer, por isso a vida é algo inerente em Deus e Ele promete vida eterna para todos. Doença, sofrimento e dor são o resultado de vivermos em um mundo amaldiçoado por causa do nosso pecado. Ver Gênesis 3:16-19, Romanos 8:20-22. A bondade e o amor de Deus o levaram a fornecer um Salvador para nos redimir da maldição. I João 4:9-10, mas a nossa redenção final não será realizada até que Deus tenha dado um fim ao pecado no mundo. Até aquele momento, ainda estamos sujeitos à morte física.

Veja como nos textos para hoje encontramos a esperança que temos de que podemos viver para sempre: 1) Em Lucas 7:11-17 encontra a história da ressurreição do filho da viúva de Naim. 2) Em Marcos 5:21-43 menciona a ressurreição da filha de Jairo. 3)Em João 11:37-44 relata a história da ressurreição de Lázaro. Nestes três episódios foi o próprio Jesus que ressuscitou. Nos outros episódios da bíblia foram outras pessoas que, usadas por Deus, ressuscitaram pessoas. Deus deixou-nos não só exemplos de rerrurreição, mas deixou-nos suas lindas promessas de que os filhos de Deus ressuscitarão para a vida eterna. Jesus, quando esteve na terra, demonstrou poder sobre a morte. Ele ressuscitou pelo menos três pessoas: a filha de Jairo, o filho da viúva de Naim e Lázaro. Alguns apóstolos de Cristo fizeram o mesmo. Pelo poder de Deus a morte não consegue permanecer vitoriosa, tem que devolver seus cativos. Veja estes textos: “Eis aqui vos digo um mistério: Na verdade, nem todos dormiremos, mas todos seremos transformados; num momento, num abrir e fechar de olhos, ante a última trombeta; porque a trombeta soará, e os mortos ressuscitarão incorruptíveis, e nós seremos transformados.” I Coríntios 15:51-52

“Disse-lhe Jesus: Eu sou a ressurreição e a vida; quem crê em mim, ainda que esteja morto, viverá; e todo aquele que vive, e crê em mim, nunca morrerá. Crês tu isto? João 11:25-26

QUINTA-FEIRA (30 de janeiro) A CURA NO LEGADO DE CRISTO – Jesus realizou muitas curas, mas apenas algumas delas estão relatadas nos evangelhos. Essas maravilhas atraíram multidões. Jesus durante o Seu ministério passou mais tempo curando as pessoas do que pregando ou ensinando.

Hoje há uma ênfase exagerada e equivocada sobre o dom da cura e nos milagres. Em nossos dias, Satanás utiliza tal demonstração para atrair milhões de pessoas ao erro. Há duas coisas que as igrejas carismáticas usam de forma equivocada: As curas e o falar línguas que ninguém entende. Hoje existem os milagres verdadeiros. Estes, quando realizados, são para honrar e engrandecer Deus e não para enaltecer igrejas, denominações e para levar uma multidão de pessoas somente interessadas em cura e prontas para pagar por esses milagres e enriquecer quem simula a cura. O diabo pode fazer falsos milagres? Veja estes textos: “Porque tais falsos apóstolos são obreiros fraudulentos, transfigurando-se em apóstolos de Cristo. E não é maravilha, porque o próprio Satanás se transfigura em anjo de luz. Não é muito, pois, que os seus ministros se transfigurem em ministros da justiça; o fim dos quais será conforme as suas obras.” II Coríntios 11:13-15

“Nem todo o que me diz: Senhor, Senhor! entrará no reino dos céus, mas aquele que faz a vontade de meu Pai, que está nos céus. Muitos me dirão naquele dia: Senhor, Senhor, não profetizamos nós em teu nome? e em teu nome não expulsamos demônios? e em teu nome não fizemos muitas maravilhas? E então lhes direi abertamente: Nunca vos conheci; apartai-vos de mim, vós que praticais a iniqüidade.” Mateus 7:21-23.

Hoje há muitos que dizem receber o Espírito Santo e por isso fazem milagres e falam línguas, mas veja que para ser usado por Deus, e não pelo diabo, é necessário obedecer aos mandamentos de Deus. Veja este texto: “E nós somos testemunhas acerca destas palavras, nós e também o Espírito Santo, que Deus deu àqueles que lhe obedecem.” Atos 5:32

Deus cura apenas quem Ele quer e através de pessoas verdadeiramente credenciadas para isso. Devemos lembrar que os milagres acontecem quando os recursos humanos chegam ao seu limite. Então Deus age. Na igreja Adventista existe o dom de cura e acontecem milagres! Tal como Jesus, não o fazemos para exibição e nem para explorar a fé de pessoas desesperadas; e sim para salvar pessoas para o reino de Deus, e é Deus que determina a cura e não a pessoa. O perdão dos pecados e a transformação serão as principais metas como Jesus fazia.

O testemunho de Joni Eareckson Tada fornece um exemplo moderno do que Deus pode fazer através da tragédia física. Como uma adolescente, Joni sofreu um acidente de mergulho que a deixou tetraplégica. Em seu livro Joni, relata como visitou curandeiros muitas vezes e orou desesperadamente, mas a cura nunca veio. Finalmente, ela aceitou a sua condição como a vontade de Deus, e escreve: “Quanto mais penso nisso, mais estou convencida de que Deus não quer que todo mundo seja sadio. Ele usa os nossos problemas para a Sua glória e nosso bem”

SEXTA-FEIRA (31 de janeiro) LEITURA ADICIONAL DA LIÇÃO – Não importa o tipo de doença que você tenha ou pecado que haja cometido, Jesus deseja perdoá-lo e curá-lo agora mesmo. Creia que neste exato momento Ele está dirigindo-Se a você para tocar a sua alma e o seu corpo, trazendo toda cura que você necessita. Cura física e espiritual! A cura espiritual é realizada sempre que o pecador, arrependido, confessa os seus pecados. A cura física acontece de acordo com a vontade de Deus.

Muitas doenças do corpo são resultado da influência da nossa mente sobre o corpo e um dos problemas da mente são os pecados conhecidos que são praticados, não confessados e nem abandonados. Veja este texto: “Quando eu guardei silêncio, envelheceram os meus ossos pelo meu bramido em todo o dia. Porque de dia e de noite a tua mão pesava sobre mim; o meu humor se tornou em sequidão de estio. Confessei-te o meu pecado, e a minha maldade não encobri. Dizia eu: Confessarei ao Senhor as minhas transgressões; e tu perdoaste a maldade do meu pecado.” Salmos 32:3-5

Anúncios

, , , , , , , , ,

  1. Deixe um comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

  • ” Bem-aventurado aquele que lê, e os que ouvem as palavras desta profecia, e guardam as coisas que nela estão escritas; porque o tempo está próximo.” Apocalipse 1:3

  • “Não desprezeis as profecias; julgai todas as coisas, retende o que é bom.” 1 Tessalonicenses 5:20-21.

  • "Conservai-vos a vós mesmos no amor de Deus, esperando a misericórdia de nosso Senhor Jesus Cristo para a vida eterna.
    E apiedai-vos de alguns, usando de discernimento;
    E salvai alguns com temor, arrebatando-os do fogo, odiando até a túnica manchada da carne."
    Judas 1:21-23

%d blogueiros gostam disto: