COMENTÁRIO DA LIÇÃO 3 – DISCIPULADO E ORAÇÃO – (11 a 18 /01/2014)

Muitas pessoas pensam que pelas longas orações e campanhas conseguirão obter de Deus o que precisam. Elas imaginam que irão “impressionar” Deus com seus feitos:”veja Deus, quanto tempo passo orando de joelhos? Está vendo Senhor como nunca falto aos cultos de oração? Viu Senhor como sou fiel nos dízimos e ofertas? O Senhor percebeu quantos capítulos li da Bíblia hoje?”
Suas atitudes religiosas não conseguirão “comprar” o favor de Deus. Seu favor não está a venda. Somente aquele que se aproxima com fé da graça concedida prova do favor de Deus integralmente.

pray

VERSO ÁUREO: “E não rogo somente por estes, mas também por aqueles que pela tua palavra hão-de crer em mim; para que todos sejam um, como tu, ó Pai, o és em mim, e eu em ti; que também eles sejam um em nós, para que o mundo creia que tu me enviaste.” João 17:20-21

INTRODUÇÃO: Não existe verdadeiro discipulado cristão sem dedicação à oração diária à Jesus, nosso Criador e Mantenedor. A comunhão com o Mestre divino é essencial para que haja discipulado. A igreja de Jesus é responsável por receber e transmitir a luz do evangelho aos corações das pessoas. A oração que Jesus fez em João 17, pedindo a unidade, vai cumprir-se com o derramamento do Espírito Santo sobre a terra, através da chuva serôdia. Será derramada a Chuva Espiritual para que os filhos de Deus preguem, com todo o poder e força, e haverá uma farta colheita de almas para o reino de Jesus. Os filhos de Deus que hoje estiverem pedindo o Celeste Dom, O receberão.
A verdadeira unidade não é o ecumenismo como muitas confissões religiosas pretendem, mas sim a unidade dos filhos de Deus que são verdadeiros discípulos de Cristo por obedecer os 10 mandamentos da lei de Deus.

A oração na vida do discípulo de Jesus exerce algumas funções fundamentais:

1) A oração é uma forma de servirmos a Deus. Ver Lucas 2:36-30. Oramos porque Deus nos ordena que o façamos. Ver Filipenses 4:6-7

2) A oração é exemplificada por Cristo e pela igreja primitiva. Ver Marcos 1:35; Atos 1:14; 2:42; 3:1; 4:23-31; 6:4; 13:1-3. Se Jesus achava que valia a pena orar, também devemos achar.

3) Deus determinou a oração como meio para que pudéssemos obter Suas soluções em inúmeras situações: a) Preparação para grandes decisões. Ver Lucas 6:12-13.  b) Derrubar barreiras demoníacas na vida das pessoas. Ver Mateus 17:14-21. c) Ajuntamento de obreiros para a colheita espiritual. Ver Lucas 10:2. d) Obtenção de forças para vencer a tentação. Ver Mateus 26:41.  e) Um meio de fortalecer-nos e aos outros espiritualmente. Ver Efésios 6:18-19

4) Temos a promessa de Deus que nossas orações não são em vão, mesmo se não recebemos especificamente o que pedimos. Ver Mateus 6:6 e Romanos 8:26-27.

5) Deus prometeu que quando pedirmos por coisas que estejam de acordo com Sua vontade, Ele nos dará o que pedirmos. Ver I João 5:14-15.

DOMINGO (12 de janeiro) COMPAIXÃO PROVADA NO TEMPO – A lição de hoje fala-nos da grande compaixão de Deus em salvar, e da compaixão dos fiéis filhos de Deus; em orar, de forma intercessora, em favor da salvação de pessoas. O exemplo que temos para hoje é o de Daniel que, no final do exílio babilônico, orou a Deus pedindo a libertação dos cativos para retornaram à sua terra.

Veja partes da oração de Daniel: “E orei ao Senhor meu Deus, e confessei, e disse: Ah! Senhor! Deus grande e tremendo, que guardas a aliança e a misericórdia para com os que te amam e guardam os teus mandamentos; pecamos, e cometemos iniquidades, e procedemos impiamente, e fomos rebeldes, apartando-nos dos teus mandamentos e dos teus juízos; e não demos ouvidos aos teus servos, os profetas, que em teu nome falaram aos nossos reis, aos nossos príncipes, e a nossos pais, como também a todo o povo da terra.” Daniel 9:4-6 – “Ó Senhor, ouve; ó Senhor, perdoa; ó Senhor, atende-nos e age sem tardar; por amor de ti mesmo, ó Deus meu; porque a tua cidade e o teu povo são chamados pelo teu nome.” Daniel 9:19

Aqui vemos uma oração essencialmente de intercessão pelas pessoas e pelos dirigentes e responsáveis pelo povo de Israel, povo eleito de Deus. Nada consta de pecados que ele teria cometido e que tivessem resultado no exílio babilônico, contudo, quando Daniel ficou preocupado com o final dos 70 anos de exílio, e do retorno para Jerusalém, ele orou. E foi atendido. Sabemos, pelas profecias de Daniel e Apocalipse, que vivemos nos momentos finais da história do mundo.

O que é oração intercessora? É a ação de orar por outras pessoas. O papel de mediador em oração prevalecia no Velho Testamento. Temos o exemplo de Abraão, Moisés, Davi, Samuel, Ezequias, Elias, Jeremias, Ezequiel, Salomão e Daniel, exemplo da lição de hoje. No entanto, Cristo é retratado no Novo Testamento como o intercessor supremo; e por causa disso toda oração cristã torna-se intercessão, já que é oferecida à Deus através de Jesus Cristo. Jesus acabou com a distância que existia entre nós e Deus, quando morreu na cruz. Ele foi o mais importante mediador ou intercessor que já existiu. Por causa disso podemos agora interceder, em oração, a favor de pessoas salvas ou perdidas; pedindo a Deus que lhes conceda arrependimento de acordo com a Sua vontade.

O carácter de Deus é de justiça e um fundamento de Seu trono e a evidência de Seu amor, e Ele sempre esteve interessado em salvar a humanidade.
“E ouvi outro do altar, que dizia: Na verdade, ó Senhor Deus Todo-Poderoso, verdadeiros e justos são os teus juízos.” Apocalipse 16:7

SEGUNDA-FEIRA (13 de janeiro) TEMPO PARA ORAÇÃO – Todos sabem que orar é muito importante para a vida do discípulo de Cristo. A oração é conversar com Deus como se conversa com as pessoas. Quando oramos devemos pedir para a nossa vida pessoal; emocional, profissional, acadêmica, amizades, etc… Também devemos pedir em favor da família e para Deus manter a nossa fé nele. Como pecadores temos a necessidade de fortalecer a nossa alma em Deus. A lição de hoje menciona a necessidade que temos de reservar um tempo diário para a oração. Jesus orava diariamente, os apóstolos também oravam todos os dias e os profetas oravam várias vezes ao dia.

A lição de hoje traz alguns exemplos de oração de Jesus: “E logo ordenou Jesus que os seus discípulos entrassem no barco, e fossem adiante para o outro lado, enquanto despedia a multidão. E, despedida a multidão, subiu ao monte para orar, à parte. E, chegada já a tarde, estava ali só.” Mateus 14:22-23

“Então chegou Jesus com eles a um lugar chamado Getsêmani, e disse a seus discípulos: Assentai-vos aqui, enquanto vou além orar.” Mateus 26:36

“E, levantando-se de manhã, muito cedo, fazendo ainda escuro, saiu, e foi para um lugar deserto, e ali orava.” Marcos 1:35

“A sua fama, porém, se propagava ainda mais, e ajuntava-se muita gente para o ouvir e para ser por ele curada das suas enfermidades. Ele, porém, retirava-se para os desertos, e ali orava.” Lucas 5:15-16

Se Jesus orava tanto, nós devemos orar ainda mais, não é verdade? O que significa orar sem cessar? O comando de Paulo em Tessalonicenses 5:17: “Orai sem cessar” pode ser bastante confuso. Obviamente, não pode significar que devemos estar com uma postura de cabeças baixas e olhos fechados o dia todo. Paulo não está se referindo a falar sem parar, mas uma atitude de consciência da presença de Deus e de render a Ele tudo o que fazemos, o tempo todo. Todo momento que estamos acordados deve ser vivido com a consciência de que Deus está conosco e está ativamente envolvido em nossos pensamentos e ações. Embora devemos estar ligados diariamente com Deus, não podemos negligenciar os momentos a sós com Deus, como Jesus fazia.

A falta de oração vai fazer com que paremos de depender da graça de Deus e passemos a depender de nós mesmos. Orar sem cessar é, em essência, dependência da comunhão com o Pai.

TERÇA-FEIRA (14 de janeiro) ENSINO ETERNO – Que verdades os textos para hoje ensinam sobre Deus? “E, orando, não useis de vãs repetições, como os gentios, que pensam que por muito falarem serão ouvidos. Não vos assemelheis, pois, a eles; porque vosso Pai sabe o que vos é necessário, antes de vós lho pedirdes.” Mateus 6:7-8.

Leia Mateus 6:6. Por que é melhor orar em secreto?  (Evita o problema de orar, para ser ouvido por outras pessoas – e Deus nos recompensa.)
Este problema da oração em secreto se estende a outros aspectos do serviço da igreja – que as pessoas estão envolvidas para serem vistas? (Tenho observado que as pessoas, quando estão fazendo um pedido de oração, na igreja  , querem pregar. Pessoas que tem musica especial, querem pregar. Não importa qual a parte específica do serviço da igreja, alguns querem transformá-la em um mini-sermão. Por que isto?  Suspeito que isto tem a ver com glória pessoal.)

“Pedi, e dar-se-vos-á; buscai, e encontrareis; batei, e abrir-se-vos-á. Porque, aquele que pede, recebe; e, o que busca, encontra; e, ao que bate, abrir-se-lhe-á. E qual dentre vós é o homem que, pedindo-lhe pão o seu filho, lhe dará uma pedra? E, pedindo-lhe peixe, lhe dará uma serpente? Se vós, pois, sendo maus, sabeis dar boas coisas aos vossos filhos, quanto mais vosso Pai, que está nos céus, dará bens aos que lhe pedirem?” Mateus 7:7-11

“Também vos digo que, se dois de vós concordarem na terra acerca de qualquer coisa que pedirem, isso lhes será feito por meu Pai, que está nos céus. Porque, onde estiverem dois ou três reunidos em meu nome, aí estou eu no meio deles.” Mateus 18:19-20.

Por que orar se Deus já está no perfeito controle de tudo? Por que orar se Deus sabe o que vamos pedir antes que o façamos? A oração é uma forma do discípulo manter contato com o Mestre e servi-lo. Ver Lucas 2:36-38. Oramos porque Deus ordena-nos que o façamos para o nosso desenvolvimento espiritual. Ver Filipenses 4:6-7. Deus determinou a oração como meio para que pudéssemos obter Suas soluções em inúmeras situações: 1) Preparação para grandes decisões. Ver Lucas 6:12-13. 2) Derrubar barreiras demoníacas na vida das pessoas. Ver Mateus 17:14-21. 3) Obtenção de forças para vencer a tentação. Ver Mateus 26:41. 4) Para fortalecer-nos e aos outros espiritualmente. Ver Efésios 6:18-19.

Em situações para as quais não sabemos especificamente qual a vontade de Deus, a oração é o meio de discerni-la. Se Pedro não tivesse pedido a Jesus para chamá-lo para fora do barco até a água, teria perdido tal experiência. Ver Mateus 14:28-29. Se a mulher Síria, cuja filha estava influenciada pelo demônio, não tivesse orado a Cristo, sua filha não teria sido restabelecida. Ver Marcos 7:26-30. Se o homem cego, fora de Jerico, não tivesse clamado a Cristo ele teria continuado cego. Lucas 18:35-43. Deus disse que muitas vezes não recebemos porque não pedimos. Tiago 4:2. A falta de oração demonstra a falta de fé e a falta de confiança na Palavra de Deus. Nós oramos para demonstrar nossa fé em Deus, que Ele fará assim como prometeu em Sua Palavra, e que abençoará nossas vidas abundantemente mais do que podemos pedir ou esperar. Ver Efésios 3:20.

Deus é eterno e, desde sempre, esteve e está disposto em ouvir e atender as orações dos Seus filhos penitentes.

QUARTA-FEIRA (15 de janeiro) COMPAIXÃO ETERNA – O título de hoje leva-me para os seguintes textos bíblicos: “Há muito que o Senhor me apareceu, dizendo: Porquanto com amor eterno te amei, por isso com benignidade te atraí.” Jeremias 31:3

“As misericórdias do Senhor são a causa de não sermos consumidos, porque as suas misericórdias não têm fim; novas são cada manhã; grande é a tua fidelidade.” Lamentações 3:22-23.

É curioso como o Deus do Velho Testamento fala de amor e misericórdia! Ele não fala só de guerras e destruição. Alguns têm a tendência de denegrir Deus e de enaltecer Jesus; dizendo que no Novo Testamento Jesus falou de salvação, enquanto que o Pai foi mau. A grande verdade é que o carácter da Divindade é uma mistura equilibrada de amor, justiça e uma pitada de juízo e condenação. Jesus, quando aqui esteve, demonstrou o grande amor de Deus na prática. Ele visitava as pessoas nos lares e resolvia os seus problemas, além de exercer o seu ministério público.

Para que o homem pudesse compreender o grande amor de Deus, Jesus veio e viveu no meio da humanidade para experimentar as suas dores e sofrimentos. Deus não precisava viver como Homem para compreender as mazelas da humanidade; mas, para que o homem acreditasse nele, Ele veio e cumpriu a Sua missão. O ato de vir e morrer por nós mostra a Sua eterna compaixão. Veja este texto: “Visto que temos um grande Sumo-Sacerdote, Jesus, Filho de Deus, que penetrou nos céus, retenhamos firmemente a nossa confissão. Porque não temos um Sumo-Sacerdote que não possa compadecer-se das nossas fraquezas; porém, um que, como nós, em tudo foi tentado, mas sem pecado.” Hebreus 4:14-15.

Deus, na sua eterna compaixão tomou todas as providências para cuidar de nós nos mínimos detalhes: Veja estes textos:

“Disse também o Senhor: Simão, Simão, eis que Satanás vos pediu para vos cirandar como trigo; mas eu roguei por ti, para que a tua fé não desfaleça; e tu, quando te converteres, confirma teus irmãos.” Lucas 22:31-32.

“Por isso convinha que em tudo fosse semelhante aos irmãos, para ser misericordioso e fiel Sumo- Sacerdote naquilo que é de Deus, para expiar os pecados do povo.” Hebreus 2:17

“Ora, àquele que é poderoso para fazer tudo muito mais abundantemente além daquilo que pedimos ou pensamos, segundo o poder que em nós opera.” Efésios 3:20

“Não veio sobre vós tentação, senão humana; mas fiel é Deus, que não vos deixará tentar acima do que podeis, antes com a tentação dará também o escape, para que a possais suportar.” I Coríntios 10:13. Que maravilha de amor!

QUINTA-FEIRA (16 de janeiro) COMPAIXÃO REPRODUZIDA EM TODOS OS TEMPOS – A lição de hoje propõe que as pessoas, que são alvo da compaixão de Deus, reproduzem essa compaixão às outras pessoas. Em um copo cheio de água; quando colocam mais uma gota, ele transborda. Assim é a vida do discípulo de Cristo. O verdadeiro cristianismo não é exclusivista, egoísta e não é a religião do sofá quentinho e macio.

Como a oração, na igreja primitiva, exerceu uma parte importante na realização da missão? Veja os textos propostos para o estudo de hoje: “E, entrando, subiram ao cenáculo, onde habitavam Pedro e Tiago, João e André, Filipe e Tomé, Bartolomeu e Mateus, Tiago, filho de Alfeu, Simão, o Zelote, e Judas, irmão de Tiago. Todos estes perseveravam unanimemente em oração e súplicas, com as mulheres, e Maria mãe de Jesus, e com seus irmãos.” Atos 1:13-14

“Está alguém entre vós aflito? Ore. Está alguém contente? Cante louvores. Está alguém entre vós doente? Chame os presbíteros da igreja, e orem sobre ele, ungindo-o com azeite em nome do Senhor; e a oração da fé salvará o doente, e o Senhor o levantará; e, se houver cometido pecados, ser-lhe-ão perdoados. Confessai as vossas culpas uns aos outros, e orai uns pelos outros, para que sareis. A oração feita por um justo pode muito em seus efeitos.” Tiago 5:13-16

“Se alguém vir pecar seu irmão, pecado que não é para morte, orará, e Deus dará a vida àqueles que não pecarem para morte. Há pecado para morte, e por esse não digo que ore.” I João 5:16

“Mas vós, amados, edificando-vos a vós mesmos sobre a vossa santíssima fé, orando no Espírito Santo, conservai-vos a vós mesmos no amor de Deus, esperando a misericórdia de nosso Senhor Jesus Cristo para a vida eterna. E apiedai-vos de alguns, usando de discernimento.” Judas 1:20-22

Os cristãos primitivos oravam bastante. Eles oravam pela unidade, e assim se tornaram muito unidos. Oravam pelos missionários. Oravam ao consagrar um pregador e um missionário, oravam nas despedidas e nas chegadas. A grande verdade é que, nos dias de hoje, corre-se muito atrás das coisas materiais e corremos o risco de não reservar nenhum tempo para a oração particular. Hoje o trabalho, estudos, amizades, viagens, redes sociais, jogos eletrônicos, TV e até o trabalho para Deus, que são coisas boas, estão tirando do crente a vontade de orar, como Jesus e os apóstolos faziam.

O que acontece com as pessoas que não oram? Logo perdem o interesse pelo próximo, pela igreja e adotam uma religião distante, indiferente e fria. Que Deus tenha misericórdia de nós e nos dê forças para orarmos e mantermos, não só a visão da oração mas também, a prática da mesma e de boas obras. Amém?

SEXTA-FEIRA (17 de janeiro) LEITURA ADICIONAL DA LIÇÃO – A falta de oração demonstra a falta de fé e a falta de confiança na Palavra de Deus. Nós oramos para demonstrar nossa fé em Deus, que Ele fará assim como prometeu em Sua Palavra, e que abençoará nossas vidas abundantemente mais do que podemos pedir ou esperar. Ver Efésios 3:20. A oração é o nosso primeiro recurso de ver a obra de Deus na vida de outros. Por ser nosso meio de nos ligarmos ao poder de Deus como se nos ligássemos em uma tomada, é nosso meio de derrotar nosso inimigo e seu exército; que, por nós mesmos, não teríamos forças para vencer. É por isto que temos a necessidade de estar perante o trono de Deus em oração. Temos a Sua promessa de que “A oração feita por um justo pode muito em seus efeitos” Tiago 5:16-18.

A oração deve motivar à acão missionária. Veja este texto: “ Aquele que não faz nada senão orar, ou em breve deixará de o fazer ou as suas orações se tornarão rotineiras e formais….As suas orações tornam-se pessoais e egoístas. Já não pedem a Deus a força necessária para trabalhar para o bem da humanidade e para a edificação do reino de Cristo.” Aos pés de Cristo, 101

Veja estes outros textos também inspirados: “Irmãos, orai no lar, em família, de noite e de manhã; orai fervorosamente em vosso retiro; e enquanto empenhados em vosso labor diário, erguei a alma a Deus em oração. Foi assim que Enoque andou com Deus.” Lar Adventista, 213

“Eles [Daniel e seus companheiros] tiveram todo o cuidado em conservar-se em contato com Deus. Oravam e estudavam, e introduziam na vida prática um espírito estrito e conscienciosamente humilde. Andavam com Deus, como Enoque andou.” Medicina e Salvação, 276

Anúncios

, , , , , , , , ,

  1. Deixe um comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

  • ” Bem-aventurado aquele que lê, e os que ouvem as palavras desta profecia, e guardam as coisas que nela estão escritas; porque o tempo está próximo.” Apocalipse 1:3

  • “Não desprezeis as profecias; julgai todas as coisas, retende o que é bom.” 1 Tessalonicenses 5:20-21.

  • "Conservai-vos a vós mesmos no amor de Deus, esperando a misericórdia de nosso Senhor Jesus Cristo para a vida eterna.
    E apiedai-vos de alguns, usando de discernimento;
    E salvai alguns com temor, arrebatando-os do fogo, odiando até a túnica manchada da carne."
    Judas 1:21-23

%d blogueiros gostam disto: