O REAVIVAMENTO PROMETIDO: A MISSÃO DE DEUS CONCLUÍDA – COMENTÁRIOS À LIÇÃO 13 (21 A 28/09/2013)

“Pedi ao SENHOR chuva no tempo da chuva serôdia, sim, ao SENHOR que faz relâmpagos; e lhes dará chuvas abundantes, e a cada um erva no campo.
Porque os ídolos têm falado vaidade, e os adivinhos têm visto mentira, e contam sonhos falsos; com vaidade consolam, por isso seguem o seu caminho como ovelhas; estão aflitos, porque não há pastor.”
Zacarias 10:1,2

The_Last_Judgement._Jean_Cousin(Detalhe)

VERSO ÁUREO: “Sede, pois, irmãos, pacientes, até à vinda do Senhor. Eis que o lavrador aguarda com paciência o precioso fruto da terra, até receber as primeiras e as últimas chuvas. Sede vós também pacientes e fortalecei o vosso coração, pois a vinda do Senhor está próxima.” Tiago 5:7 e 8.

INTRODUÇÃO: O evangelismo é um trabalho para todos os cristãos e em todo o mundo. A Bíblia diz em Mateus 28:19-20: “Portanto ide, fazei discípulos de todas as nações, batizando-os em nome do Pai, e do Filho, e do Espírito Santo; ensinando-os a observar todas as coisas que eu vos tenho mandado; e eis que eu estou convosco todos os dias, até a consumação dos séculos.” Partilhar Jesus Cristo com outros deve ser parte do nosso estilo de vida. A Bíblia diz em Colossenses 1:26-29: “O mistério que esteve oculto dos séculos, e das gerações; mas agora foi manifesto aos seus santos, a quem Deus quis fazer conhecer quais são as riquezas da glória deste mistério entre os gentios, que é Cristo em vós, a esperança da glória; o qual nós anunciamos, admoestando a todo homem, e ensinando a todo homem em toda a sabedoria, para que apresentemos todo homem perfeito em Cristo; para isso também trabalho, lutando segundo a sua eficácia, que opera em mim poderosamente.” As boas novas devem ser pregadas em toda a parte antes de Jesus voltar. A Bíblia diz em Mateus 24:14: “E este evangelho do reino será pregado no mundo inteiro, em testemunho a todas as nações, e então virá o fim.””

Todas as igrejas cristãs contribuem para a pregação do evangelho. Hoje, graças a Deus, todos os países do mundo têm a presença de cristãos, embora a bíblia e a pregação aberta sejam proibidas em alguns deles. Os Adventistas do Sétimo Dia não são os únicos a pregar o evangelho de Cristo. As igrejas Católica, Ortodoxa, Anglicana, Evangélicas tradicionais e Pentecostais também realizam campanhas de evangelismo, ao redor do mundo, levando o amor de Cristo aos corações de muitas pessoas.
A diferença entre a igreja Adventista e as outras está em, especialmente, três doutrinas distintas:
A) O santuário celestial, relacionado especialmente, com o juízo de investigação.
B) O 4º mandamento que requer a santificação do sábado e,
C)
A compreensão correta do estado do ser humano na morte, que é de inconsciência. Cabe aos Adventistas do 7º Dia a responsabilidade de anunciar à todos, de forma mais enfática, estes três temas de muita importância, pois o evangelho deve ser compreendido na sua plenitude e não pela metade.

Necessitamos do poder do Espírito Santo para terminar a obra e podermos ver Jesus voltando nas nuvens dos Céus. É bom lembrar também que o trabalho em massa, da pregação, não exclui o trabalho pessoal de cada crente. Portanto, todos nós devemos estar envolvidos nas campanhas de evangelismo da igreja, nas várias frentes de trabalho: estudos bíblicos, distribuição de literaturas, convites e séries de evangelização desenvolvidas.

Qual deve ser a nossa parte à realizar hoje? Veja estes textos: “Esta obra será semelhante a do dia de Pentecoste. Assim como a chuva temporã foi dada, no derramamento do Espírito Santo no início do evangelho, para efetuar a germinação da preciosa semente, a chuva serôdia será dada em seu final para o amadurecimento da seara.” O Grande Conflito, 611.

“Cumpre-nos remediar os defeitos de caráter, purificar de toda a contaminação o templo da alma. Então a chuva serôdia cairá sobre nós, como caiu a temporã sobre os discípulos no dia de Pentecoste.” Test. Seletos, vol. 2, 69.

“A chuva serôdia virá, e a bênção de Deus encherá toda alma que estiver purificada de toda contaminação. É nossa obra hoje entregar nossa alma a Cristo, para estarmos preparados para o tempo de refrigério pela presença do Senhor, preparados para o batismo do Espírito Santo.” Mensagens Escolhidas, vol. 1, 191.

DOMINGO (22 de setembro) O PODER PROMETIDO – A missão de pregar o evangelho, à todo o mundo, é acompanhada de uma grande promessa. Que promessa é essa? “E, chegando-se Jesus, falou-lhes, dizendo: É-me dado todo o poder no céu e na terra. Portanto ide, fazei discípulos de todas as nações, batizando-os em nome do Pai, e do Filho, e do Espírito Santo; ensinando-os a guardar todas as coisas que eu vos tenho mandado; e eis que eu estou convosco todos os dias, até a consumação dos séculos. Amém.” Mateus 28:18-20

A presença de Jesus com a Sua igreja até o tempo do fim é a grande promessa. A pregação irá à toda nação, tribo, língua e povo. Agora é o tempo do reavivamento e reforma. Devemos ceder-nos à vontade de Deus para sermos transformados e reavivados. O seguinte texto apela-nos para esta realidade: “Todo obreiro deve provar suas próprias habilitações pela Palavra de Deus. Têm os homens que lidam com coisas sagradas claro entendimento, correta percepção das coisas de interesse eterno? Consentirão em ceder à atuação do Espírito Santo? Ou permitem a si mesmos serem controlados por suas próprias tendências hereditárias e cultivadas? A todos convém examinar-se para ver se estão na fé.” Testemunhos Para Ministros e Obreiros Evangélicos, 259

Em Atos 1:8 encontramos a promessa da descida do Espírito Santo para a pregação do evangelho, logo na época de Cristo, e em Colossenses 1:23 fala-nos do cumprimento desta promessa, a nível mundial já naquela época: “Se, na verdade, permanecerdes fundados e firmes na fé, e não vos moverdes da esperança do evangelho que tendes ouvido, o qual foi pregado a toda criatura que há debaixo do céu, e do qual eu, Paulo, estou feito ministro.” Colossenses 1:23

Se o poder prometido foi dado nos dias dos apóstolos, também será concedido à igreja de Deus nos últimos dias. Veja estes textos: “Vi anjos, no Céu, indo apressadamente de um lado para outro, descendo à Terra, e ascendendo de novo ao Céu, preparando-se para a realização de algum acontecimento importante. Vi então outro poderoso anjo comissionado para descer à Terra, a fim de unir sua voz com o terceiro anjo, e dar poder e força à sua mensagem. Grande poder e glória foram comunicados ao anjo, e, descendo ele, a Terra foi iluminada com sua glória. A luz que acompanhava este anjo penetrou por toda parte, ao clamar ele poderosamente, com grande voz: “Caiu! Caiu a grande Babilônia e se tornou morada de demônios, e abrigo de todo espírito imundo, e refúgio de toda ave imunda e aborrecível!” Apoc. 18:2.” Primeiros Escritos, 277

“A grande obra do evangelho não deverá encerrar-se com menor manifestação do poder de Deus do que a que assinalou o seu início. As profecias que se cumpriram no derramamento da chuva temporã no início do evangelho, devem novamente cumprir-se na chuva serôdia, no final do mesmo.” Eventos Finais, 203.

SEGUNDA-FEIRA (23 de setembro) A CHUVA TEMPORÃ E A CHUVA SERÔDIA – O Espírito Santo é descrito através de vários símbolos: Os símbolos bíblicos do Espírito Santo são a água, o fogo, o vento, o óleo e a pomba. A água é símbolo em todas as culturas antigas de purificação, renascimento e fecundidade. A criação está marcada por este símbolo, já que “o Espírito pairava sobre as águas.” Gn 1, 2.

João Batista batizava com o batismo do arrependimento na água do Jordão, que preparava a igreja para a chegado do Messias. E ainda hoje os discípulos do Messias utilizam a água para realizar o Batismo. Veja estes textos sugeridos para hoje: “Porque derramarei água sobre o sedento, e rios sobre a terra seca; derramarei o meu Espírito sobre a tua posteridade, e a minha bênção sobre os teus descendentes.” Isaías 44:3

“E vós, filhos de Sião, regozijai-vos e alegrai-vos no Senhor vosso Deus, porque ele vos dará em justa medida a chuva temporã; fará descer a chuva no primeiro mês, a temporã e a serôdia. E as eiras se encherão de trigo, e os lagares trasbordarão de mosto e de azeite.” Joel 2:23-24

“E há-de ser que, depois derramarei o meu Espírito sobre toda a carne, e vossos filhos e vossas filhas profetizarão, os vossos velhos terão sonhos, os vossos jovens terão visões. E também sobre os servos e sobre as servas naqueles dias derramarei o meu Espírito. E mostrarei prodígios no céu, e na terra, sangue e fogo, e colunas de fumaça. O sol se converterá em trevas, e a lua em sangue, antes que venha o grande e terrível dia do Senhor. E há-de ser que todo aquele que invocar o nome do Senhor será salvo; porque no monte Sião e em Jerusalém haverá livramento, assim como disse o Senhor, e entre os sobreviventes, aqueles que o Senhor chamar.” Joel 2:28-32

“Sede pois, irmãos, pacientes até à vinda do Senhor. Eis que o lavrador espera o precioso fruto da terra, aguardando-o com paciência, até que receba a chuva temporã e serôdia. Sede vós também pacientes, fortalecei os vossos corações; porque já a vinda do Senhor está próxima.” Tiago 5:7-8

A chuva temporã, fora de época como o próprio nome mostra, ocorria antes da temporada chuvosa normal. Ela preparava o solo para a semeadura, deixando-o úmido e mais fofo, bem apropriado ao manuseio. Em analogia ao aspecto espiritual, a chuva temporã simboliza o primeiro derramamento do Espírito Santo no pentecostes, que preparou o mundo para a semeadura do Evangelho. Também representa a época em que alguém aceita a Jesus Cristo como seu Senhor e Salvador; prepara nosso espírito para que brote em nossa vida a semente da verdade e obediência. Só que esta semente precisa ser cuidada, cultivada diariamente.

A chuva serôdia acontecia tardiamente, como evidencia o termo. Vinha depois da estação chuvosa normal, de forma mais suave, porém abundante. Preparava a cultura para a colheita, pois sua suavidade possibilitava um solo perfeitamente hidratado, abastecendo as plantas, fazendo com que seus frutos, folhas e grãos ganhassem ainda mais volume, amadurecessem, e fossem colhidos com mais qualidade e fartura. Espiritualmente, representa o derramamento final do Espírito, ainda por vir antes da volta de Cristo, como prometida em Joel 2:23

Veja este texto: “E fará descer a chuva, a temporã e a serôdia.” No Oriente a chuva temporã cai no tempo da semeadura. Ela é necessária, para que a semente possa germinar. Sob a influência de fertilizantes aguaceiros, brota o tenro rebento. Caindo perto do fim da estação, a chuva serôdia amadurece o grão, e o prepara para a foice. O Senhor utiliza esses elementos da natureza para representar a obra do Espírito Santo (Zac. 10:1; Osé. 6:3; Joel 2:23 e 28). “A chuva serôdia, amadurecendo a seara da Terra, representa a graça espiritual que prepara a igreja para a vinda do Filho do homem.” Eventos Finais, 183.

TERÇA-FEIRA (24 de setembro) PRÉ-REQUISITOS DA CHUVA SERÔDIA – O que é necessário acontecer na vida daqueles que receberão a chuva serôdia e o selo de Deus? O que os textos bíblicos para hoje falam sobre a preparação necessária e atitudes para recebermos a plenitude do Espírito Santo?

“Desde então começou Jesus a pregar, e a dizer: Arrependei-vos, porque é chegado o reino dos céus.” Mateus 4:17

“Todos estes perseveravam unanimemente em oração e súplicas, com as mulheres, e Maria mãe de Jesus, e com seus irmãos.” Atos 1:14

“O espírito é o que vivifica, a carne para nada aproveita; as palavras que eu vos digo são espírito e vida.” João 6:63

“E, chamando-os, disseram-lhes que absolutamente não falassem, nem ensinassem, no nome de Jesus. Respondendo, porém, Pedro e João, lhes disseram: Julgai vós se é justo, diante de Deus, ouvir-vos antes a vós do que a Deus; porque não podemos deixar de falar do que temos visto e ouvido.” Atos 4:18-20.

Quais são as condições básicas para recebermos a chuva serôdia?
1) Sentir a necessidade do Espírito Santo e orar por Ele.
2) Experimentar primeiro a chuva temporã que é a confissão e o arrependimento, perdão, abandono do pecado e completa consagração à Deus. É o reavivamento e reforma espiritual necessário.
3) Estar disposto a ser usado e guiado pelo Espírito Santo.
4) Eliminar as dissensões existentes entre nós, irmãos e outras pessoas.
5) Despojar-se do “eu” e dos pecados secretos e dos abertos e acariciados.

Qual é a consequência natural da renovação espiritual na nossa vida? É uma vida comprometida com Deus e com as pessoas. Quando nascemos de novo sentimos o desejo de pregar o evangelho. Veja estes textos. “Então eles, vendo a ousadia de Pedro e João, e informados de que eram homens sem letras e indoutos, maravilharam-se e reconheceram que eles haviam estado com Jesus.” Atos 4:13

“Porque não podemos deixar de falar do que temos visto e ouvido.” Atos 4:20

“Todo verdadeiro discípulo nasce no reino de Deus como missionário. Aquele que bebe da água viva faz-se fonte de vida. O depositário torna-se doador. A graça de Cristo na alma é uma vertente no deserto, fluindo para refrigério de todos e tornando ansiosos de beber da água da vida os que estão prestes a perecer.” O Desejado de Todas as Nações, 195.

O Espirito Santo será concedido para que seja completada a obra da pregação do evangelho pelo mundo todo e Jesus possa voltar. Já fazemos parte do exército de Cristo na pregação do evangelho?

QUARTA-FEIRA (25 de setembro) O BATISMO DE FOGO – Em que sentido o Espírito Santo é como um fogo? A Bíblia descreve Deus como “um fogo consumidor.” Ver Hebreus 12:29. Então não é surpreendente que o fogo apareça frequentemente como um símbolo da presença de Deus. Exemplos incluem a sarça ardente. Êxodo 3:2-4, a glória Shekinah. Êxodo 14:19 e Números 9:14-15 e a visão de Ezequiel: ” E vi-a como a cor de âmbar, como a aparência do fogo pelo interior dele ao redor, desde o aspecto dos seus lombos, e daí para cima; e, desde o aspecto dos seus lombos e daí para baixo, vi como a semelhança de fogo, e um resplendor ao redor dele.”(Ezequiel 1:27)

O fogo tem muitas vezes sido um instrumento do julgamento de Deus. Números 11:1, 3; II Reis 1:10, 12 e um sinal do Seu poder. Ver Juízes 13:20 e I Reis 18:38.

O fogo é uma figura maravilhosa da obra do Espírito Santo. O Espírito é como um fogo em pelo menos três maneiras: Ele traz a presença de Deus, a paixão de Deus e a pureza de Deus. O Espírito Santo é a presença de Deus por habitar no coração do crente. Ver Romanos 8:9. No Antigo Testamento, Deus mostrou a Sua presença aos israelitas quando inundou o tabernáculo com fogo. Ver Números 9:14-15. Esta presença ardente fornecia luz e orientação. Ver Números 9:17-23. O Espírito Santo cria a paixão de Deus em nossos corações. Depois que os dois discípulos viajantes conversaram com o Jesus ressurreto, eles descreveram seus corações como “ardendo dentro de nós.” Lucas 24:32. Depois que os apóstolos receberam o Espírito, no Pentecostes, eles passaram a ter uma paixão que durou uma vida e os impeliu à proclamar a palavra de Deus com ousadia. Ver Atos 4:31.O Espírito Santo produz a pureza de Deus em nossas vidas. O propósito de Deus é de purificar-nos. Ver Tito 2:14, e o Espírito é o agente da nossa santificação. Ver I Coríntios 6:11. Como o artesão usa o fogo para limpar as impurezas do metal precioso, assim também Deus usa o Espírito para remover os nossos pecados. Ver Salmo 66:10 e Provérbios 17:3. O Seu fogo limpa e refina.

O que significa ser batizado com fogo? A água e o fogo são descritos na Bíblia como elementos purificadores: “Toda a coisa que pode resistir ao fogo, fareis passar pelo fogo, para que fique limpa, todavia se purificará com a água da purificação; mas tudo que não pode resistir ao fogo, fareis passar pela água.” Núm 31.23. Ver também Mal 3.1-3

João Batista foi o primeiro a fazer menção do Espírito Santo. Ele disse: “E eu, em verdade, vos batizo com água, para o arrependimento; mas aquele que vem após mim é mais poderoso do que eu; cujas alparcas não sou digno de levar; ele vos batizará com o Espírito Santo, e com fogo.” Mateus 3:11

Jesus também disse à Nicodemos que para ser salvo era necessário nascer de novo, o que significava nascer tanto da água como também do Espírito Santo: “Jesus respondeu: Na verdade, na verdade te digo que aquele que não nascer da água e do Espírito, não pode entrar no reino de Deus.” João 3:5.

Os rituais levíticos mostram muito zelo pela purificação de tudo o que era consagrado ao Senhor. Ver Lev 8:10 e 11. Os elementos do fogo e da água estavam presentes no ritual de consagração do tabernáculo. Deus usa a necessidade do batismo com fogo para representar a purificação dos pecados que somente o Espírito Santo pode promover. Quem é batizado com o fogo imerge na presença gloriosa de Deus e, a partir dai, vive em santidade.

Em atos 19 menciona algumas pessoas que tinham sido baptizadas apenas com a água, pois nunca tinham ouvido falar do Espírito Santo, então Paulo as rebatizou. Ver Atos 19: 1-5.

O batismo com o Espírito Santo não tem nada a ver com o barulho que se ouve e com aquilo que se vê em igrejas cristãs carismáticas e pentecostais. Mesmo porque para uma pessoa receber o Espírito Santo “verdadeiro” é necessário obedecer aos 10 mandamentos de Deus, incluindo; a não adoração através de imagens e ídolos e a obediência ao mandamento do sábado. Veja estes textos: “E nós somos testemunhas acerca destas palavras, nós e também o Espírito Santo, que Deus deu àqueles que lhe obedecem.” Atos 5:32

“O Espírito de Deus consumirá o pecado em todos quantos se submeterem a Seu poder. Se os homens, porém, se apegarem ao pecado, ficarão com ele identificados. Então a glória de Deus, que destrói o pecado, tem que destruí-los. Depois de sua noite de luta com o anjo, Jacó exclamou: “Tenho visto a Deus face a face e a minha alma foi salva.” Gên. 32:30. O Desejado de Todas as Nações, 107

QUINTA-FEIRA (26 de setembro) O FINAL DO GRANDE CONFLITO – Durante todo este trimestre estudamos sobre o reavivamento e a reforma espirituais, e estamos três meses mais próximos da volta de Cristo. Resta-me perguntar-lhe: Após este trimestre, sente-se mais próximo de Cristo e comprometido com o Seu reino? Tem sentido e notado algumas mudanças, para melhor, na sua vida espiritual?

Ainda estamos na batalha espiritual e os fiéis filhos de Deus passarão por severas provações; não só àquelas relacionadas com o nosso dia-a-dia como; desemprego, separações, saudades, acidentes, catástrofes, doenças e mortes; mas também com os problemas decorrentes, depois do decreto dominical, como; perseguição, tempo de angústia e pragas que cairão antes de Jesus voltar. Veja este texto: “E o dragão irou-se contra a mulher, e foi fazer guerra ao remanescente da sua semente, os que guardam os mandamentos de Deus, e têm o testemunho de Jesus Cristo.” Apocalipse 12:17

Quais são os segredos para o sucesso nesta batalha espiritual? 1) Confiemos no poder de Deus e não em nós próprios. 2) Repreendamos Satanás, em o nome de Jesus, não em nossa própria força. 3) Devemos proteger-nos com a completa armadura de Deus. Ver Efésios 6. 4) Engajemos na guerra com a espada do Espírito: a Palavra de Deus. 5) Devemos lembrar de que, mesmo estando na batalha espiritual contra Satanás e seus demônios, nem todo o pecado ou problema é um demônio que deva ser repreendido. “Mas em todas estas coisas somos mais do que vencedores, por aquele que nos amou.” Romanos 8:37.

Veja estas lindas promessas de auxílios divinos nas tribulações finais: “Estes combaterão contra o Cordeiro, e o Cordeiro os vencerá, porque é o Senhor dos senhores e o Rei dos reis; vencerão os que estão com ele, chamados, e eleitos, e fiéis.” Apocalipse 17:14

“E vi a besta, e os reis da terra, e os seus exércitos reunidos, para fazerem guerra àquele que estava assentado sobre o cavalo, e ao seu exército. E a besta foi presa, e com ela o falso profeta, que diante dela fizera os sinais, com que enganou os que receberam o sinal da besta, e adoraram a sua imagem. Estes dois foram lançados vivos no lago de fogo que arde com enxofre.” Apocalipse 19:19-20.

Deus é perfeito e deseja ver o universo, criado por Ele, em perfeita ordem. Após a queda de Lúcifer e, da consequente queda dos nossos pais, o planeta entrou em colapso social, moral e espiritual. Jesus, na plenitude dos tempos, veio e morreu para resgatar a humanidade. Após a Sua volta o universo, outra vez e para sempre, estará em harmonia e viveremos em eterna paz.Temas estas promessas: “Que pensais vós contra o Senhor? Ele mesmo vos consumirá de todo; não se levantará por duas vezes a angústia.” Naum 1:9

“E ali nunca mais haverá maldição contra alguém; e nela estará o trono de Deus e do Cordeiro, e os seus servos o servirão.” Apocalipse 22:3

Onde pretende passar a eternidade?

SEXTA-FEIRA (27 de setembro) ESTUDO ADICIONAL – Quais são os propósitos porque existe a igreja de Cristo?
1) Para a adoração a Deus: “Mas a hora vem, e agora é, em que os verdadeiros adoradores adorarão o Pai em espírito e em verdade; porque o Pai procura a tais que assim o adorem.” João 4:23. Este propósito é ETERNO, mesmo após a volta de Jesus continuaremos a ser uma igreja em adoração e comunhão com Deus.

2) Para manter comunhão uns com os outros: “Mas, se andarmos na luz, como ele na luz está, temos comunhão uns com os outros, e o sangue de Jesus Cristo, seu Filho, nos purifica de todo o pecado.” I João 1:7. Esse propósito leva-nos ao princípio da criação: “não é bom que o homem esteja só” “Enchei e multiplicai” A família cristã é convidada para congregar; para a oração e o conforto espiritual.  O Senhor Jesus Cristo disse: Marcos 12:31 “E mandamento é este: Amarás ao teu próximo como a ti mesmo.” Quando conseguimos cumprir o segundo propósito da igreja, o terceiro passa a ser uma tarefa alegre que é amar os perdidos e preocupar-se com a salvação deles. Isso alegra o coração de Deus.

3) Para fazer discípulos: “Portanto ide, fazei discípulos de todas as nações, batizando-os em nome do Pai, e do Filho, e do Espírito Santo; ensinando-os a guardar todas as coisas que eu vos tenho mandado; e eis que eu estou convosco todos os dias, até a consumação dos séculos. Amém.” Mateus 28:19-20. Antes de você sair para evangelizar, você deve fazer as seguintes perguntas: Como era minha vida antes de conhecer Jesus? Como percebi que precisava de Jesus? Como comprometi minha vida com Cristo? Que diferença faz Jesus em minha vida? A mensagem da cruz não pode ser teológica, nem tão pouco deve ser misturada com teses pessoais ou com opiniões próprias; e, sim, deve conter, a mensagem da cruz.Você também deve dar um bom testemunho na vida, e deve contar do seu testemunho: conte a história de como você iniciou o seu relacionamento com Cristo e as lições de vida que Deus lhe ensinou. Encontre amigos e famílias com quem estudar a Bíblia. Convide pessoas para assistir aos programas da sua igreja. Participe da evangelização!

Veja estes textos: “Se nos humilhássemos perante Deus, e fôssemos bondosos e corteses e compassivos e piedosos, haveria uma centena de conversões, à verdade, onde agora há apenas uma. Mas, professando ser convertidos, levamos vida de egoísmo que consideramos excessivamente preciosa para ser abandonada. É nosso privilégio depositar esse fardo aos pés de Jesu, assumindo em Seu lugar o caráter e semelhança de Cristo. O Salvador está esperando que assim procedamos.” Testemunhos Para a Igreja, v.9, 189, 190.

“O grande conflito terminou, pecado e pecadores não mais existem. O universo inteiro está purificado. Desde o minúsculo átomo até o maior dos mundos, todas as coisas, animadas e inanimadas, em sua serena beleza e perfeito gozo, declaram que Deus é amor.” O Grande conflito, 684

Anúncios

, , , , , , , , , , ,

  1. Deixe um comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

  • ” Bem-aventurado aquele que lê, e os que ouvem as palavras desta profecia, e guardam as coisas que nela estão escritas; porque o tempo está próximo.” Apocalipse 1:3

  • “Não desprezeis as profecias; julgai todas as coisas, retende o que é bom.” 1 Tessalonicenses 5:20-21.

  • "Conservai-vos a vós mesmos no amor de Deus, esperando a misericórdia de nosso Senhor Jesus Cristo para a vida eterna.
    E apiedai-vos de alguns, usando de discernimento;
    E salvai alguns com temor, arrebatando-os do fogo, odiando até a túnica manchada da carne."
    Judas 1:21-23

%d blogueiros gostam disto: