TESTEMUNHO E SERVIÇO: O FRUTO DO REAVIVAMENTO – COMENTÁRIOS DA LIÇÃO 4 – (20 a 27/07/2013)

“Pois todos os que são guiados pelo Espírito de Deus, esses são filhos de Deus.”
Romanos 8:14

crux

VERSO ÁUREO: “Mas recebereis poder, ao descer sobre vós o Espírito Santo, e sereis minhas testemunhas tanto em Jerusalém como em toda a Judéia e Samaria e até aos confins da terra.” Atos 1:8.

INTRODUÇÃO – Para um cristão ser verdadeiramente reavivado, deve trilhar três etapas espirituais importantes: oração contínua, estudo diário da bíblia e testemunho constante e ativo. Os dois primeiros pontos já foram analisados nas lições anteriores. Nesta semana vamos analisar a importância do testemunho e serviço que somos chamados à realizar.

A missão de Jesus, na terra, foi a de auxiliar as pessoas em suas necessidades. Mas, para conseguir cumprir sua missão, Ele tinha uma ligação muito íntima com o Pai. Assim também para andarmos com Deus precisamos tornar-nos semelhantes a Ele; precisamos amá-lo tão profundamente que todas as outras coisas perdem o seu valor. Cristo, e só Ele, precisa ser a nossa paixão. Precisamos da firme convicção de que necessitamos de poder, um poder que nos falta, um poder que nos abra a visão para o testemunho vibrante em favor de Jesus e das grandes realidades eternas.

Como posso ser uma testemunha eficaz para Cristo entre os meus amigos, familiares e para um mundo perdido? Uma testemunha é alguém que atesta um fato, por isso, para ser uma testemunha eficaz para Cristo, é preciso ter um conhecimento de primeira mão dEle. O Apóstolo João fala isso em I João 1:1-3, quando diz: “O que era desde o princípio, o que temos ouvido, o que temos visto com os nossos próprios olhos, o que contemplamos, e as nossas mãos apalparam, com respeito ao Verbo da vida e a vida se manifestou, e nós a temos visto, e dela damos testemunho, e vo-la anunciamos, a vida eterna, a qual estava com o Pai e nos foi manifestada.”

Hoje, nós que temos experimentado a vida nova em Cristo, narramos do Seu amor e perdão, tanto verbalmente, quanto na maneira como vivemos nossas vidas. Isto é testemunhar. Para sermos eficazes em nosso testemunho, devemos receber o baptismo diário do Espírito Santo. O poder do nosso testemunho é o Espírito Santo. É o Espírito que transforma a vida. Ver Tito 3:5, e uma vida transformada, torna-se evidente para todos. À medida que testemunhamos, devemos passar muito tempo em oração, apropriando-nos do poder do Espírito para que sejamos capazes de deixar nossa luz brilhar de tal forma que os outros vão reconhecer o poder de Deus em nós. Ver Mateus 5:16.

Veja estes textos: “Ele nos incumbiu da realização duma grande tarefa. Façamo-la com exatidão e determinação. Mostremos por nossa vida o que por nós fez a verdade.” Testemunhos Seletos, vol. 3, 51.

A visão de pregar a tríplice mensagem angélica de Apocalipse 14 a cada nação, língua e povo foi determinante para a Igreja Adventista, ela deve ser ponto central na nossa missão atual .

“Todo verdadeiro discípulo nasce no reino de Deus como missionário. Aquele que bebe da água viva faz-se fonte de vida. O depositário torna-se doador. A graça de Cristo na alma é uma vertente no deserto, fluindo para refrigério de todos e tornando ansiosos de beber da água da vida os que estão prestes a perecer.” O Desejado de Todas as Nações, 195.

“Assim brilhe também a vossa luz diante dos homens para que vejam as vossas boas obras e glorifiquem a vosso pai que está nos Céus.” – Mat. 5:16

DOMINGO (21 de julho) COMISSÃO E PROMESSA DE CRISTO – Estes são os versos sugeridos para hoje: “Assim como o Pai me enviou, Eu os envio.” João 20:21, “Vocês são testemunhas destas coisas. Eu lhes envio a promessa de meu Pai.” Lucas. 24:48 e “Portanto ide, fazei discípulos de todas as nações, batizando-os em nome do Pai, e do Filho, e do Espírito Santo, ensinando-os a guardar todas as coisas que eu vos tenho mandado; e eis que eu estou convosco todos os dias, até a consumação dos séculos. Amém.” Mateus 28:19-20

Qual é a missão da igreja? Para que ela realmente existe?

Em Efésios 1: 3-14 fala-nos de dois objetivos porque a igreja existe: Existimos primeiramente para prestar louvor e adoração ao Senhor nosso Deus. Como afirma Conner em seu livro: “A principal obrigação, portanto, de uma igreja não é o evangelismo, nem missões, nem beneficência; é a adoração. A adoração a Deus, em Cristo, devia estar no centro das demais coisas que a igreja realiza.” Conner, Walter Thomas. O Evangelho da Redenção, 2ª edição JUERP, Rio de Janeiro, 1981.

Existimos para adorar a Deus. Nosso compromisso é com o Senhor, mas é lógico que nossa relação com o Senhor afeta nossa relação como o próximo.

Sendo assim, qual é a missão da Igreja? Vamos utilizar a resposta de Isaltino, pois cremos ser apropriada: “a missão da igreja é a adoração. Não é a evangelização, mas a adoração. Ela existe em função de Deus e não do mundo. No céu não haverá perdidos para evangelizar, mas haverá igreja porque haverá Deus. Ela existe por causa de Deus e não dos perdidos, repito. Isto define bem a missão da igreja em termos verticais. Quanto ao mais, me dispenso de me alongar neste aspecto. Em termos horizontais, a missão da igreja é gente. Ela serve a si e ao mundo. Para isto, a igreja é uma comunidade que deve crescer. Ler o texto de Efésios 4.11-16. Cada um tem o que fazer, beneficiando os outros. A igreja é uma comunidade onde as pessoas interagem umas com as outras. Nosso povo deve ser ensinado a ver igreja da seguinte maneira: não é “o que a igreja pode fazer por mim?”, mas “o que posso fazer pela igreja?” Serviço aos outros é a motivação horizontal da igreja.” Coelho Filho, Isaltino Gomes. Um estudo sobre a igreja.

O filho de Deus que não consegue passar cinco minutos diários em oração, dez minutos em estudo da palavra de Deus, não vai conseguir prestar adoração calma, reverente, de qualidade espiritual e verdadeira à Deus; e, consequentemente, não terá motivação para ter uma vida de testemunho. A nossa maior preocupação deve ser em conhecer o Senhor e Seus planos a nosso respeito e a proclamação de Seu plano redentor. É isto que nos deve preocupar.

“Fomos chamados a sair do mundo, mas para ele voltarmos com o propósito de fazer o que Jesus faria se estivesse na Terra. A igreja não foi estabelecida para existir como fim em si mesma. Deus é um Deus que envia, um Deus de missão. A igreja não apenas tem uma missão; a igreja é a missão.” (Ver. Ministério, Jan/Fev 2013 pg. 2)

Vêem os outros, Jesus em mim? Estou eu representando o reino de Cristo? É o meu testemunho fiel em representar o caráter de Cristo, agora?

SEGUNDA-FEIRA (22 de julho) RECEBENDO A PROMESSA – Momentos antes de Jesus subir, junto ao Pai, Ele deixou-nos esta promessa: “Mas recebereis a virtude do Espírito Santo, que há de vir sobre vós; e ser-me-eis testemunhas, tanto em Jerusalém como em toda a Judéia e Samaria, e até aos confins da terra.” Atos 1:8

O cumprimento foi maravilhoso! A igreja cristã cresceu de forma fenomenal. Em Atos encontramos estas declarações: “De sorte que foram batizados, os que de bom grado receberam a sua palavra; e naquele dia agregaram-se quase três mil almas.” Atos 2:41

“Muitos, porém, dos que ouviram a palavra creram, e chegou o número desses homens a quase cinco mil.” Atos 4:4

Tertuliano, um advogado romano, que viveu no ano 200 e que se tornou cristão, escreveu assim para os magistrados romanos: “Quase todos os cidadãos, de todas as cidades do império romano, são cristãos.”

Incrível não é? Hoje somos, no mundo todo, em torno de 3 bilhões de cristãos, menos da metade da população mundial. Mas qual é a qualidade espiritual dos cristãos de hoje?

O cumprimento da promessa do Espírito Santo em nossa vida será evidenciado pela frutificação em resultados espirituais. Lembrando a experiência apostólica depois do Pentecostes, a mensageira do Senhor declara: “Mas o Espírito Santo com divino poder convenceu o coração pelos argumentos. As palavras dos apóstolos eram como afiadas setas do Todo-Poderoso, convencendo os homens de sua terrível culpa em haverem rejeitado e crucificado o Senhor da glória… Com que abrasante linguagem vestiam suas ideias quando testificavam dEle.” Atos dos Apóstolos, 45 e 46.

Que testemunho eloquente! Com que fogo eles envolviam suas palavras quando testemunhavam de Cristo. Ninguém podia -lhes resistir. Este é o poder que necessitamos nestes dias!

TERÇA-FEIRA (23 de julho) O PODER DO TESTEMUNHO PESSOAL – O testemunho pessoal envolve dois aspectos importantes:
1) O primeiro é a minha vida de testemunho. O que os outros observam em mim?
2) O outro é aquilo que eu posso fazer para levar a salvação às pessoas. Como posso envolver-me no evangelismo?

Todo verdadeiro cristão deve andar como Jesus andou, fazer o que Jesus fazia e adotar o Seu estilo de vida. Portanto; os lugares que frequento, os alimentos que consumo, as amizades que tenho, as músicas que ouço, o tipo de leitura que faço, etc… devem estar de acordo com aquilo que Jesus faria, caso estivesse em nosso lugar. Concorda? Um budista e um maometano seguem aquilo que os seus líderes faziam. Assim um cristão deve fazer o mesmo que Jesus fez e pediu para fazerem.

“Não existem substitutos para o Espírito Santo na vida e no ministério de um líder cristão”

William Ayer diz que: “Um grama de testemunho vale mais do que uma tonelada de propaganda.”

Gandhi, o pacifista indiano, sendo certa vez evangelizado por um cristão disse: “No vosso Cristo eu creio, eu não creio é no vosso cristianismo.”

O testemunho mais impactante que podemos dar não é o de simplesmente dizermos o que Cristo pode fazer pela vida de alguma pessoa, mas o que Ele tem feito por cada um de nós.

Além de darmos bom exemplo na nossa vida, como podemos envolver-nos no evangelismo pessoal? Jesus era alguém de ação. Em Tiago 2: 14-18 diz assim: “De que aproveitará, irmãos, a alguém dizer que tem fé, se não tiver obras? Acaso esta fé poderá salvá-lo? Se a um irmão ou a uma irmã faltarem roupas e o alimento cotidiano, e algum de vós lhes disser: Ide em paz, aquecei-vos e fartai-vos, mas não lhes der o necessário para o corpo, de que lhes aproveitará? Assim também a fé: se não tiver obras, é morta em si mesma. Mas alguém dirá: Tu tens fé, e eu tenho obras. Mostra-me a tua fé sem obras e eu te mostrarei a minha fé pelas minhas obras”.

Você pode pensar que não tem nada para comunicar ou que não tem nenhum dom, mas isso é o Diabo a tentar silenciar a sua voz. Deus tem um armazém de experiências que quer que use para trazer outros para a Sua família. A Bíblia diz, “Quem crê no Filho de Deus, em si mesmo tem o testemunho.” I João 5:10. O seu testemunho é a história de como Cristo fez a diferença na sua vida. Pedro diz-nos que nós fomos escolhidos por Deus para anunciarmos “as virtudes d’Aquele que nos chamou das trevas para a Sua maravilhosa luz.”, ou seja, de como Ele fez em nós uma mudança da noite para o dia. Esta é a essência do testemunho, relatar simplesmente as suas experiências pessoais com o Senhor. Num tribunal não se espera que uma testemunha argumente, prove a verdade, ou pressione o veredicto; esse é o trabalho dos advogados. As testemunhas simplesmente dizem o que lhes aconteceu. Jesus disse, “Ser-Me-eis testemunhas.” Atos 1:8.

No testemunho evangelístico você pode fazer três coisas simples e muito eficazes: 1) Contar para os amigos e familiares aquilo que Jesus fez na sua vida. 2) Convidar alguém para ir à igreja consigo. 3) Oferecer um estudo da bíblia. Simples não é?

QUARTA-FEIRA (24 de julho) A FÉ QUE CRESCE – O seguinte texto é muito apropriado para o estudo de hoje: “Como, pois, invocarão aquele em quem não creram? E como crerão naquele de quem não ouviram? E como ouvirão, se não há quem pregue? E como pregarão, se não forem enviados? Como está escrito: Quão formosos os pés dos que anunciam o evangelho de paz; dos que trazem alegres novas de boas coisas. Mas nem todos têm obedecido ao evangelho; pois Isaías diz: Senhor, quem creu na nossa pregação? De sorte que a fé é pelo ouvir, e o ouvir pela palavra de Deus.” Romanos 10:14-17

Embora o texto acima esteja a dizer que a fé desenvolve na pessoa que ouve a Palavra de Deus, com certeza é apropriado dizermos que o mensageiro é o mais beneficiado quando prega a palavra de Deus. A bíblia mesma diz: “Tenho-vos mostrado em tudo que, trabalhando assim, é necessário auxiliar os enfermos, e recordar as palavras do Senhor Jesus, que disse: Mais bem-aventurada coisa é dar do que receber.” Atos 20:35

Com a entrada do pecado a imagem de Deus ficou escondida do ser humano, mas Jesus veio para restaurar a imagem que ficou perdida. Jesus transmitiu este ensino com poder para os Seus discípulos na multiplicação dos pães para servir à multidão. Assim como Jesus tirou abundância do pouco, assim pede que entreguemos em Suas mãos o pouco de fé e energia que temos, e Ele transformará este pouco em um caudal inesgotável de bênçãos. Deus usa você para abençoar os outros; e com isso, a sua fé aumenta: “E abençoarei os que te abençoarem, e amaldiçoarei os que te amaldiçoarem; e em ti serão benditas todas as famílias da terra.” Gênesis 12:3.

O que o milagre da multiplicação dos pães e peixes ensina-nos sobre a partilha da nossa fé? Ver João 6:1-11

Com base no estudo de hoje, quando as pessoas dizem que tem pouca fé, ou que já não mais acreditam em Deus, o que querem elas dizer? Que não mais testificam de Cristo e como a sua fé não foi desenvolvida. Concorda?

QUINTA-FEIRA (25 de julho) REAVIVAMENTO, TESTEMUNHO E INTERVENÇÃO DIVINA – Na bíblia toda vemos as promessas de Deus sendo cumpridas de forma maravilhosa! Todas as vezes que o povo obedeceu e iniciou um reavivamento verdadeiro, Deus encaminhou Seu povo para o caminho da paz.

Lembra-se do rei Josias que promoveu um reavivamento e reforma? O livro de II Crônicas 34 a 36 narra um dos maiores avivamentos jamais experimentados por Israel. Foi dirigido pelo jovem rei Josias, 639-609 a.C., que assumiu o trono aos 8 anos de idade e morreu, em batalha, aos 39 anos. Aos 16 anos começou sua vida espiritual e aos 20 fez uma purificação geral em todo o reino de Judá. Josias herdou uma nação cheia de ídolos, templos pagãos e bosques dedicados às falsas divindades: Baal, Milcom, Moloque, Astarote, culto aos astros, etc. O povo de Deus estava totalmente na idolatria. Mas, diante de tais abominações, Josias lutou contra a situação degradante e superou os problemas. Os caminhos aclararam quando o povo atendeu ao pedido de reavivamento.

Porque houve um crescimento maravilhoso após o Pentecostes? Porque os cristãos estavam em íntimo contato com Deus e faziam cultos nos templos, nas praças, nas ruas, nas sinagogas dos judeus e nos lares, como vemos nos textos seguintes:

“E todos os dias, no templo e nas casas, não cessavam de ensinar, e de anunciar a Jesus Cristo.” Atos 5:42

“Mas os que andavam dispersos iam por toda a parte, anunciando a palavra.” Atos 8:4

A salvação de pecadores é iniciativa de Deus. O centro do plano da salvação é a graça manifestada na morte de Jesus. “Mas eu, quando for levantado da terra, atrairei todos a mim.” João 11:32. O poder que atua junto ao pecador é do Espírito Santo. A disponibilidade é do mensageiro, que submetendo-se “a grande fonte da sabedoria, a humanidade se torna o instrumento, a agência operadora por meio da qual o evangelho exerce seu poder transformador sobre a mente e o coração.” Atos dos Apóstolos, 134.

“Pois todos os que são guiados pelo Espírito de Deus, esses são filhos de Deus.”
Romanos 8:14

Que privilégio ser o portador do Espírito Santo a viver em nós!

SEXTA-FEIRA (26 de julho) LEITURA ADICIONAL – O valor do nosso testemunho é mostrado na forma como vivemos. Em Filipenses 2:15 define-nos este objetivo: “Para que vos torneis irrepreensíveis e sinceros, filhos de Deus inculpáveis no meio de uma geração pervertida e corrupta, na qual resplandeceis como luzeiros no mundo.” A efetiva testemunha cristã viverá sua vida de forma irrepreensível no poder do Espírito Santo, cujo fruto exibimos quando permanecemos em Cristo. Ver João 15:1-8 e Gálatas 5:22-23.

Talvez o mais importante seja o fato de que temos de estar bastante familiarizados com as Escrituras para sermos capazes de apresentar de forma precisa e coerente o evangelho a outras pessoas. “…estando sempre preparados para responder a todo aquele que vos pedir razão da esperança que há em vós.” I Pedro 3:15.

Estar sempre preparado significa o diligente estudo da Bíblia, memorizando as escrituras e orando para que Deus apresente oportunidades de compartilhar com aqueles cujos corações foram preparados pelo Senhor para ouvir a Sua mensagem de salvação.

Como conseguir pessoas para quem pregar?

1. Antes de sair de casa ore assim: “Senhor dê-me sabedoria para eu pregar o evangelho. Mostre-me Senhor, uma pessoa sincera e sedenta do Evangelho.”

2. Ande sempre com a palavra de Deus e com literaturas.

3. Ao estar com alguém não vá falando do evangelho rapidamente, espere o momento certo. O importante é estar atento e encontrar o momento certo de abrir a boca e pregar. É igual pegar peixe. Saiba a hora de fisgar.

4. Após pregar, peça os contatos da pessoa para continuar o trabalho evangelístico com ela.

5. Agradeça ao Senhor por ser usado e guiado para salvar uma alma.

6. Convide a pessoa para ir à igreja consigo. Se ela for é porque já eliminou os preconceitos e tudo fica mais fácil.

7. Faça um plano com o Senhor de evangelizar uma pessoa por ano durante um tempo, depois uma por semestre durante mais um tempo.

Jesus veio chamar pecadores para mudança de vida. Todos os que aceitam a graça manifestada por Jesus, aceitam também a operação da mudança de vida e o dever de testemunhar para despertar em outros pecadores o desejo de conhecer Jesus como Salvador e Senhor.

“E este evangelho do reino será pregado em todo o mundo como testemunho a todas as nações, e então virá o fim.” Mat. 24:14

editado: fabiodeps@gmail.com

artigo em temasbblicos.blogspot.com.br

de  Luís Carlos Fonseca.

Anúncios

, , , , , , , , , ,

  1. #1 por Etson Augusto Zito em 26 de julho de 2013 - 18:32

    Gostei desta lição mais ñ entende tão bem

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

  • ” Bem-aventurado aquele que lê, e os que ouvem as palavras desta profecia, e guardam as coisas que nela estão escritas; porque o tempo está próximo.” Apocalipse 1:3

  • “Não desprezeis as profecias; julgai todas as coisas, retende o que é bom.” 1 Tessalonicenses 5:20-21.

  • "Conservai-vos a vós mesmos no amor de Deus, esperando a misericórdia de nosso Senhor Jesus Cristo para a vida eterna.
    E apiedai-vos de alguns, usando de discernimento;
    E salvai alguns com temor, arrebatando-os do fogo, odiando até a túnica manchada da carne."
    Judas 1:21-23

%d blogueiros gostam disto: