REAVIVAMENTO: NOSSA GRANDE NECESSIDADE – Comentários da Lição 1 (29/06 a 06/07/2013)

REAVIVAMENTO é um chamado feito aos cristãos do mundo de hoje para buscar as “coisas do alto”(Cl 3:1, 2). Toda nossa igreja, em todos os lugares do mundo, está empenhada em transmitir esta mensagem aos que desejam a salvação eterna.

Cristo-Laodiceia (Manchester Art Gallery)

VERSO ÁUREO: “Eis que estou à porta, e bato; se alguém ouvir a minha voz, e abrir a porta, entrarei em sua casa, e com ele cearei, e ele comigo.” Apocalipse 3:20

INTRODUÇÃO: Reavivamento é agora um movimento destinado a unir toda a família adventista ao redor da leitura da Bíblia.
Veja nestas palavras de Ellen White:
“Sei em minha experiência diária que o Espírito Santo está presente quando leio Sua Palavra, implantando a verdade no coração, para que possa ser expressa a outros na vida e no caráter. O Espírito de Deus toma a verdade da página sagrada, onde Ele mesmo a colocou, e a imprime na alma. Que santa alegria, que esperança e consolo podem pertencer-nos para serem transmitidos a outros!” (Este Dia Com Deus [MM, 1980], p. 344).

Não existe nova vida com Deus sem forte relação com Sua Palavra.

Além de ser o primeiro passo para qualquer movimento de reavivamento, a Palavra de Deus também aponta claramente o caminho para a reforma e oferece o poder para que isso aconteça.

Reforma significa uma reorganização, uma mudança de ideias e teorias, hábitos e práticas sob a orientação do Espírito Santo.

Reavivamento ocorre quando Deus, em Sua bondade, abre um relacionamento mais profundo conosco. Seu Espírito cria desejos em nós e nos convence da nossa necessidade e revela a bondade e graça de Jesus. Isso ocorreu no tempo da igreja primitiva, durante a Reforma e no início do Movimento Adventista.

“Um reavivamento da verdadeira piedade entre nós, eis a maior e a mais urgente de todas as nossas necessidades.” Mensagens Escolhidas, v. 1, 121. O que poderia ser mais importante do que o reavivamento? Por que não abrir o coração ao toque do Espírito Santo? Por que não pedir que Ele faça algo extraordinário em sua vida? Ele responderá às suas orações e em seu caminho fluirão bênçãos de um modo que você jamais imaginou.

“Ouvi outra voz do céu, dizendo: Retirai-vos dela, povo meu, para não serdes cúmplices em seus pecados e para não participardes dos seus flagelos.” Apocalipse 18:4
No livro do Apocalipse encontramos a figura de quatro anjos, que se sucedem um ao outro na proclamação da última mensagem de advertência ao mundo. O primeiro anjo de Apocalipse 14 proclama a hora do julgamento divino. O segundo anjo anuncia a queda espiritual de Babilônia. O terceiro anjo adverte contra o evangelho forjado de Babilônia. Finalmente, o quarto anjo de Apocalipse 18, ao unir-se à obra da mensagem do terceiro anjo, levará a pregação do evangelho à sua conclusão. Isso ocorrerá quando essa mensagem tomar o volume de um “Alto Clamor”.

Esta experiência do “Alto Clamor” propiciará ao povo de Deus, finalmente, cruzar a linha de chegada em sua jornada espiritual. Será a última mensagem antes das cenas terríveis da retribuição divina, a qual marcará a linha de transição deste mundo para o reino de Cristo. Será o momento para aqueles a quem Deus concedeu a luz da verdade vivenciarem a experiência do “Alto Clamor”. O Espírito Santo está pronto a nos outorgar o poder, de modo que seja ouvida a última mensagem de advertência e esperança àqueles que perecem nas trevas do erro e do engano.

“A mensagem do terceiro anjo está-se avolumando num alto clamor, e não deveis sentir-vos na liberdade de negligenciar o dever presente, e ainda entreter a ideia de que em algum tempo futuro sereis recipientes de grande benção, quando, sem nenhum esforço de vossa parte tiver maravilhoso reavivamento. Hoje deveis entregar-vos a Deus, para que Ele vos torne vasos para honra, e aptos para seu serviço. Hoje deveis entregar-vos a Deus para que sejais esvaziados do próprio eu, esvaziados de inveja, ciúmes, ruins suspeitas, pelejas, tudo quanto seja desonroso para Ele. Hoje deveis ter purificado vosso vaso a fim de estar prontos para o orvalho celeste, prontos para os aguaceiros da chuva serôdia; pois a chuva serôdia virá, e a benção de Deus encherá toda alma que estiver purificada de toda contaminação. É nossa obra hoje entregar nossa alma a Cristo, para estarmos preparados para o tempo de refrigério pela presença do Senhor – preparados para o batismo do Espírito Santo” (Mensagens Escolhidas, 1:190-191).

DOMINGO (30 de junho) ESPERANÇA PARA LAODICÉIA – A Igreja de Laodicéia é a última das sete igrejas e as palavras referem-se ao estado da Igreja e da humanidade na última era histórica. Quer dizer, no fim do mundo quando Nosso Senhor Jesus Cristo voltará em pompa e majestade a julgar aos vivos e aos mortos.

O fato de Jesus Cristo vomitar a humanidade do fim do mundo não é tanto por ignomínias dessa época conclusiva dos tempos. Mas, aparece como sendo causada pela mediocridade e pela indiferença, quer dizer do relativismo geral instalado nela: “porque és morno, e nem frio nem quente começar-te-ei a vomitar da minha boca”.

Simultaneamente, o texto de São João fala de uma coluna que assegurará a permanência da Igreja. É, portanto, um resto de fiéis ao corpo de Cristo que Nosso Senhor não vomitará. Podemos supor que sejam aqueles fiéis que, segundo diversas e avalizadas interpretações que vão sobreviver à conflagração final.

O Amém com que começa o vaticínio divinamente inspirado parece também significar que chegou o fim da História.

RuinasLaodiceia1

As sete igrejas descritas em Apocalipse 2-3 são sete igrejas literais no momento em que João, o apóstolo, estava escrevendo Apocalipse. Embora fossem igrejas literais naquele tempo, há também um significado espiritual para as igrejas e os crentes de hoje. O primeiro objetivo das cartas era de se comunicar com as igrejas literais e satisfazer as suas necessidades naquele momento. O segundo propósito era de revelar sete tipos diferentes de indivíduos/igrejas ao longo da história e instruí-los na verdade de Deus.

Onde ficava Laodicéia? Laodicéia era uma cidade da atual Turquia  (Ao lado foto de uma pedra nas ruínas da antiga Laodicéia) e um centro financeiro; comercial, de moda e  pesquisas científicas com a medicina bastante adiantada, para a época. Também era um centro acadêmico e educacional. Ali tudo era favorável; menos a disponibilidade de água, que eles canalizavam de uma fonte térmica de água quente, que corria por 8 km até a cidade, onde chegava morna. Aí eles precisavam deixar a água esfriar para poder bebê-la, porque morna era péssima. A essa situação é comparada a igreja de Deus nesses últimos tempos: espiritualmente morna, mas materialmente rica.

Este é o texto para hoje: “Conheço as tuas obras, que nem és frio nem quente; quem dera foras frio ou quente! Assim, porque és morno, e não és frio nem quente, vomitar-te-ei da minha boca. Como dizes: Rico sou, e estou enriquecido, e de nada tenho falta; e não sabes que és um desgraçado, e miserável, e pobre, e cego, e nu. Aconselho-te que de mim compres ouro provado no fogo, para que te enriqueças; e roupas brancas, para que te vistas, e não apareça a vergonha da tua nudez; e que unjas os teus olhos com colírio, para que vejas.” Apocalipse 3:15-18

Jesus começa com uma declaração de autoridade, com pleno poder, depois adverte sobre a conduta indiferente da igreja e finalmente mostra a solução. Deus abomina a indiferença e a deslealdade de quem se declara comprometido como súdito Seu, mas que questiona a santidade dos princípios de Seu reino. O Senhor detesta quem mistura o santo com o profano. A Sua declaração de compromisso é: “Vocês serão santos para mim, porque eu, o Senhor, sou santo, e os separei dentre os povos para serem meus. “ Lev. 20:26

Esta mensagem, embora destinada de uma forma especial a uma igreja que, mais que qualquer outra, recebeu de Deus dons sem medida, deve alcançar toda e qualquer igreja nesta época em que a mornidão é uma realidade presente em todas elas. Se você é um cristão e nega isso, está assumindo um risco muito grande, pois o perdão para este tipo de pecado, e a consequente mudança, requerem em primeiro lugar que aceitemos que esta é nossa condição. A igreja neste estado, embora não saiba, já perdeu todos os outros dons, embora pense que ainda os detêm. Problema similar ocorreu na Igreja de Colossos, que foi igualmente advertida.

A fé e o amor são as verdadeiras riquezas, o ouro puro que a Testemunha verdadeira aconselha os mornos a comprar. Por mais ricos que sejamos em tesouros terrestres, toda a nossa riqueza não nos habilitará a comprar os preciosos remédios que curam a doença da alma chamada mornidão. A inteligência e as riquezas da terra eram impotentes para remover os defeitos da igreja de Laodicéia, ou remediar-lhes a deplorável condição. Eram cegos, não obstante achavam que estavam bem. O Espírito de Deus não mais lhes iluminava a mente, e não percebiam sua pecaminosidade; não sentiam, portanto, necessidade de auxílio.

SEGUNDA-FEIRA (01 de julho) UMA REPREENSÃO AMOROSA – Este é o verso para hoje: “Eu repreendo e castigo a todos quantos amo; sê pois zeloso, e arrepende-te. Apocalipse 3:19.

Note o amor de Deus aqui expresso novamente. Como um pai que ama e, por amar, repreende seu filho, quando necessário; assim também Ele o faz. Há dois modos de recebermos a correção do Senhor: Podemos rejeitá-la e ficar bravos ou aceitá-la e permitir que Deus nos mude, ao sermos repreendidos. Se ficarmos bravos, será apenas para nossa perda. Mas, se olharmos sob a luz do Espírito de Deus, veremos que se Ele nos repreende é porque nos considera Seus filhos. Eu posso achar que sou filho de Deus, mas quando Ele me diz que sou Seu Filho, só há motivo para alegria. Quando penso que sou filho de Deus, posso estar enganado, mas quando Ele me diz que sou Seu Filho, não há como haver engano.

Quando a bíblia fala em disciplinar os filhos, isto envolve ensinar, educar, orientar, advertir, corrigir, repreender e tudo o que pode e deve ser feito pela palavra e pelo exemplo. Em circunstâncias pode envolver disciplina com perda de privilégios e até mesmo castigos corporais.

O Senhor quer salvar a Sua igreja, por isso Ele a repreende. Acontece que nós, seres humanos temos dificuldades de lidar com a dor e por isso não aceitamos muito bem a disciplina. Devemos lembrar duas coisas: 1) Deus só disciplina a quem ama. 2) Deus só aplica a disciplina para quem Ele vê chance de restauração espiritual.

Veja os textos seguintes

“ Convertei-vos pela Minha repreensão; eis que derramarei sobre vós o Meu espírito e vos farei saber as Minhas palavras.” Provérbios 1:23.

“Os que não avançam hão de retroceder, mesmo das próprias fronteiras da Canaã celeste. Foi-me revelado que nossa fé e nossas obras não correspondem de maneira alguma à luz da verdade a nós comunicada. Precisamos não ter uma fé dividida, mas a perfeita, que atua por amor e purifica a alma.” (EGW— Testemunhos para a Igreja, vol. 5, p. 534.)

TERÇA-FEIRA (02 de julho) PERCEPÇÃO E REALIDADE – Este é o verso para hoje: “Como dizes: rico sou, e estou enriquecido, e de nada tenho falta; e não sabes que és um desgraçado, e miserável, e pobre, e cego, e nu.” Apocalipse 3:17

Qual é a verdadeira condição da igreja hoje? Ela é pobre, cega e está despida mas não se apercebe disto. Ela precisa mudar e comprar ouro para ser rica, colírio para poder enxergar e vestes para vestir-se com a justiça de Cristo. Jesus admoesta a Igreja de Laodicéia de sua indiferença, em relação aos Seus propósitos, para viver em harmonia com a Sua vontade e testemunhar da verdade e do plano de salvação.

Veja este texto:  “Como foi nos dias de Cristo, assim se dá agora; os fariseus não conhecem sua necessidade espiritual. A eles se dirige a mensagem: “como dizes: Rico sou, e estou enriquecido, e de nada tenho falta; e não sabes que és um desgraçado, e miserável, e pobre, e cego e nu; aconselho-te que de Mim compres ouro provado no fogo, para que te enriqueças, e vestidos brancos para que te vistas, e não apareça a vergonha da tua nudez.” Apoc. 3:17 e 18. Fé e amor são o ouro provado no fogo. Mas no caso de muitos se obscureceu o brilho do ouro, e perdeu-se o tesouro precioso. A justiça de Cristo é para eles um vestido sem uso, uma fonte intata. A esses é dito: “Tenho, porém, contra ti que deixaste a tua primeira caridade. Lembra-te pois de onde caíste, e arrepende-te, e pratica as primeiras obras; quando não, brevemente a ti virei, e tirarei do seu lugar o teu castiçal, se não te arrependeres. Apoc. 2:4 e 5.” O Desejado de todas as nações, pg.280.

Lembre-se que o orgulho e a presunção foram dois pecados que separaram Lúcifer de seu Criador e Deus. Laodicéia foi envolvida por estes dois pecados destruidores do senso de dependência. “Estou rico e não preciso de nada”. No entanto, para quem se encontra nesta condição que humanamente é sem esperança de mudança, Jesus declara: “Você é digno de compaixão”.

QUARTA-FEIRA (03 de julho) – O REMÉDIO DIVINO – A lição de hoje está interligada com a de domingo e apresenta o remédio divino para a alma humana.

Este é o texto: “Aconselho-te que de mim compres ouro provado no fogo, para que te enriqueças; e roupas brancas, para que te vistas, e não apareça a vergonha da tua nudez; e que unjas os teus olhos com colírio, para que vejas.” Apocalipse 3: 18

Qual é o remédio de Deus? 1) O primeiro que a Palavra apresenta é o ouro. O ouro representa a riqueza da fé que está intimamente ligada ao amor de Deus. A fé nos liga a Deus, e passamos a agir segundo essa intimidade. Isso é comunhão com Deus, uma vida de experiências diárias com Jesus, e assim seremos modificados e transformados para a cidadania celestial. 2) Os vestidos brancos são a justiça de Cristo que são o resultado de uma vida de comunhão com Deus. Quando estamos com Deus, reconhecemos os nossos pecados, os confessamos e somos vestidos com a justiça de Cristo. Envolve também uma vida de obras corretas baseada em princípios, pois já teremos sido salvos pela fé do ouro anterior. 3) O colírio representa o poder do Espírito Santo atuando e transformando a nossa vida.

Como ser rico com Deus? O remédio para sair da pobreza espiritual é levar a sério Jesus Cristo. Seu conselho é adquirir Seu “ouro refinado no fogo”, “vestes brancas” e “colírio”. Esta imagem usada por Jesus evidencia quanto é coisa séria viver em comunhão com Cristo. Quanto mais forte o fogo, mais refinado e mais valorizado é o ouro. Em outras palavras, a riqueza espiritual que adquirimos, quando aceitamos viver obedientes a Cristo, não deve ser encarada como coisa fácil, barata. Ela sempre exige honestidade de compromisso. Ela sempre requer sinceridade de propósitos. Aqueles que já experimentaram viver as disciplinas requeridas por Cristo dão testemunho de que vale a pena. A escolha é nossa: viver em pobreza espiritual, ou de coração aberto, “comprar o ouro refinado no fogo”, oferecido por Cristo.

Veja estes textos: “Assim acontece para que fique comprovado que a fé que vocês têm, muito mais valiosa do que o ouro que perece, mesmo que refinado pelo fogo, é genuína e resultará em louvor, glória e honra, quando Jesus Cristo for revelado.”  I Pedro 1:7

“Não entristeçam o Espírito Santo de Deus, com o qual vocês foram selados para o dia da redenção.” Efésios 4:30

QUINTA-FEIRA (4 de julho) AMOR INCANSÁVEL –  Este é o texto de hoje: “Eis que estou à porta, e bato; se alguém ouvir a minha voz, e abrir a porta, entrarei em sua casa, e com ele cearei, e ele comigo.” Apocalipse 3:20

A lição de hoje pede que façamos uma comparação entre Apocalipse 3:20 com Cantares 5:2-5. Em Apocalipse é Jesus pede para abrirmos o coração para que Ele. Em Cantares é um rapaz que bate à porta da casa de sua amada, querendo que ela abra para visita-la. Há uma linda relação entre os dois relatos.

Um cristão pode perder a salvação? Antes de responder a essa pergunta, o termo “cristão” precisa ser definido. Um “cristão” não é uma pessoa que fez uma oração, foi para a frente na igreja ou cresceu em uma família cristã. Embora cada uma dessas coisas possa fazer parte da experiência cristã, não é isso o que “faz” um cristão. Um cristão é alguém que recebeu a Cristo através da fé e confiou nele como o seu único Salvador. Ver João 3:16; Atos 16:31; Efésios 2:8-9. Talvez o melhor jeito de responder a essa pergunta tão crucial seja examinar o que a Bíblia diz que acontece no momento da salvação e estudar o que perder a salvação significaria.

Aqui estão alguns exemplos: 1) Um cristão é uma nova criação. “E, assim, se alguém está em Cristo, é nova criatura; (criatura; ou criação) as coisas antigas já passaram; eis que se fizeram novas.” II Coríntios 5:17. 2) Um cristão é justificado. “Justificados, pois, mediante a fé, temos paz com Deus por meio de nosso Senhor Jesus Cristo.” Romanos 5:1. “Justificar” significa “declarar justo”. Todo aquele que recebe a Jesus como Salvador é “declarado justo” por Deus. Para um cristão perder a salvação, Deus teria que voltar com a Sua palavra e desfazer o que tinha previamente declarado. 3) Um cristão tem a promessa da vida eterna. “Porque Deus amou ao mundo de tal maneira que deu o seu filho unigênito, para que todo o que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna.” João 3:16. A vida eterna é uma promessa de eternidade com Deus no Céu. Deus promete: “acredite e você terá vida eterna”. Para um cristão perder a salvação, a vida eterna teria que ser retirada. Se um cristão tem a promessa de que viverá para sempre, como então Deus pode quebrar essa promessa e retirar a vida eterna? 4) Um cristão tem a garantia da glorificação. “E aos que predestinou, a esses também chamou; e aos que chamou, a esses também justificou; e aos que justificou, a esses também glorificou.” Romanos 8:30.

O que acontece com o cristão que verdadeiramente abre o coração para Jesus habitar? 1) Ele não vive mais na prática dos mesmos pecados. A Bíblia diz que um cristão verdadeiro não vai viver continuamente em um estilo de vida imoral. Ver I João 3:6. 2) O que dizer daqueles que são cristãos mas no futuro chegam a rejeitar a fé e negar a Cristo? A Bíblia declara que qualquer um que abandone a fé está demonstrando que nunca foi um cristão verdadeiro. Ver  I João 2:19.

SEXTA-FEIRA (05 de julho) LEITURA COMPLEMENTAR – O escritor e pregador Vance Havner diz que “os primeiros cristãos não aguardavam um acontecimento, mas aguardavam alguém chegar. Aguardar o trem chegar é uma coisa, mas aguardar chegar alguém que amamos é bem diferente”. Como pessoas que aguardam a segunda vinda de Cristo, devemos centralizar nossa atenção mais sobre Jesus do que sobre os eventos que antecedem Sua vinda.

Jesus colocou diante de Seus discípulos o panorama político, os fenômenos naturais e a condição social e espiritual dos últimos dias. Os sinais que deixou como prenúncio de Sua vinda sempre estiveram presentes em todas as gerações, mas não podemos escapar à realidade de que houve um crescimento exponencial de todos os desastres naturais, problemas morais e políticos.

Nestes dias de crise o que Deus pede de nós? Deus pede para este tempo um reavivamento espiritual. Este começa na mente, a fonte das decisões e onde se encontram os neurônios, canais de comunicação com o céu, para iluminar e orientar os pensamentos, dirigindo as decisões.
O que tem contribuído para distanciar de Deus os Seus filhos e quão verdadeiro é o seguinte pensamento? ”Parece estar-se apoderando do mundo, em muitos sentidos, uma intensidade qual nunca dantes se viu. Nos divertimentos, no ganhar dinheiro, nas lutas pelo poderio, na própria luta pela existência, há uma força terrível que absorve o corpo, o espírito e a alma. Em meio desta corrida louca, Deus fala.”  Educação, pg.260.

Veja este outro texto: “Pelo que diz: Desperta, ó tu que dormes, levanta-te de entre os mortos, e Cristo te iluminará. Portanto, vede prudentemente como andais, não como néscios, e, sim, como sábios, remindo o tempo, porque os dias são maus.” Efésios 5:14-16

fabiodeps@gmail.com

Anúncios

, , , , , , , , , , , , , , , , , ,

  1. Deixe um comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

  • ” Bem-aventurado aquele que lê, e os que ouvem as palavras desta profecia, e guardam as coisas que nela estão escritas; porque o tempo está próximo.” Apocalipse 1:3

  • “Não desprezeis as profecias; julgai todas as coisas, retende o que é bom.” 1 Tessalonicenses 5:20-21.

  • "Conservai-vos a vós mesmos no amor de Deus, esperando a misericórdia de nosso Senhor Jesus Cristo para a vida eterna.
    E apiedai-vos de alguns, usando de discernimento;
    E salvai alguns com temor, arrebatando-os do fogo, odiando até a túnica manchada da carne."
    Judas 1:21-23

%d blogueiros gostam disto: