VISÕES DE ESPERANÇA (Zacarias) – COMENTÁRIOS DA LIÇÃO 11 (8 a 15/06/2013)

Quanto mais o dia do juízo se aproxima, mais difíceis as coisas ficam para aqueles que querem servir a Deus sinceramente; tudo isso é para que se cumpram as profecias: nós não podemos mudar o mundo, temos é que crescer espiritualmente dentro dele.
Nada estará perfeitamente certo entre as coisas materiais da terra até que Deus as recrie.

zacharie_prophete_michelangelo_buonarroti_031

VERSO ÁUREO: “Naquele dia, diz o Senhor dos Exércitos, cada um de vós convidará o seu próximo para debaixo da videira e para debaixo da figueira.” Zacarias 3:10

INTRODUÇÃO – Zacarias foi contemporâneo de Ageu e passou pelos mesmos problemas que ele. Quando o povo voltou de Babilonia as coisas não davam certo; o trabalho não rendia, uma seca não permitia colheitas, havia pobreza na terra, os muros ainda estavam  no chão e o templo estava destruído.
Israel e Judá estavam destruidos como reinos na terra, mas muitos do povo de Deus estavam ali.
O livro de Zacarias ensina que a salvação pode ser obtida por todos. O último capítulo descreve os povos de todo o mundo vindo adorar a Deus, o qual deseja que todas as pessoas O sigam. Esta não é a doutrina do universalismo, ou seja: que todas as pessoas serão salvas porque salvar faz parte da natureza de Deus. Em vez disso o livro ensina que Deus deseja que todas as pessoas O adorem e aceitem aqueles que o fazem, independentemente de suas expressões nacionais ou políticas. Finalmente, Zacarias pregou que Deus é soberano sobre este mundo, apesar de qualquer aparência do contrário. Suas visões do futuro indicam que Deus vê tudo o que vai acontecer. As representações da intervenção de Deus no mundo ensinam que Ele, no fim das contas, trará os eventos humanos ao fim que Ele escolheu. Ele não elimina a liberdade do indivíduo de seguir a Deus e entregar a Ele esta liberdade em obediência ou se rebelar, mas mantém as pessoas responsáveis pelas escolhas que fazem. No último capítulo, até mesmo as forças da natureza respondem ao controle de Deus.

Profecias sobre Jesus Cristo e a era messiânica são abundantes em Zacarias. Desde a promessa de que o Messias viria habitar em nosso meio. Ver Zacarias 2:10-12 e Mateus 1:23, ao simbolismo do renovo e da pedra. Ver Zacarias 3:8-9, 6:12-13, Isaías 11:1 e Lucas 20,17-18, à promessa de Sua segunda vinda, onde aqueles que O traspassaram iriam olhar para Ele e lamentar. Ver Zacarias 12:10 e João 19:33-37, Cristo é o tema do livro de Zacarias do início ao fim. Jesus é o Salvador de Israel, uma fonte cujo sangue cobre os pecados de todos os que vêm à Ele para a salvação. Ver Zacarias 13:1 e I João 1:7.

DOMINGO (9 de junho) PALAVRAS DE VIDA – O texto de hoje é o capítulo 1 de Zacarias. Sugiro que leia para uma compreensão maior. Este é o verso principal: “Portanto dize-lhes: Assim diz o Senhor dos Exércitos: Tornai-vos para mim, diz o Senhor dos Exércitos, e eu me tornarei para vós, diz o Senhor dos Exércitos.” Zacarias 1:3

O capítulo 1 de Zacarias faz uma chamada fervorosa ao arrependimento. Zacarias Lembrou os pecados de seus pais. Ver Zacarias 1:2, Lembrou o cativeiro. Ver Zacarias 1:6. Exortou-os a fugir daqueles pecados. Ver Zacarias 1:4.

Não foi fácil para os retornados do exílio ter que conjugar a reconstrução da vida com o temor de Deus, a reconstrução do templo e a oposição e perseguição dos inimigos vizinhos. Quem quiser ver mais sobre este período da reconstrução do templo poderá ler em Esdras nos capítulos 5 e 6 partes emocionantes deste tempo.  Por isso, ao voltarem, estavam felizes mas também apreensivos. Assim acontece conosco também. Temos que procurar conciliar os nossos afazeres com a causa de Deus. Sabendo ainda que o povo, fiel de Deus, terá de passar por sérias dificuldades no tempo do fim.

No meio de disso tudo Deus suscitou o profeta Zacarias para levar ânimo ao povo. Deus mandou dizer: “tornai-vos para mim, e eu me tornarei para vós.” Deus é sempre misericordioso! Em Zacarias 1 mostra que Deus estava irado com os pecados, e não com os pecadores, mas que estava disposto a perdoar caso se arrependessem

Veja o texto: “E o anjo que falava comigo disse-me: Clama, dizendo: Assim diz o Senhor dos Exércitos: Com grande zelo estou zelando por Jerusalém e por Sião. E com grande indignação estou irado contra os gentios em descanso; porque eu estava pouco indignado, mas eles agravaram o mal. Portanto, assim diz o Senhor: Voltei-me para Jerusalém com misericórdia; nela será edificada a minha casa, diz o Senhor dos Exércitos, e o cordel será estendido sobre Jerusalém.” Zacarias 1:14-16.

Com que diligência procura Deus quando comete um pecado? Deus também está a esperar por nosso arrependimento e confissão. Nenhum cristão verdadeiro pode viver sem confessar os pecados a Jesus.

SEGUNDA-FEIRA (10 de junho) O SENHOR VEM – O estudo de hoje centra-se no capítulo 2 de Zacarias e os versos principais são estes: “Exulta, e alegra-te ó filha de Sião, porque eis que venho, e habitarei no meio de ti, diz o Senhor.” Zacarias 2:10

“Porque assim diz o Senhor dos Exércitos: Depois da glória ele me enviou às nações que vos despojaram; porque aquele que tocar em vós toca na menina do seu olho.” Zacarias 2:8.

2 Cappella_Tornabuoni,_Angel_Appearing_to_Zacharias_01 igreja santa maria novella firenze 1486Na visão do capítulo 2 Zacarias contempla uma Jerusalém renovada. Estaria renovada porque o povo, mesmo de início tendo negligenciado a reconstrução do templo, arrependeu-se e voltou-se para Deus. A renovação começou primeiramente no coração e depois foi vista no exterior através de atos de amor. O sacerdócio foi restaurado, os falsos profetas foram descobertos e eliminados, até o rei volveu-se para Deus; e o povo pôde representar Deus. O verso 10 mostra a presença de Deus para viver no meio do povo: “Exulta, e alegra-te ó filha de Sião, porque eis que venho, e habitarei no meio de ti, diz o Senhor.” Zacarias 2:10

Antes de Jesus voltar pela segunda vez, Ele necessita voltar para cada um dos Seus filhos. Há necessidade de renovação espiritual antes do povo de Deus receber Jesus em glória e majestade. Hoje estamos esperando a segunda vinda de Jesus. No passado, o povo aguardava a Sua primeira vinda. Eles não sabiam que Jesus viria somente séculos depois. Mas foi-lhes dito, por meio de profetas, que Ele viria, e estaria naquele templo que haviam reconstruído. Jesu veio e as profecias tiveram o seu cumprimento na Sua pessoa. 

Temos centenas de promessas da segunda volta de Cristo. Estamos preparados?

 Veja estes textos: “Não é genuíno, nenhum arrependimento que não opere a reforma.” DTN, 555

“Cristo aguarda com fremente desejo a manifestação de Si mesmo em Sua igreja. Quando o caráter e Cristo se reproduzir perfeitamente em Seu povo, então virá para reclamá-los como Seus. Eventos Finais, 39

“Visto que todas essas coisas hão-de ser assim desfeitas, deveis ser tais como os que vivem em santo procedimento e piedade, esperando e apressando a vinda do dia de Deus, por causa do qual os céus, incendiados, serão desfeitos, e os elementos abrasados se derreterão. Nós, porém, segundo a sua promessa, esperamos novos céus e nova terra, nos quais habita justiça. Por essa razão, pois, amados, empenhai-vos por serdes achados por ele em paz, sem mácula e irrepreensíveis.” II Pedro 3: 11-14

TERÇA-FEIRA (11 de junho) PRONTIDÃO DIVINA PARA PERDOAR – O tema de hoje tem como pano de fundo Zacarias capítulo 3. O texto principal é este: “E ele mostrou-me o sumo-sacerdote Josué, o qual estava diante do anjo do Senhor, e Satanás estava à sua mão direita, para se lhe opor. Mas o Senhor disse a Satanás: O Senhor te repreenda, ó Satanás, sim, o Senhor, que escolheu Jerusalém, te repreenda; não é este um tição tirado do fogo? Josué, vestido de vestes sujas, estava diante do anjo. Então respondeu, aos que estavam diante dele, dizendo: Tirai-lhe estas vestes sujas. E a Josué disse: Eis que tenho feito com que passe de ti a tua iniquidade, e te vestirei de vestes finas. E disse eu: Ponham-lhe uma mitra limpa sobre a sua cabeça. E puseram uma mitra limpa sobre a sua cabeça, e vestiram-no das roupas; e o anjo do Senhor estava em pé.” Zacarias 3:1-5

Josué era o sumo-sacerdote no tempo do retorno do exílio, e Zorobabel, o governador. O sumo-sacerdote estava oficiando seu trabalho, intercedendo pelo povo. Suas vestes estavam sujas de sangue que ele aspergia diante do lugar santíssimo. Josué descuidou-se e deixou a roupa sujar-se. Quando ele entrava na presença de Deus devia ter as vestes puras. Foi aí que Satanás se apresentou e o acusou. Com certeza, Josué envolveu-se emocional e espiritualmente nesta questão e logo confessou a sua culpa, e Deus o perdoou, como vimos no texto.

Josué, como líder espiritual, também cometeu esse erro; e, com certeza, deve ter cometido outros erros durante a sua vida. Isso mostra que os pastores e líderes de igreja são passivos de cometer erros e de serem repreendidos por Deus. O mais importante, na questão de renovação espiritual, é não continuarmos nos mesmos erros achando que a graça de Deus é uma espécie de capa para cobrir pecados não confessados. Deus só perdoa os pecados quando há arrependimento sincero e quando são confessados.

 Veja este texto: “Quem não possui suficiente fé em Cristo para crer que Ele pode guardá-lo de pecar, não tem a fé necessária para entrar no reino de Deus.” Ellen G. White, Review and Herald, 10/03/1904

 Quão pleno é o perdão de Deus? Veja estes textos: “Se confessarmos os nossos pecados, ele é fiel e justo para nos perdoar os pecados, e nos purificar de toda a injustiça.” I João 1:9

“Porque serei misericordioso para com suas iniquidades, E de seus pecados e de suas prevaricações não me lembrarei mais.” Hebreus 8:12

“Visto que temos um grande sumo-sacerdote, Jesus, Filho de Deus, que penetrou nos céus, retenhamos firmemente a nossa confissão. Porque não temos um sumo-sacerdote que não possa compadecer-se das nossas fraquezas; porém, um que, como nós, em tudo foi tentado, mas sem pecado. Cheguemos, pois, com confiança ao trono da graça, para que possamos alcançar misericórdia e achar graça, a fim de sermos ajudados em tempo oportuno.” Hebreus 4:14-16

QUARTA-FEIRA (12 de junho) NÃO PELA FORÇA HUMANA – O estudo de hoje está baseado no capítulo 4 de Zacarias, e o verso principal é este: E respondeu-me, dizendo: Esta é a palavra do Senhor a Zorobabel, dizendo: Não por força nem por violência, mas sim pelo meu Espírito, diz o Senhor dos Exércitos.” Zacarias 4:6

O Espírito Santo é o selo através do qual o Pai garante a salvação dos fiéis até o dia da redenção (Efésios 1:13-14). Ele é o Mestre Divino que ilumina os corações e mentes dos crentes à medida que estudam a Palavra de Deus (1 Coríntios 2:9-12)
O profeta Zacarias disse que as pessoas  “Sim, fizeram duro como diamante o seu coração, para não ouvirem a lei, nem as palavras que o Senhor dos exércitos enviara pelo seu Espírito mediante os profetas antigos; por isso veio a grande ira do Senhor dos exércitos.” (Zacarias 7:12).
Observe que Deus enviou as suas palavras por seu Espírito por meio dos profetas.

Zacarias recebeu mais esta visão de Deus onde viu um castiçal ou candelabro alimentado por duas oliveiras. As sete lâmpadas eram servidas por azeite de oliva. Aqui Deus deixou muito claro que o trabalho da reconstrução do templo devia ser através do poder do Espírito Santo e não pela força física e conhecimentos humanos de Zorobabel e do povo. Tudo aquilo que tentamos fazer para Deus sem a atuação do Espírito Santo é manchado pelo egoísmo e não frutifica para o reino de Deus.

O Espírito Santo é simbolizado, na bíblia, pelo azeite. Dentre os muitos símbolos do Espírito Santo, temos este: O azeite. Na cultura do povo hebreu o azeite ocupava um espaço destacado e de valor inestimável. Todos sabemos que nos tempos bíblicos não existia energia elétrica. O combustível que mantinha as lamparinas acesas era o azeite. À noite onde havia azeite havia luz; onde não havia azeite a escuridão predominava.

O Espírito Santo é o combustível que mantêm a luz de Cristo brilhando em nossa vida. Se Ele estiver escasso ou faltar, a nossa vida será escura e sem brilho. Jesus conta a parábola das 10 virgens e ilustra esta verdade: As cinco virgens loucas se perderam por que não tinham azeite suficiente.

Outro ponto interessante é que quando Deus escolhia alguém para uma missão ou função especial, esta pessoa era ungida com azeite. A unção que nos capacita para realizarmos a obra de Deus, vem do Espírito Santo. O Espírito não está à venda no supermercado, Ele é doado para quem O busca. Ele continua a capacitar aqueles a quem Ele chama. Se você está se relacionando bem com Ele, ouvirá o Seu chamado, obedecerá e receberá a Sua capacitação. Hoje, diante da grande colheita de vidas para Cristo, mais do que nunca, precisamos desta unção capacitadora. Deus está levantando um exército poderoso que realizará milagres, em o nome de Jesus.

 Veja estes textos: “O Espírito do Senhor é sobre mim, Pois que me ungiu para evangelizar os pobres. Enviou-me a curar os quebrantados do coração.” Lucas 4:18

“Então o reino dos céus será semelhante a dez virgens que, tomando as suas lâmpadas, saíram ao encontro do esposo. E cinco delas eram prudentes, e cinco loucas. As loucas, tomando as suas lâmpadas, não levaram azeite consigo. Mas as prudentes levaram azeite em suas vasilhas, com as suas lâmpadas. E, tardando o esposo, tosquenejaram todas, e adormeceram. Mas à meia-noite ouviu-se um clamor: Aí vem o esposo, saí-lhe ao encontro. Então todas aquelas virgens se levantaram, e prepararam as suas lâmpadas. E as loucas disseram às prudentes: Dai-nos do vosso azeite, porque as nossas lâmpadas se apagam. Mas as prudentes responderam, dizendo: Não seja caso que nos falte a nós e a vós, ide antes aos que o vendem, e comprai-o para vós. E, tendo elas ido comprá-lo, chegou o esposo, e as que estavam preparadas entraram com ele para as bodas, e fechou-se a porta.” Mateus 25:1-10

“Quando o Espírito de Deus toma posse do coração, transforma a vida. Os pensamentos pecaminosos são afastados, renunciadas as más ações; o amor, a humildade, a paz tomam o lugar da ira, da inveja e da contenda. A alegria substitui a tristeza, e o semblante reflete a luz do Céu. Ninguém vê a mão que suspende o fardo, nem a luz que desce das cortes celestiais. A bênção vem quando, pela fé, a alma se entrega a Deus. Então, aquele poder que olho algum pode discernir, cria um novo ser à imagem de Deus.” DTN , 173

 O seu rosto brilha? Tem azeite suficiente em sua lâmpada hoje?

QUINTA-FEIRA (13 de junho) MAIS DO QUE O JEJUM – Em Zacarias 7:1-7 menciona a preocupação do povo, se deviam continuar a jejuar no quinto mês como fizeram durante os 70 anos de cativeiro, ou se deviam parar com esse jejum, uma vez que o templo já estava em condições de adoração. Este jejum era específico para poderem voltar e reconstruir o templo. Ver II Reis 25: 8 e 9.

 Qual foi a resposta que Deus lhes deu? “E a palavra do Senhor  veio a Zacarias, dizendo: Assim falou o Senhor dos Exércitos, dizendo: Executai juízo verdadeiro, mostrai piedade e misericórdia cada um para com seu irmão. E não oprimais a viúva, nem o órfão, nem o estrangeiro, nem o pobre, nem intente cada um, em seu coração, o mal contra o seu irmão. Eles, porém, não quiseram escutar, e deram-me o ombro rebelde, e ensurdeceram os seus ouvidos, para que não ouvissem. Sim, fizeram os seus corações como pedra de diamante, para que não ouvissem a lei, nem as palavras que o Senhor dos Exércitos enviara pelo seu Espírito por intermédio dos primeiros profetas; daí veio a grande ira do Senhor dos Exércitos. E aconteceu que, assim como ele clamou e eles não ouviram, também eles clamaram, e eu não ouvi, diz o Senhor dos Exércitos. Assim os espalhei com um turbilhão por entre todas as nações, que eles não conheceram, e a terra foi assolada atrás deles, de sorte que ninguém passava por ela, nem se voltava; porque fizeram da terra desejada uma desolação.” Zacarias 7:8-14

Deus sempre esteve interessado em uma religião onde o coração das pessoas estive totalmente transformado pelo poder do Seu Espírito, mais do que propriamente de jejuns e formalidades. Pois os jejuns estavam relacionados a sacrifícios humanos para se conseguir bênçãos específicas. Embora jejuns sejam necessários, não é mais importante do que a transformação do coração e ações socias e de misericórdia. Normalmente os jejuns são para limpar o organismo de excessos de alimentos onde a mente deixa de funcionar em sua força física máxima. Quando o físico não está bem, a parte espiritual sofre e deixa de discernir a vontade de Deus. Deus pede-nos uma entrega total.

 Veja este texto: “O espírito do verdadeiro jejum e oração é o espírito que rende a Deus a mente, o coração e a vontade.” C.S.R.A, 189

 Deus disse: “Porém Samuel disse: Tem porventura o Senhor tanto prazer em holocaustos e sacrifícios, como em que se obedeça à palavra do Senhor? Eis que o obedecer é melhor do que o sacrificar; e o atender melhor é do que a gordura de carneiros.” I Samuel 15:22

“Porventura não é este o jejum que escolhi, que soltes as ligaduras da impiedade, que desfaças as ataduras do jugo e que deixes livres os oprimidos, e despedaces todo o jugo? Porventura não é também que repartas o teu pão com o faminto, e recolhas em casa os pobres abandonados; e, quando vires o nu, o cubras, e não te escondas da tua carne? Então romperá a tua luz como a alva, e a tua cura apressadamente brotará, e a tua justiça irá adiante de ti, e a glória do Senhor será a tua retaguarda. Então clamarás, e o Senhor te responderá; gritarás, e ele dirá: Eis-me aqui. Se tirares do meio de ti o jugo, o estender do dedo, e o falar iniquamente; e se abrires a tua alma ao faminto, e fartares a alma aflita; então a tua luz nascerá nas trevas, e a tua escuridão será como o meio-dia.” Isaías 58:6-10

Mais do que o jejum, Deus solicitou para o povo reconsiderar o passado, ver as bênçãos recebidas e abandonar os pecados praticados. Deus desvalorizou o jejum porque era um sinal de humilhação e tristeza. Deus preferia o arrependimento do povo para viver livre de pecados e felizes pela libertação que vem do Senhor.

 O que é mais importante; ter que jejuar para ver um assunto espiritual resolvido ou viver uma vida religiosa de vitórias sobre pecados e problemas, sem ter necessidade de jejuar?

SEXTA-FEIRA (14 de junho) LEITURA COMPLEMENTAR – Zacarias enfatizou que Deus tem usado Seus profetas para ensinar, advertir e corrigir o Seu povo. Infelizmente muitos se recusam a persistir no arrependimento e retornam ao pecado. Naquela época o pecado trouxe a punição de Deus. O livro também traz evidências de que até mesmo a profecia pode ser corrompida. A história mostra que, nesse período, a profecia caiu em descrédito entre os judeus, dando entrada ao período entre os Testamentos quando nenhuma voz profética duradoura falava ao povo de Deus.

Zacarias 7:13: “Visto que eu clamei, e eles não me ouviram, eles também clamaram, e eu não os ouvi, diz o SENHOR dos Exércitos.

Deus deseja adoração sincera e vida moral de nós hoje. O exemplo de Zacarias de romper com preconceitos nacionais nos lembra que devemos alcançar todas as áreas da nossa sociedade. Devemos estender o convite de salvação às pessoas de todas as origens nacionais, línguas, raças e culturas. Elas precisam saber que a salvação está disponível apenas através do sangue derramado de Jesus Cristo na cruz, o qual morreu em nosso lugar para expiar o pecado. Entretanto, se rejeitarmos esse sacrifício, não há um outro sacrifício pelo qual possamos ser reconciliados com Deus. Não há outro nome debaixo do céu pelo qual importa que sejamos salvos. Ver Atos 4:12. Não há tempo a perder, hoje é o dia da salvação. Ver II Coríntios 6:2.

 Veja estes pensamentos: “Cumpre-nos remediar os defeitos de caráter, purificar de toda a contaminação o templo da alma. Então a chuva serôdia cairá sobre nós, como caiu a temporã sobre os discípulos no dia de Pentecoste.” Testemunhos Seletos, vol. 2, 69.

“Não há coisa alguma que Satanás tema tanto como que o povo de Deus desimpeça o caminho mediante a remoção de todo impedimento, de modo que o Senhor derrame Seu Espírito sobre uma enfraquecida igreja. … Toda tentação, toda influência contrária seja ela franca ou oculta, será resistida com êxito, “não por força, nem por violência, mas pelo Meu Espírito, diz o Senhor dos exércitos.” Mensagens Escolhidas, vol. 1, 124.

A palavra de Deus, o perdão dos pecados e a presença constante do Espírito Santo são importantes na nossa vida. A palavra de Deus foi ouvida através do profeta Zacarias. O perdão de Deus foi visto na vida do sumo-sacerdote Josué e o povo foi levado a reconstruir o templo e as suas vidas, no poder do Espírito Santo. Se seguirmos estes tópicos cruciais seremos também muito abençoados por Deus.

fabiodeps@gmail.com

Anúncios

, , , , , , , , , , ,

  1. #1 por homecoming dresses dillards em 20 de junho de 2013 - 22:46

    I saw a lot of website but I think this one has something extra in it. “Art is born of the observation and investigation of nature.” by Cicero.

  2. #2 por Edson Mauro em 5 de abril de 2016 - 16:33

    Muito instrutivo obrigado pela passagem lindo

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

  • ” Bem-aventurado aquele que lê, e os que ouvem as palavras desta profecia, e guardam as coisas que nela estão escritas; porque o tempo está próximo.” Apocalipse 1:3

  • “Não desprezeis as profecias; julgai todas as coisas, retende o que é bom.” 1 Tessalonicenses 5:20-21.

  • "Conservai-vos a vós mesmos no amor de Deus, esperando a misericórdia de nosso Senhor Jesus Cristo para a vida eterna.
    E apiedai-vos de alguns, usando de discernimento;
    E salvai alguns com temor, arrebatando-os do fogo, odiando até a túnica manchada da carne."
    Judas 1:21-23

%d blogueiros gostam disto: