AS PRIMEIRAS COISAS PRIMEIRO ! (AGEU) – Comentários à lição 10 – (01 a 08/06/2013)

Cada homem tem uma relação especial com Deus.Como reconstruir o que somos para adquirir um caráter santo?
Onde está o Templo? Onde seu coração se encontra com Deus ? Como obedecer ao Senhor? Tem se reunido e trabalhado pela sua igreja?
1 – Em João 2,  Jesus vai criticar a degradação a que chegou o lugar de encontro com Deus e o símbolo da unidade do povo, e anunciará a substituição desse Templo por outro: o seu próprio corpo(v.21) . Desse modo, torna-se presente um futuro maior do que o sonhado por Ageu: o verdadeiro Templo que dá vida e une o povo é o próprio Filho de Deus, que se fez homem, e que não é apenas descendente de David, mas também seu Senhor .
2 – Leia 1 Coríntios 3, aqui Paulo se refere a ‘vós’ (igreja de Corinto) , como templo de Deus:
“Se alguém destruir o templo de Deus, Deus o destruirá; porque o templo de Deus, que sois vós, é santo” (1Co 3.17)
3 – Novamente em 1 Coríntios 6, Paulo relaciona o Templo ao próprio corpo, na sua relação de caráter com o espírito de Deus:
“Ou não sabeis que o vosso corpo é santuário do Espírito Santo, que habita em vós, o qual possuís da parte de Deus, e que não sois de vós mesmos?Porque fostes comprados por preço; glorificai pois a Deus no vosso corpo.”(v.19,20)

AGEUAnonimous. Manuscript of XVII

VERSO PARA MEMORIZAR: “Minha é a prata, Meu é o ouro, diz o Senhor dos Exércitos” (Ag 2:8).

Leituras da Semana: Ag 1; Jo 2:19Ed 3:1-6Mt 1:2312:6Ag 2Lc 24:13-27

Pensamento-chave: A mensagem de Ageu é simples: Quais são as nossas prioridades e por que é tão importante ajustá-las?

Quando foi escrito o livro? : O livro de Ageu foi escrito aproximadamente no ano 520 a.C.
Ageu buscou desafiar o povo de Deus com respeito às suas prioridades. Ele os chamou a reverenciar e glorificar a Deus através da reconstrução do templo, apesar da oposição local. Ageu os exortou a não ficarem desanimados porque este templo não seria tão ricamente decorado como o de Salomão. Ele os exortou também a abandonar a impureza de seus caminhos e a confiar no poder soberano de Deus. O Livro de Ageu é um lembrete dos problemas que o povo de Deus enfrentou naquele momento, de como as pessoas corajosamente confiaram em Deus e como Deus providenciou para as suas necessidades.

O contexto do livro de Ageu aconteceu quando foi permitido aos judeus retornarem para a sua pátria do exílio em Babilônia, a fim de restabelecerem a nação. Agora deveriam reconstruir tudo: casas, cidades, muros e o templo de Jerusalém. Já se tinha passado 1 ano e eles foram desobedientes e reconstruíram somente as suas casas deixando o templo de lado. Deus não podia abençoar um povo egoísta e que tinha perdido a reverência e o senso de adoração ao Criador.

 Temos deixado Deus e Suas coisas para depois e colocado coisas e pessoas em primeiro lugar? Que atenção temos dado para o templo e os assuntos da igreja?

Veja estes textos: “Acaso, é tempo de habitardes vós em casas apaineladas, enquanto esta casa permanece em ruínas?” Ageu 1:4

“Ora, pois, assim diz o Senhor dos Exércitos: Considerai o vosso passado. Tendes semeado muito e recolhido pouco; comeis, mas não chega para fartar-vos; bebeis, mas não dá para saciar-vos; vestis-vos, mas ninguém se aquece; e o que recebe salário, recebe-o para pô-lo num saquitel furado.” Ageu 1:5-6:

“A glória desta última casa será maior do que a da primeira, diz o Senhor dos Exércitos; e, neste lugar, darei a paz, diz o Senhor dos Exércitos.” Ageu 2:9:

Jerusalem_Modell_BW_2

O Segundo Templo foi o templo que o povo judeu construiu após o regresso a Jerusalém, finda a Cativeiro Babilônico, no mesmo local onde o Templo de Salomão existira antes de ser destruído. Foi destruído no ano 70 pelos romanos.
A reconstrução do templo foi designada pelo imperador persa Ciro II . No ano 539 a.C., Ciro apodera-se da Babilônia e ordena o repatriamento dos judeus mantidos em cativeiro e a reconstrução do seu templo, que, segundo a descrição presente no livro de Esdras (capítulo 1, versículos 1 a 4), terá tido lugar sob o rei Zorobabel, sendo apoiada por Esdras e pelos profetas Zacarias e Ageu. “E todo remanescente, seja qual for o lugar em que é peregrino, seja ajudado pelos homens desse lugar com prata, com ouro, com bens e com animais, afora a oferta voluntária para a casa de Deus, que está em Jerusalém.”(Esdras 1:4) 

Consideremos também que ao estudarmos a lição somos encaminhados a examinar nossa fé dentro da atualidade, analisando o contexto atual e comparando com o contexto dos tempos proféticos. Vivemos, agora, diante de um mundo caído, tempos finais. A urgência da mensagem de Esperança no Senhor esteja presente:
“sabendo que não foi com coisas corruptíveis, como prata ou ouro, que fostes resgatados da vossa vã maneira de viver, que por tradição recebestes dos vossos pais, mas com precioso sangue, como de um cordeiro sem defeito e sem mancha, o sangue de Cristo,”
1 Pedro 1:18,19

DOMINGO (2 de junho) SEMEAR MUITO, COLHER POUCO – Veja este texto: “Por mais de um ano o templo foi negligenciado, e quase abandonado. O povo habitava em seus lares, e tudo fazia por alcançar prosperidade temporal; mas sua situação era deplorável. Por mais que trabalhassem não prosperavam. Os próprios elementos da natureza, pareciam conspirar contra eles. Visto que haviam permitido continuasse o templo em ruínas, o Senhor enviou sobre seus recursos uma ruinosa estiagem. Deus lhes havia concedido os frutos do campo e dos pomares, o milho, o vinho, o óleo, como um sinal do Seu favor; mas como usassem essas abundantes dádivas tão egoistamente, a bênção foi retirada.” Prof. e Reis, 291

Ageu confrontou as pessoas com a situação que atravessavam. Deus enviou uma grande seca para fazer o povo lembrar que dependiam de Deus e pudesse se voltar para a reconstrução do templo e dar atenção às coisas do reino de DeusDeus recorreu a Ageu para lembrar o povo dessa necessidade espiritual.

Veja o texto Bíblico para hoje: “Ora, pois, assim diz o Senhor dos Exércitos: Considerai os vossos caminhos. Semeais muito, e recolheis pouco; comeis, porém não vos fartais; bebeis, porém não vos saciais; vesti-vos, porém ninguém se aquece; e o que recebe salário, recebe-o num saco furado. Assim diz o Senhor dos Exércitos: Considerai os vossos caminhos. Subi ao monte, e trazei madeira, e edificai a casa; e dela me agradarei, e serei glorificado, diz o Senhor. Esperastes o muito, mas eis que veio a ser pouco; e esse pouco, quando o trouxestes para casa, eu dissipei com um sopro. Por que causa? Disse o Senhor dos Exércitos. Por causa da minha casa, que está deserta, enquanto cada um de vós corre à sua própria casa. Por isso retém os céus sobre vós o orvalho, e a terra detém os seus frutos. E mandei vir a seca sobre a terra, e sobre os montes, e sobre o trigo, e sobre o mosto, e sobre o azeite, e sobre o que a terra produz; como também sobre os homens, e sobre o gado, e sobre todo o trabalho das mãos.” Ageu 1:5-11

Deus não podia abençoar o Seu povo quando o símbolo da presença de Deus, o templo, estava em ruínas. Assim também nós devemos construir o altar da nossa vida, família e igreja cuidando não só do aspecto espiritual, como o culto familiar e adoração na igreja; mas necessitamos de cuidar também das paredes da igreja e manter as salas bem arranjadas, em ordem e bem pintadas; pois Deus merece o nosso melhor e a melhor casa de adoração. Para isso necessitamos de ser fiéis nos dízimos, nas ofertas, na influência e esforço pessoal e colectivo.

 Como temos encarado e enfrentado as crises e insucessos que aparecem na nossa vida?

SEGUNDA-FEIRA (3 de junho) A GRANDE PROMESSA DE DEUS – Este é o texto para hoje: “Então Zorobabel, filho de Sealtiel, e Josué, filho de Jozadaque, sumo-sacerdote, e todo o restante do povo obedeceram à voz do Senhor seu Deus, e às palavras do profeta Ageu, assim como o Senhor seu Deus o enviara; e temeu o povo diante do Senhor. Então Ageu, o mensageiro do Senhor, falou ao povo conforme a mensagem do Senhor, dizendo: Eu sou convosco, diz o Senhor. E o Senhor suscitou o espírito de Zorobabel, filho de Sealtiel, governador de Judá, e o espírito de Josué, filho de Jozadaque, sumo-sacerdote, e o espírito de todo o restante do povo, e eles vieram, e fizeram a obra na casa do Senhor dos Exércitos, seu Deus.” Ageu 1:12-14

Adoracao_S-Francisco_Hans_Grien_1507

(Ao lado:São Francisco, em momento de solitária comunhão íntima com Deus, recebe os estigmas.)

No verso 13 Deus disse: “Eu sou convosco.” Que linda promessa! Mesmo o povo, de início, tendo sido desobediente a Deus foi abençoado para que o templo fosse reconstruido. Ageu foi um profeta bem-sucedido. Esse também foi o caso do profeta Jonas. Nas duas ocasiões a liderança ouviu a mensagem e aderiu, e também o povo aceitou. No caso de Jonas, a mudança começou pelo povo; no caso de Ageu, pelos dois líderes, Zorobabel, o governador da cidade, e por Josué, o sumo-sacerdote. Foi assim porque Ageu lidava com o povo de Deus. Zorobabel liderou o retorno do primeiro grupo de exilados em 539 a. C. Reconstruíram as suas casas, tentaram reconstruir o templo, mas desistiram. Havia oposição por parte dos povos vizinhos, que temiam o poder de Deus a partir do templo. Depois do profeta falar, decidiram que o templo seria reconstruído, e em três semanas a obra recomeçou, o altar foi logo terminado e puderam oferecer sacrifícios ao Senhor e depois levou quase 5 anos, e estava tudo pronto.

 Como tem sido com você quando é solicitado para trabalhar na igreja? Devemos estar disponíveis para ajudar. Quando o povo de Deus fica unido, grandes coisas acontecem. Assim foi ao longo da história.

O Pentecostes é um belo símbolo da união que deve existir entre os filhos de Deus.

Veja estes textos: “E, cumprindo-se o dia de Pentecostes, estavam todos reunidos no mesmo lugar.” Atos 2:1

“E, perseverando unânimes todos os dias no templo, e partindo o pão em casa, comiam juntos com alegria e singeleza de coração.” Atos 2:46

TERÇA-FEIRA (4 de junho) NÃO TEMA ! – Depois de um mês que o templo começou a ser reconstruido Deus enviou o profeta para dar ânimo aos líderes, aos trabalhadores e ao Seu povo. Deus foi favorável para com eles para que obtivessem ânimo ao iniciar a reconstrução, esteve com eles durante os cinco anos de trabalho e, também, na inauguração do segundo templo.

 Veja o texto para hoje: No sétimo mês, ao vigésimo primeiro dia do mês, veio a palavra do Senhor por intermédio do profeta Ageu, dizendo: Fala agora a Zorobabel, filho de Sealtiel, governador de Judá, e a Josué, filho de Jozadaque, sumo sacerdote, e ao restante do povo, dizendo: Quem há entre vós que tendo ficado, viu esta casa na sua primeira glória? E como a vedes agora? Não é esta como nada diante dos vossos olhos, comparada com aquela? Ora, pois, esforça-te, Zorobabel, diz o Senhor, e esforça-te, Josué, filho de Jozadaque, sumo-sacerdote, e esforça-te, todo o povo da terra, diz o Senhor, e trabalhai; porque eu sou convosco, diz o Senhor dos Exércitos. Segundo a palavra da aliança que fiz convosco, quando saístes do Egito, o meu Espírito permanece no meio de vós; não temais.” Ageu 2:1-5

Deus sempre toma a iniciativa em relação a nós. Quando estamos desanimados, por algo que acontece conosco, Deus aparece para impulsionar-nos para a frente e para o alto. Em nossa caminhada cristã é comum ficarmos tristes, desanimados, desiludidos da vida, fracos e sem ânimo. Isso acontece quando tiramos o nosso foco do Senhor, quando não olhamos mais para as promessas de Deus e nos preocupamos com nós mesmos, achando que o mundo tem que girar ao nosso redor. O ser humano só consegue enxergar a uma pequena distância na sua frente. Mas quando se olha para as promessas de Deus, tudo muda. O foco é ajustado e conseguimos enxergar mais à frente, e podemos ver além das possibilidades meramente humanas.

Em Romanos cap. 5 lemos sobre o bom ânimo ao passar por tribulações: “sabendo que a tribulação produz a paciência.” Devemos pedir para que o Senhor nos livre das tentações, mas que também, e especialmente, nos dê forças para suportá-las. Jesus não disse que não passaríamos por tribulações; Ele não disse que as coisas seriam sempre um mar de rosas, pelo contrário. Em João 16.33 lemos: “Tenho-vos dito isto, para que em mim tenhais paz; no mundo tereis aflições, mas tende bom ânimo, eu venci o mundo”.

QUARTA-FEIRA (5 de junho) O DESEJADO DE TODAS AS NAÇÕES – No texto de hoje encontramos a promessa da vinda do Desejado de todas as nações; o próprio Jesus iria habitar neste segundo templo. Por isso a sua glória seria maior do que o templo de Salomão, pois Jesus é maior do que Salomão.

A glória do segundo templo apontava para uma outra glória. Jesus iria tornar-Se o verdadeiro Salvador e sumo-sacerdote para ter o direito de entrar no lugar santíssimo do santuário celestial e interceder pelos vivos e mortos. Jesus  foi sacrificado no altar da cruz, para interceder por todos nós no templo celeste. Foi durante a existência do segundo templo que Cristo venceu a principal batalha de todos os tempos e pagou o preço da redenção humana

 Veja o texto de hoje: Porque assim diz o Senhor dos Exércitos: Ainda uma vez, daqui a pouco, farei tremer os céus e a terra, o mar e a terra seca; E farei tremer todas as nações, e virão coisas preciosas de todas as nações, e encherei esta casa de glória, diz o Senhor dos Exércitos. Minha é a prata, e meu é o ouro, disse o Senhor dos Exércitos. A glória desta última casa será maior do que a da primeira, diz o Senhor dos Exércitos, e neste lugar darei a paz, diz o Senhor dos Exércitos. Ageu 2:6-9 

Veja este comentário: “Enquanto o povo se esforçava por fazer a sua parte, procurando uma renovação da graça de Deus no coração e na vida, mensagem após mensagem era dada por intermédia de Ageu e Zacarias, com a certeza de que a sua fé seria ricamente recompensada, e que a palavra de Deus sobre a futura glória do templo, cujas paredes estavam a reparar, não falharia. Neste mesmo edifício apareceria, na plenitude do tempo, o Desejado de todas as nações como o Messias e salvador da humanidade. Profetas e Reis,383

Edifícios imponentes, rituais, cerimônias e cânticos não podem, em si mesmos, expiar o pecado. Não são substituto de um coração genuinamente devoto.

O aumento das instalações e da quantidade de adeptos devem ser acompanhados de um aumento correspondente na contrição e piedade fervorosa.
(Mateus 24:1,2)

Mais importante do que o templo de Salomão, de Zorobabel e de Herodes é o santuário celestial, e saber que Jesus está lá a interceder por nós. Os templos construídos pelos homens já desapareceram e, como ironia, no lugar do templo está a mesquita de Omar. É reconfortador saber que Jesus está à nossa disposição no verdadeiro tabernáculo.

 Veja estes textos: “Ora, a suma do que temos dito é que temos um sumo-sacerdote tal, que está assentado nos céus à destra do trono da majestade, ministro do santuário, e do verdadeiro tabernáculo, o qual o Senhor fundou, e não o homem.” Hebreus 8:1-2

“Visto que temos um grande sumo-sacerdote, Jesus, Filho de Deus, que penetrou nos céus, retenhamos firmemente a nossa confissão. Porque não temos um sumo-sacerdote que não possa compadecer-se das nossas fraquezas; porém, um que, como nós, em tudo foi tentado, mas sem pecado. Cheguemos, pois, com confiança ao trono da graça, para que possamos alcançar misericórdia e achar graça, a fim de sermos ajudados em tempo oportuno.” Hebreus 4:14-16

 Jesus é o Desejado de todas as nações na sua vida?

QUINTA-FEIRA (6 de junho) ANEL DE SELAR – Este é o texto de hoje: “Naquele dia, diz o Senhor dos Exércitos, tomar-te-ei, ó Zorobabel, servo meu, filho de Sealtiel, diz o Senhor, e far-te-ei como um anel de selar; porque te escolhi, diz o Senhor dos Exércitos. Ageu 2:23

Zorobabel não era apenas o governador da cidade de Jerusalém; era também da linhagem real de Davi. Portanto tinha o direito ao trono em Israel. E por ter liderado a reconstrução do templo, Deus deu a ele a promessa do anel de selar. A chancela é o selo que Deus colocou neste líder político e espiritual, e é claro que o povo, em geral, também foi abençoado. Zorobabel foi fiel, e Deus pôde usá-lo para a Sua obra.

Os filhos de Deus hoje são selados com o Espírito Santo quando são batizados nas águas. Neste mesmo momento recebem o batismo do Espírito Santo. Depois do batismo necessitamos, a cada dia, de receber a unção renovada do Espírito. Outro ponto importante é que quando os líderes são consagrados a Deus, eles passam para os liderados a influência enobrecedora que o Espírito santo produz em sua vida. Quando a liderança espiritual é frouxa a igreja também logo sente.

A presença soberana do Espírito é a característica do cristão; o Espírito é a identidade dos que pertencem a Deus. “Se alguém não tem o Espírito de Cristo, esse tal não é dele.” Rom. 8.9. Quem vive com o Espírito Santo já não pratica os pecados da velha vida. “Assim que, se alguém está em Cristo, nova criatura é; as coisas velhas já passaram; eis que tudo se fez novo.” II Coríntios 5:17

Veja este texto: “Em quem também vós estais, depois que ouvistes a palavra da verdade, o evangelho da vossa salvação; e, tendo nele também crido, fostes selados com o Espírito Santo da promessa. O qual é o penhor da nossa herança, para redenção da possessão adquirida, para louvor da sua glória.” Efésios 1:13-14

 Temos disponibilidade para receber e levar o selo de Deus na nossa vida?

SEXTA-FEIRA (7 de junho) LEITURA COMPLEMENTAR – O Livro de Ageu chama a atenção para os problemas mais comuns que as pessoas enfrentam ainda hoje. Ageu nos pede para: 1) Examinar nossas prioridades a fim de vermos se estamos mais interessados em nossos próprios prazeres do que em fazer a obra de Deus. 2) Rejeitar uma atitude derrotista quando nos deparamos com oposição ou situação desanimadora. 3) Confessar nossos fracassos e buscar viver uma vida pura diante de Deus. 4) Agir corajosamente por Deus porque temos a certeza de que Ele está sempre conosco e está em pleno controle de nossas circunstâncias. 5) Descansar seguro nas mãos de Deus sabendo que Ele vai nos abençoar abundantemente quando o servimos fielmente.

O povo judeu havia retornado de Babilônia, Jerusalém estava destruída, os muros e templo estavam derrubados; e tiveram que reconstruir tudo. Deram prioridade às suas casas, deixaram os muros, e principalmente o templo, para depois. Deus chamou a atenção dos líderes. Estes foram fiéis e o templo foi reconstruido.

Mas as promessas do profeta só poderão ser completamente cumpridas pelo ministério de Jesus Cristo. Na segunda volta de Cristo, agora como Senhor dos Exércitos, todos os fiéis trabalhadores que entregaram a atenção de suas vidas à reconstrução do Templo eterno terão sua recompensa cujo vislumbre é tido na profecia de Ezequiel 43:

“2 E eis que a glória do Deus de Israel vinha do caminho do oriente; e a sua voz era como a voz de muitas águas, e a terra resplandecia com a glória dele.

3 E a aparência da visão que tive era como a da visão que eu tivera quando ele veio destruir a cidade; eram as visões como a que tive junto ao rio Quebar; e caí com o rosto em terra.

4 E a glória do Senhor entrou no templo pelo caminho da porta oriental.

5 E levantou-me o Espírito, e me levou ao átrio interior; e eis que a glória do Senhor encheu o templo.

6 Então ouvi uma voz que me foi direita de dentro do templo; e um homem se achava de pé junto de mim.

7 E disse-me: Filho do homem, este é o lugar do meu trono, e o lugar das plantas dos meus pés, onde habitarei no meio dos filhos de Israel para sempre; e os da casa de Israel não contaminarão mais o meu nome santo, nem eles nem os seus reis, com as suas prostituições e com os cadáveres dos seus reis, nos seus altos,

8 pondo o seu limiar ao pé do meu limiar, e os seus umbrais junto aos meus umbrais, e havendo apenas um muro entre mim e eles. Contaminaram o meu santo nome com as abominações que têm cometido; por isso eu os consumi na minha ira.

9 Agora lancem eles para longe de mim a sua prostituição e os cadáveres dos seus reis; e habitarei no meio deles para sempre.

10 Tu pois, ó filho do homem, mostra aos da casa de Israel o templo, para que se envergonhem das suas iniqüidades; e meçam o modelo.”

11 E se eles se envergonharem de tudo quanto têm feito, faze- lhes saber a forma desta casa, a sua figura, as suas saídas e as suas entradas, e todas as suas formas; todas as suas ordenanças e todas as suas leis; escreve isto ã vista deles, para que guardem toda a sua forma, e todas as suas ordenanças e as cumpram.12 Esta é a lei do templo: Sobre o cume do monte todo o seu contorno em redor será santíssimo. Eis que essa é a lei do templo.  

 

Quais tem sido as nossas prioridades? Deus quer que os Seus filhos obedeçam a Sua palavra e não as tradições religiosas. Deus tem prazer em ver os Seus filhos comprometidos com Ele através de uma comunhão diária e saudável, não fanática. Ele deseja que estejamos envolvidos com os assuntos da Sua igreja desenvolvendo os cargos a nós confiados. Deseja ver os Seus filhos em plena adoração na igreja nos dias de culto. Ficar em casa, além de ser prejuízo para a alma do crente, é uma desobediência ao mandamento do Senhor que diz: “Não deixeis de congregar..” Deus deseja que anunciemos o evangelho ao mundo. Não são apenas os pastores e obreiros assalariados que devem pregar a Palavra, mas todos os filhos que são selados pelo Espírito.

Já pensou se a reconstrução do templo dependesse só de Zorobabel?

fabiodeps@gmail.com

Editado sobre artigo publicado pelo Pr. Luis Fonseca em:
temasbblicos.blogspot.com.br

 

Anúncios

, , , , , , , , ,

  1. Deixe um comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

  • ” Bem-aventurado aquele que lê, e os que ouvem as palavras desta profecia, e guardam as coisas que nela estão escritas; porque o tempo está próximo.” Apocalipse 1:3

  • “Não desprezeis as profecias; julgai todas as coisas, retende o que é bom.” 1 Tessalonicenses 5:20-21.

  • "Conservai-vos a vós mesmos no amor de Deus, esperando a misericórdia de nosso Senhor Jesus Cristo para a vida eterna.
    E apiedai-vos de alguns, usando de discernimento;
    E salvai alguns com temor, arrebatando-os do fogo, odiando até a túnica manchada da carne."
    Judas 1:21-23

%d blogueiros gostam disto: