CRESCENDO EM CRISTO – Comentários da lição 5 – 27/10 a 03/11/2012

“Também Isaías clama acerca de Israel: Ainda que o número dos filhos de Israel seja como a areia do mar, o remanescente é que será salvo.
Porque ele completará a obra e abreviá-la-á em justiça; porque o Senhor fará breve a obra sobre a terra.” 
  Romanos 9:27-28

RESUMO E COMENTÁRIOS DA LIÇÃO 5 – CRESCENDO EM CRISTO

“E, despojando os principados e potestades, os expôs publicamente e deles triunfou em si mesmo.” Colossenses 2:15

INTRODUÇÃO – O verso áureo de hoje fala-nos sobre a vitória que Jesus obteve na cruz, expondo os demônios à vergonha, como resultado a salvação da humanidade ficou garantida.

O tema da lição desta semana trata da vitória que cada cristão pode obter ao estar em comunhão com Cristo. As potestades do mal são mais poderosas do que nós, mas Cristo é mais poderoso do que todo o exército do diabo. Ao estarmos agarrados nas mãos de Cristo somos vencedores.
Qual é o propósito da vida cristã? A Cruz não é apenas o ponto inicial de nossa vida cristã; ela é a sua fonte. Para descobrirmos o propósito de nossa vida precisamos olhar para cruz de Cristo e não para as palavras filosóficas. Alguns têm fracassado porque não depositam a confiança na palavra de Cristo. Este é o propósito de Deus para a nossa vida. Em Deus a nossa vida encontra o seu verdadeiro propósito e sentido.
“Vocês foram comprados por alto preço. Portanto, glorifiquem a Deus…”  I Corintios 6:20

Veja também este verso:  “Mas o que para mim era lucro, passei a considerar como perda, por causa de Cristo. Mais do que isso, considero tudo como perda, comparado com a suprema grandeza do conhecimento de Cristo Jesus, meu Senhor, por quem perdi todas as coisas. Eu as considero como esterco para poder ganhar a Cristo.” Filipenses 3:7 e 8.

No crescimento espiritual, também somos desafiados a sair de onde estamos para um estágio melhor. O apóstolo Pedro, falando desse  esforço, diz:  “Por isso mesmo, empenhem-se para acrescentar à sua fé a virtude, à virtude o conhecimento; ao conhecimento o domínio próprio; ao domínio próprio a perseverança; à perseverança a piedade; à piedade a fraternidade; e à fraternidade o amor.”  II Pedro 1:5-7.
No início dessa epístola, ele apresenta uma escada de crescimento cristão, e no fim da carta diz:  “Cresçam, porém, na graça e no conhecimento de nosso Senhor e Salvador Jesus Cristo.” II Pedro 3:18.
Sem ferir a seriedade do texto, poderíamos chamá-lo de “suplemento espiritual.” Por isso, o apóstolo recomenda que sejam acrescentados à fé, e apresenta sete suplementos. O primeiro degrau no crescimento espiritual é a virtude, excelência moral. O segundo é o conhecimento, especialmente a educação espiritual. Segue-se o domínio próprio ou autocontrole, ou seja, a capacidade de conter e dominar nossos desejos. Depois do domínio próprio, vem a perseverança, ou seja, aprender a continuar com paciência. A piedade, o amor fraternal e o amor desinteressado são os últimos. Devemos crescer espiritualmente em cada um desses sete degraus.

DOMINGO (28 de outubro) – A REDENÇÃO
– O que os seguintes versos falam para si sobre o grande amor de Deus?

“Porque o Filho do homem também não veio para ser servido, mas para servir e dar a sua vida em resgate de muitos.” Marcos 10:45

“Sabendo que não foi com coisas corruptíveis, como prata ou ouro, que fostes resgatados da vossa vã maneira de viver que por tradição recebestes dos vossos pais, mas com o precioso sangue de Cristo, como de um cordeiro imaculado e incontaminado.” I Pedro 1:18-19

“E os resgatados do Senhor voltarão; e virão a Sião com júbilo, e alegria eterna haverá sobre as suas cabeças; gozo e alegria alcançarão, e deles fugirá a tristeza e o gemido.” Isaías 35:10.

O cristianismo é a única religião de redenção. Isto é: Jesus morreu no lugar das pessoas para salvá-las dos seus pecados. A morte de Cristo é de substituição. No dia em que o pecado entrou em nosso mundo, Deus revelou o plano da redenção. O pecador culpado recebeu a oferta do perdão, mediante a morte substituta de Jesus em lugar do condenado. O símbolo escolhido por Deus para tipificar o sacrifício substituto de Jesus foi o cordeiro que éra exigido na lei cerimonial. A situação do pecador é desesperadora e requer a ação exterior de alguém. Não apenas a morte de Jesus foi necessária a para a salvação, mas também os méritos do Seu sacrifício continuam à disposição do pecador, para que diariamente ele possa buscar a força do trono da graça de Deus.

Adão pecou e desfigurou a glória de Deus; Cristo, considerado o segundo Adão, restaurou a imagem de Deus, que tinha sido perdida.

SEGUNDA-FEIRA (29 de outubro) – ESCRAVOS LIBERTADOS
– O grego usa três palavras para descrever “resgatados” ou libertados: “Agoraço”, “exagoraço” e “lutro”. Agoraço significava o resgate que o cidadão antigo fazia ao pagar um produto da feira, como: arroz, cebola e feijão. Exagoraço significava o pagamento à um escravo que era comprado para trabalhar na fazenda do seu senhor. Lutro significava o resgate que o senhor fazia para um escravo, para depois conceder-lhe a carta de alforria, a liberdade.

Temos um texto mais completo que explica perfeitamente a metáfora da lição de hoje: “Sabendo que não foi com coisas corruptíveis, como prata ou ouro, que fostes resgatados da vossa vã maneira de viver que por tradição recebestes dos vossos pais, mas com o precioso sangue de Cristo, como de um cordeiro imaculado e incontaminado.” I Pedro 1:18-19. A palavra grega usada aqui é lutro.

Cristo nos libertou e nos capacitou, com o Seu sangue, para praticarmos as coisas espirituais e não para praticarmos as coisas da carne, voltando para os mesmos pecados da velha vida. É claro, que é necessário vigiar e orar para que possamos produzir bons frutos. Cristo nos salvou para não mais retornarmos aos mesmos pecados de antigamente. Aqueles que já são batizados e nascidos de novo, já permanecem livres da licenciosidade e outros pecados.

Você tem deixado Cristo libertá-lo, ou envida esforços pessoais para se auto-libertar ?  No texto de hoje Paulo escreve para os romanos: “Mas graças a Deus porque, outrora escravos do pecado, contudo, viestes a obedecer de coração à forma de doutrina a que fostes entregues; e, uma vez libertados do pecado, fostes feitos servos da justiça.” Romanos 6:17 e 18.

TERÇA-FEIRA( 30 de outubro) – PRINCIPADOS E POTESTADES: PARTE I
– O que são os principados e as potestades? Alguns textos bíblicos mencionam a existência dessas duas classes de seres, as potestades e os principados. Como nesse texto: “pois, nele, foram criadas todas as coisas, nos céus e sobre a terra, as visíveis e as invisíveis, sejam tronos, sejam soberanias, quer principados, quer potestades. Tudo foi criado por meio dele e para ele.” Col .1:16. Nesse texto é mencionado que tanto os principados quanto as potestades foram criados por Deus. Principados e potestades significam basicamente a mesma coisa. São referências a seres espirituais que podem ser bons ou maus, ou seja, podem se referir tanto a anjos de Deus como a demônios. São seres espirituais de proeminência no mundo espiritual. Normalmente os dois termos são usados na Bíblia para designar seres com grande poder no mundo espiritual.

A maioria das descrições desses seres espirituais na Bíblia é relacionada à demônios, como nos textos abaixo:

“porque a nossa luta não é contra o sangue e a carne, e sim contra os principados e potestades, contra os dominadores deste mundo tenebroso, contra as forças espirituais do mal, nas regiões celestes.” Efésios 6: 12. Nesse texto, eles são designados como espíritos malignos, forças espirituais do mal que dominam o mundo e guerreiam contra os homens.

“e, despojando os principados e as potestades, publicamente os expôs ao desprezo, triunfando deles na cruz.” Colossenses 2: 15 .  Aqui vemos Cristo vencendo todas essas forças espirituais malignas através da Sua morte na cruz.

Em Efésios 2: 2 esse termo é usado para designar Satanás, o príncipe do mundo: “nos quais andastes outrora, segundo o curso deste mundo, segundo o príncipe da potestade do ar, do espírito que agora atua nos filhos da desobediência.”

A Igreja Adventista, além de identificar os poderes, tem a clara visão de que os dois estão envolvidos em um conflito cósmico espiritual, que tem como ponto culminante o domínio do Universo. De um lado encontra-se Deus, representado pelas pessoas da Trindade; Deus Pai, Deus Filho, e Deus Espírito Santo, conduzindo a incontável hoste de anjos e os habitantes dos mundos não caídos. Do outro lado encontra-se Satanás com todos os seus demônios.

QUARTA-FEIRA (31 de outubro) – PRICIPADOS E POTESTADES: PARTE II
– Em Colossenses 2:8, Paulo adverte contra as artimanhas dos principados e potestades das trevas envolvendo as suas vítimas para conservá-las como escravos. Alerta contra “filosofias vãs e enganosas, que se fundamentam nas tradições humanas e nos princípios elementares deste mundo.”

O diabo se tem introduzido até em coisas boas para enganar as pessoas. As filosofias vãs e enganosas têm sua origem em Satanás, que é o pai da mentira e do engano. No argumento de Paulo, de que estas “filosofias vãs e enganosas, se fundamentam nas tradições humanas e nos princípios elementares deste mundo”, está declarando que aqueles que não amam a verdade, tornam-se instrumentos de Satanás na propagação do engano, no conflito cósmico contra Cristo.

Todos estamos envolvidos em uma guerra onde o diabo se apresenta de forma sorrateira através de tradições, invenções e artifícios humanos. Quais são as ciladas do diabo? O diabo nem sempre, ou não necessariamente, ataca os crentes da maneira mais óbvia e maligna. Frequentemente, seus modos são sutis, e suas atrações podem aparentemente apoiar motivos mais elevados e nobres. Veja dois exemplos: Primeiro, o motivo elevado que ele ofereceu na tentação de Eva em Gênesis 3:1-5;  Segundo, a avidez com que ele encheu a mente de Judas para fundar o reino messiânico na Terra.

Em seu livro, The Screwtape Letters, (Cartas do Inferno em português) C.S. Lewis apresenta uma série de cartas imaginárias que Screwtape, um idoso demônio, escreve a um aprendiz inexperiente na arte hábil de fazer tropeçar os santos. Por exemplo, quando João está orando por sua mãe que sofre de reumatismo, Screwtape aconselha o demônio aprendiz a não fazer João perder a fé na oração. Em vez disso, João deveria ser encorajado a orar por sua mãe continuamente; enquanto isso, a atenção de João deveria ser desviada da necessidade de massagear as articulações doloridas da sua mãe. Em outra carta, Screwtape sugere que os cristãos devem ser encorajados a se preocupar e se envolver com assuntos graves e sombrios a fim de desviar a atenção de problemas reais e imediatos. O objetivo do jogo, diz Screwtape, ” é fazê-los ficar correndo com extintores de incêndio sempre que houver um dilúvio”. Págs. 128 e 129.

“O que é nascido de Deus vence o mundo; e esta é a vitória que vence o mundo: a nossa fé.” I João 5:4

QUINTA-FEIRA (01 de novembro) – UM ASSASSINO REVELADO
– Satanás é nosso adversário. Sendo um inimigo implacável e perigoso, ele é um guerreiro maligno, espreitando “como leão que ruge procurando alguém para devorar.” I Pedro 5:8).

Ele é acusador. Apoc. 12:10, mentiroso e assassino. João 8:44. Ele pecou desde o início. I João 3:8, perverteu os caminhos do Senhor, Atos 13:10, “engana todo o mundo.” Apocalipse 12:9, guerreia contra a igreja remanescente de Deus. Apocalipse 12:1, persegue os santos, Apocalipse 2:10, pode até aparecer como anjo de luz, II Coríntios 11:14, e, no fim desta época, levará todos os que se opuserem a Deus à batalha final para subverter o Seu governo. II Tessalonicenses 2:4-10.

É contra esse ser sobre-humano e seu exército de anjos caídos que os cristãos devem guerrear em batalha intensa e contínua. Veja este texto: “Lutam em toda pessoa, com veemência, dois poderes em disputa pela vitória. A incredulidade arregimenta suas forças, dirigida por Satanás, a fim de separar-nos da fonte de nossa resistência. A fé ordena suas forças, comandadas por Cristo, o autor e consumador de nossa fé. Hora após hora, em face do universo celestial, vai o conflito em prosseguimento. Esta é uma luta mão a mão, e a grande questão é: Quem vencerá?” – Ellen G. White, Filhos e Filhas de Deus. Meditações Diárias, 2005, 328.

Em sua vida, como você experimentou a luta entre essas duas forças ?  Como a batalha se manifestou?  Com quantas artimanhas Satanás se esconde ?  Você está bem ciente do que realmente está acontecendo ?

SEXTA-FEIRA (02 de novembro) – ESTUDO ADICIONAL 
– “O afastamento do semblante divino, do Salvador, nessa hora de suprema angústia, penetrou-Lhe o coração com uma dor que nunca poderá ser bem compreendida pelo homem. Tão grande era essa agonia, que Ele mal sentia a dor física… Foi o sentimento do pecado, trazendo a ira divina sobre ele, como substituto do homem, que tão amargo tornou o cálice que sorveu, e quebrantou o coração do Filho de Deus”. – Desejado de Todas as Nações, 753.

“Como a fisionomia de Caim lhe exprimia a culpa de homicida, assim o semblante de Cristo revelava inocência, serenidade, benevolência – a imagem de Deus”. – Desejado de Todas as Nações, 562.

“Quando Cristo ascendeu ao Pai, não deixou os Seus seguidores sem auxílio. O Espírito Santo, como Seu representante, e os anjos celestiais, como espíritos ministradores, são enviados para ajudar os que, contra forças superiores, lutam o bom combate da fé. Lembrem-se sempre de que Jesus é seu ajudador. Ninguém compreende tão bem como Ele as suas peculiaridades de caráter. Ele está atento a vocês e, se estiverem dispostos a ser guiados por Ele, lançará ao seu redor influências para o bem que os habilitarão a cumprir toda a Sua vontade a respeito de vocês. — Mensagens aos Jovens, 17

“Coisa alguma, aparentemente, é mais desamparada, e todavia mais invencível, do que a pessoa que sente não ser nada, e se apoia inteiramente nos méritos do Salvador. Deus enviaria cada anjo que há no Céu em auxílio de tal pessoa, antes de permitir que fosse vencida.” Testemunhos para a Igreja 7

“Os anjos são ministros de Deus, radiantes pela luz que sempre flui de Sua presença, e rápidos no voo para executarem Sua vontade.” Patriarcas e Profetas, 34

“Os anjos se acham sempre presentes onde mais necessários são, ao lado dos que têm a mais dura batalha a combater contra o próprio eu, e cujo ambiente é o mais desanimador.” O Desejado de Todas as Nações, 440.

Pr.Luís Carlos Fonseca.
(http://temasbblicos.blogspot.com.br)

Ore ao Espírito Santo ao estudar a lição.

Fábio de Castro Ferreira – fabiodeps@gmail.com

Anúncios

, , , , , , , , , , , , , , , , ,

  1. Deixe um comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

  • ” Bem-aventurado aquele que lê, e os que ouvem as palavras desta profecia, e guardam as coisas que nela estão escritas; porque o tempo está próximo.” Apocalipse 1:3

  • “Não desprezeis as profecias; julgai todas as coisas, retende o que é bom.” 1 Tessalonicenses 5:20-21.

  • "Conservai-vos a vós mesmos no amor de Deus, esperando a misericórdia de nosso Senhor Jesus Cristo para a vida eterna.
    E apiedai-vos de alguns, usando de discernimento;
    E salvai alguns com temor, arrebatando-os do fogo, odiando até a túnica manchada da carne."
    Judas 1:21-23

%d blogueiros gostam disto: